Scott Spark 900 RC WC 2017

Discussion in 'Análises de 29ers' started by davidream, 10 April 2017.

  1. Medroso#78

    Medroso#78 Active Member

    Xiiiiiiiii, ganda portão!!!! :p

    Não mexe.... quer dizer, mexer, SÓ com os pedais (como sabes MUITO BEM fazer). ;)

    ULTRA Abraço
     
  2. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Hehe, confesso que sou fan de componentes mais exóticos :) só que a realidad€ da vida sobrepõe-se a certos devaneios,e não se deve dar passos maiores que as pernas permitem...
    E há algo que também a minha experiência me ensinou,que é quanto mais se colocar componentes leves/caros mais pesado/cuidado será o custo quer em manutenções ou em caso de quedas e etc que são o dia a dia de quem "anda" de bike.E não tenho o temperamento para andar a evitar cenas mais agressivas para poupar o material!
    As agruras das montanhas não perdoam e convém ter um certo balanço entre fiabilidade e custos de manutenção nas coisas.Pelo menos para quem não tem o euromilhões!!!:D

    pamoreira um pouco de Photoshop :D:D (e já me meteste bichos carpinteiros na cabeça...;))

    [​IMG]

    Cumps
     
    nunokas likes this.
  3. pamoreira

    pamoreira Member

    Pessoalmente, acho que fica muito bem com as rodas todas pretas - mas é a minha opinião, claro :D

    Agora tens é que te afastar do site de onde veio essa garrafa, senão por muito boas intenções que tenhas a carteira vai sofrer :D
     
    davidream likes this.
  4. FabioSalvador

    FabioSalvador Member

    Claramente rodas pretas!
     
    davidream likes this.
  5. nunokas

    nunokas Member

    Ritchey streem carbon?
    Muito bom selim. Usei um durante muito tempo e no fundo, não passa de um slr versão ritchey ;)
    Estou com o Fábio, espigão da marca do guiador para "harmonizar" a coisa :D
     
    davidream likes this.
  6. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Ora mais um pequeno update para avivar a coisa :)
    Apesar deste tópico estar como eu a nivel do Btt nesta altura :D (meio parado/em modo lento) pois, desde a chuva que me dá pouca pica para o pedal,situações pessoais que se sobrepõem etc etc a bike tem rolado pouco :oops:
    No entanto aproveitei esta "fase" para fazer uma revisão geral á bike e assim ter tudo pronto para enfrentar um novo ano com os desafios que aí se avizinham ;) (assim que a chuva se vá embora!!:D) Foi feita uma lubrificação geral á bike(caixa de direcção,eixo pedaleiro,cubos,rolamentos) pastilhas,muda do óleo nos travões,acréscimo de líquido tubeless e algumas coisitas mais necessárias.
    Aproveitei também o facto de ter ido á loja e coloquei um guarda-lamas da SYNCROS que fica spot-on na bike e é bem útil nas saídas nesta altura do ano.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Agora é começar novamente e meter KM's nas pernas e na Bike e ganhar forma física para enfrentar muitas das aventuras que se vai já metendo na agenda de 2018.
    Espero um ano cheio de bons eventos que temos no país e de uma Bike/mamífero aptos para esses desafios ;)
    Vemo-nos por aí :)
     
  7. connanbtt

    connanbtt Member

    Boas,

    Realmente o frio e a chuva não ajudam :confused:... a bike está um espetáculo...;)

    Boas pedaladas... um abraço
     
    davidream likes this.
  8. markituh

    markituh Active Member

    Bela bike
    Assim de repente e sem estar nos planos, tive que trocar de bike. Scott spark rc team 2018 mas a minha teve que ficar toda de origem, o orçamento não deu para mais.

    Cump
     
    davidream likes this.
  9. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Um Up ao tópico!:)
    Depois de um ínicio de ano 2018 com umas boas voltas ;)

    [​IMG]

    [​IMG]

    Quando começou o período de chuvas (Maio para a frente) a bike voltou a andar menos,e quando saía era para voltas maioritariamente em estrada :eek:(fazer Km's)
    Curiosamente nessa altura comecei a notar uma flexão esquesita na roda traseira o_O um dia ao lavar a bike reparei que na roda de trás começavam a aparecer umas "rachadelas" por todo o aro que me deixaram um pouco incrédulo :confused:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Fiquei espantado, pois nem sou muito pesado nem nunca abusei na bike para acontecer algo assim(através da forma como pedalo ou pelo tipo de trilhos que ando).
    Tratei de tirar fotos e enviar um e-mail á loja onde as rodas foram feitas(na alemanha) e após uma resposta rápida foi-me indicado para enviar a roda traseira para ser tratado com a marca (Stan's Notubes).
    Felizmente após 2 semanas(e 32€ a menos com os portes de envio o_O) foi-me trocado o aro traseiro e enviado para casa.
    Aproveitei e coloquei um pneu traseiro novo,lubrificação ao cubo e está no ponto mesmo a tempo de aproveitar o bom tempo!

    Entretanto ponho fotos da Bike já actualizadas,e coloco umas dúvidas sobre um Upgrade que vem a caminho ;)
    Cumps
     
  10. Pedro Barradas

    Pedro Barradas Well-Known Member

    Fosga-se... ainda bem que reparaste.... Isso poderia ser um perigo se colapsasse.
    As rodas tinhas mandado fazer onde? os Aros são da STAN´s quais?
     
  11. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    De facto imaginei se houvesse uma quebra do aro numa descida ou assim o_O
    As rodas foram montadas na Action Sports GmbH, o aro é o Crest MK3.
    O meu mecânico referiu que tinha conhecimento que uma série tinha dado problemas, talvez possa ter apanhado isso.
    Para já a roda está novamente a rolar e sem ruídos ou sensações esquesitas,vou estando especialmente atento!

    Coloquei também em test-drive um novo pneu,a ver também:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Entretanto o próximo Upgrade deve ser o colocar de um pedaleiro X1 Eagle com prato 32(comprei na Net num Fórum)
    E pelo que estive a ver,vai ser necessário trocar um componente no eixo pedaleiro para ser compativel com o Crank.
    Agora a dúvida é o que devo fazer sobre o prato a usar e a corrente,mantendo para já a configuração traseira (Desviadador XTR 11v,cassete Shimano 11v).
    Mantenho o prato 32 Eagle e meto uma corrente SRAM X1 11v,ou troco o prato do pedaleiro para um SRAM de 11v(pelo que li na Net desgastam-se mais rápido e são inferiores aos Eagle)... o que fazer o_O como uso actualmente prato 34 também está isso em equação...o que acham?
    OBS: No futuro a ideia será colocar atrás componentes Eagle também,mas penso que será ainda muito á frente pelo que queria ficar já com uma situação para durar todo o resto do ano.

    Cumps
     
    Last edited: 18 May 2018
  12. pamoreira

    pamoreira Member

    O X1 Eagle que compraste é de eixo GXP (24mm)? Provavelmente vais ter que comprar um eixo / bottom bracket novo. Os da SRAM são baratos mas não são grande coisa, podes sempre ver opções aftermarket.

    Não há razão para usares pratos que não sejam os X-Sync2 Eagle. O prato em si é compatível com 11v ou 12v e são um design mais evoluído que os X-Sync originais. Quanto ao tamanho do prato, só a ti de saberes se preferes manter 34 (e aí tens que comprar novo) ou usar o 32 que vem com o pedaleiro.
     
  13. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Obrigado pela resposta ;)
    Tinha +- essa ideia,que os novos pratos são melhores (maior durabilidade,menos ruído e menos possibilidade de quedas de corrente)
    No entanto tenho dúvidas se a corrente Shimano 11v que tenho é compativel ou mudo para uma SRAM X1 11v por ex(será que funciona bem na cassete shimano?) e também lá está se será melhor trocar para prato 34.

    O pneu que coloquei é o ONZA Cannis 2.2. Bastante mais hard-core que o Ikon que tinha :D mas vou fazendo o test-drive,se for muito arrastão ponho-o á frente.

    [​IMG]

    [​IMG]

    Cumps!
     
    Last edited: 16 May 2018
  14. Mr.sa

    Mr.sa Active Member

    Os crest mk3 de início de produção estão todos a rachar ou quase todos. Tenho colegas com eles, e já todos tiveram de trocar, ou seja, o problema não é de quem monta, é mesmo problema estrutural.

    Em relação ao teu sistema, se fosse a ti pensava duas vezes se queria mesmo gastar o dinheiro no eagle... acho que ficarias melhor servido com uma cassete e13 9-46 e mantinhas o prato 32 do que passar para o eagle, é uma questão de saber se as mudanças com xtr e com essa cassete se funcionam bem, se sim, não pensaria duas vezes. Os desviadores eagle tem um problema, que vai piorando a performance das mudanças... a roldana inferior é demasiado grande para o rolamento que leva, e passado pouco tempo fica a abanar bastante...
     
  15. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Obrigado Mr.sa ,de facto pelos vistos está a acontecer :( espero que ninguém tenha uma falha catastrófica numa situação que cause quedas e amasso!
    Quanto á transmissão, ainda vai demorar a acontecer. Para já queria uma pedaleira em carbono e de 170mm(a que tenho é a XT de 175mm) daí o Upgrade.

    O Resto é complicado pois existem inúmeros factores a considerar,desde a multiplicação necessária e que cubra todo o ano de uso da bike,desde as alturas em que andamos mais "perros" no Inverno até ás situações épicas que se faz mais no Verão :p e claro a fiabilidade.E aí tenho pouca confiança nas cassetes dessas marcas e13 e garbaruk por ex,se olhares com atenção para o nivel de maquinação que a cassete leva é incrivel! aquilo é impossivel aguentar o uso de um gajo que faça uns bons km's em terrenos mais duros durante o ano! Vejo inúmeros relatos de colegas e também na Net sobre problemas nesse tipo de cassetes. Ou seja existe a função/utilidade mas talvez pouca fiabilidade, e não são própriamente baratas.
    Por ex. a SRAM diz que a utilização em monoprato com um carreto atrás de 9 causa um ângulo na corrente que é problemático,mas á gente que usa... enfim como referi é complicado o_O Sobre esse problema especifico no Eagle não sabia(andei a espreitar a gama GX).

    Obrigado a todos pelas respostas!
     
  16. camponubla

    camponubla Well-Known Member

    Boas,

    Eu tinha um 32T a frente e o 9-46 da e*13 atrás...passei agora para o eagle xx1 dub, com 34T a frente e 10-50 atrás....Perdi um pouco a rolar mas também ganhei um pouco a subir, coisa que já agradeci no B150, por pouco que seja as parninhas vão mais descansadas!

    O único problema da k7 e13 é que precisa de ser desmontada de vez em quando (tem dois corpos) para limpar e lubrificar o interior.....o problema disso é que desmontar-montar, acaba por ganhar folgas e começa fazer barulhos.
     
    davidream likes this.
  17. pamoreira

    pamoreira Member

    No que diz respeito a correntes, podes manter Shimano. Em sistemas completos SRAM prefiro usar correntes SRAM, no teu caso como só mudas o pedaleiro e prato não vejo grande diferença ou eventual perda em manter corrente Shimano.

    Se quiseres experimentar um 11v com maior amplitude antes de eventualmente passar a Eagle, tenho uma cassete 9-44 (e um driver XD para DT Swiss) de reserva que te empresto para testares ;)
     
    davidream likes this.
  18. davidream

    davidream Active Member

    bOA!!
    Como meti a corrente Shimano á pouco tempo aproveito, não sabia que era compativel com os pratos X-sync SRAM.
    Sempre posso aproveitar esses € e meto um prato 34 á frente.
    Agradeço a simpatia pamoreira mas como referi tenho pouca confiança em cassetes mais aftermarket (nóia minha certamente) Em principio até Agosto teremos novidades por parte da Shimano,cassetes novas e um novo formato a combater o XD da SRAM. Deixa o pó acentar e vejo as possibilidades!
    Até lá se vieres novamente por Amarante ;) dá uma apitadela,vamos ver aí uns trilhos e emprestas-me a tua bike(sacrilégio eu sei :D) e vejo o feeling!:p

    Abraço!
     
  19. moshinho

    moshinho Member

    A opção 11-46 sunrace e prato 34 não te agrada?
     
  20. camponubla

    camponubla Well-Known Member

    O Sunrace não pesa "uma tonelada"? :-D
     

Share This Page