O Meu Caminho ... A Caminho de Santiago de Compostela pelo Caminho Central Português.

#1
Caríssimos Amigos da pedalada.
Em Setembro passado fiz uma peregrinação de bicicleta, de Caldas até Santiago de Compostela, que adorei.
Após o regresso, resolvi passar a escrito as impressões e sensações dessa viagem e fiz um blog com o relato de algumas das situações mais marcantes desses dias, ao que juntei as fotos que fui fazendo pelo Caminho.
Como as reacções dos que já o leram, têm sido muito positivas, decidi partilhá-lo aqui também convosco, como retribuição para tudo o que tenho usufruído deste forum. Nomeadamente na preparação desta viagem.
Aliás já dou o meu tempo por muito bem entregue, se com este relato conseguir encorajar algum indeciso a fazer-se ao Camiño, ou "picar" algum incauto para arrancar!

E começa assim:
"1.º Dia - 12 de Setembro – Caldas / Santarém / Pias.
Eram quase 08H30 quando abri o portão da garagem, montei-me na bicicleta e parti.
O meu destino era Santiago de Compostela.
Tinha pela frente cerca de 600 quilómetros a percorrer pela rota traçada há centenas de anos por outros que, tal como eu, pretendiam chegar ao tumulo do Apóstolo Santiago. Cada qual com os seus motivos ou crenças. Mas todos com a mesma vontade férrea de …
”​

Caso tenham curiosidade em conhecer o resto do relato podem visitar o blogdomiguelclaro.blogspot.pt

Bon Camiño!
Miguel
 
#5
Conta com 20 a 30€ por dia, considerando que ficas em albergues e que fazes refeições acessíveis. Tem sido o que tenho gasto em média nas travessias mais longas que fiz (caminho Francês e Via de la Plata), já considerando os custos da viagem até ao ponto de partida e depois no regresso a Portugal.
 
#7
Pessoal muito obrigado pelos comentários. Sabe sempre bem saber que gostaram.
Quanto à questão do Napster, sobre os custos implícitos numa viagem destas?
Penso que o NFH já deu uma resposta muito objectiva.
Eu não fiz contas mas penso que também gastei uma média de 25 a 30 euros por dia, mas houve dois dias que jantei e dormi em casa de família, portanto sem despesa nestes itens!
No entanto acho que é um tipo de viagem em que é relativamente fácil controlar os custos e fazer um orçamento prévio.
Vamos lá ver!
Primeiro há que calcular os custos de preparação.
Antes da partida acaba sempre por haver algum investimento, na bike, em material ... quanto mais não seja nas barrinhas e snacks para ir petiscando.
No meu caso tive de montar um desviador da frente novo (SRAM X9 - excelente!) e devia ter trocado o movimento pedaleiro antes de arrancar... acabei por o trocar a meio da viagem por muito mais dinheiro que gastaria se o tivesse feito antes de sair! Além disso comprei duas câmaras de ar e uma bolsa de guiador (Koodza). O resto tinha, à excepção do suporte da bagagem que me emprestaram. Avalia o equipamento / material que tens e calcula quanto vais ter de gastar na preparação!
Depois para cada dia podes considerar cerca de 5 a 10 Euros para o albergue mais aquilo que pretendes gastar na alimentação. É com as refeições que o custo pode variar mais de caso para caso! Podes passar por mercearias e comprar tudo o que precisas ou parar sempre em restaurantes e cafés ou pastelarias?
Tudo depende daquilo que pretenderes gastar!
Eu optei por fazer 3 refeições ligeiras ao longo do dia, tipo pequeno almoço às 08H00, 2ª refeição lá para as 10H30 / 11H00 e uma terceira lá por volta das 15h00/16H00. Nos intervalos ia comendo barrinhas e cubos de marmelada. Depois jantava como deve de ser.
Se não fores muito exigente, acho que se consegue sempre arranjar uma refeição completa abaixo dos dez euros, mas também podes gastar mais do dobro se assim quiseres!
Como ia sozinho nunca cozinhei, mas nos albergues tens óptimas condições para cozinhar e assim também dá para poupar.
Para o orçamento deves também contar com os custos do regresso. O que por vezes se torna complicado para trazer a bike. Eu gastei €50 no transporte da bicicleta pela Seur directo para minha casa. Depois gastei €23,25 de comboio até ao Porto! já não me recordo do preço do expresso do Porto para Caldas mas ainda foram bem uns 20 euros ou próximo!
é só fazer contas...
abraço
Bom Caminho.
Miguel
 
#10
boas amigo Miguel,

muito obrigado pela sua partilha.
vou ler o sua cronica com muito gosto e com certeza que me vai servir de inspiração, pois também a quero fazer...
como sou do Bombarral ainda com mais gosto a vou ler e talvez siga os "rastos dos seus pneus", quem sabe não me faça ao caminho desde casa...

cumps e abraços
marrokan (Bruno Sacramento)
 
#11
Parabéns pelo objetivo cumprido e obrigado pelo relato feito de toda a travessia, muito bom. Agora tenho ainda mais vontade de colocar a minha viagem em prática que já cá anda hà muito a remoer.
 

tinric

Super Moderador
#13
Ainda não tinha visto por aqui. Mas já o tinha lido.

Para quem ainda não leu, devo dizer que um dia que tenham um bocadinho (não à pressa), mas quando tiverem um bocadinho, façam como eu...

Sentem-se confortáveis e com calma (com a calma que o Miguel o descreve) leiam... pois sente-se o bom e verdadeiro espírito do "Caminho" na leitura...

Só dá vontade de arrancar ... outra vez

Como alguns sabem já fiz o caminho (Embora só desde o Porto) com o Miguel e se boa companhia é... ler o relato aqui... dá para sentir o espírito (é quase como ir com ele) :D (antes fosse) :)


Abraço e Parabéns myFriend
 
#15
Eu também ando a pensar fazer o caminho santiago.
Estava a começar a preparar-me fisicamente e tive uma entorse. Mas em principio, nao tarda retomo o treino.
Gostava tambem de fazer em abril ou mesmo março.
 
#17
Muito obrigado pela tua partilha.

Fiz o caminho central português no ultimo mês de outubro e simplesmente fiquei fâ. É uma viagem maravilhosa com trilhos espetaculares (na minha opinião o troço entre ponte de lima e valência é fantástico), que deixa marcas. A repetir sem dúvida.

Em relação aos custos, tenho o privilegio de residir numa zona com muitos adeptos do btt, e foi possível reunir um grupo de 20 companheiros, e alugar um autocarro que nos acompanhou até santiago e regresso a casa. Custo final 200 € com tudo incluído. Dormidas na pousada da juventude de ponte lima e numa hospedaria em ponte vedra.
Cps
 
Last edited:
#18
Companheiro Miguel Claro,
parabens pelo relato e pela concretização da aventura. Eu ainda não fiz nenhuma "investida" a Santiago de Compostela" mas já ando a planear ir lá para o ano. Sou um bocado mais "guloso", estou a apontar espinguardas para Maio 2013, e fazer o caminho Francês.
Um abraço e boas pedaladas
 
#19
Saudações pedalisticas caros companheiros da pedalada.
Hoje voltei a viver algumas das emoções do Camiño.
Então não é que os escuteiros e mais alguns voluntários marcaram o "Caminho do Mar" que liga Cascais a Fátima e que esse trajecto passa aqui pelas Caldas da Rainha!
Eu já tinha visto as setas azuis e amarelas mas não tinha a certeza do que seriam. A confirmação veio numa pequena notícia publicada este fim de semana num semanário local!
Então lá fui a seguir as setas e hoje fiz o troço Caldas da Rainha - Alcobaça. Não foi um troço muito longo mas sempre deu para recordar aquela expectativa de ir a procurar as setas.
As marcações estão boas. Muito boas entre Caldas e Afeizerão e mais espaçadas a partir daí, mas suficientes.
É um troço sem grandes dificuldades, excepção feita a alguma areia solta na zona do Rebolo / Famalicão da Nazaré e uma subida "sumarenta" antes de Alcobaça. Entre a Discoteca "Sunset" e a Vestiaria.
As marcações na chegada a Alcobaça estão escassas e no Rossio em frente ao Mosteiro não encontrei nenhuma indicação para onde seguir, caso pretendesse continuar.
de qualquer das formas soube-me muito bem reviver o espirito.
Um destes dias vou ver ser reunimos uma rapaziada para fazer até Fátima.
Abraço
Miguel
 
#20
Olá boa noite,

Nas pesquisas que aqui vou fazendo, tive oportunidade de ler o seu relato via blog e achei o mesmo mto bom, principalmente pq me pareceu que o Miguel realmente fez o "caminho", por isso parabéns; tenho lido outros relatos, que mais não são que uma corrida louca rumo a Santiago, sem qq sentido, apenas o de muscular o corpo; queria tb perguntar-lhe qual é o seu suporte, pareceu-me q a sua bike é uma Hardrock, eu tenho uma Hardrock sport disc 29 e gostava daqui por 1 anito talvez fazer o caminho, desde Carnaxid, onde vivo, e agradou-me a forma como levava a bagagem, minima, versátil e fácil de montar/desmontar.
Obrigado e mais uma vez parabéns pela viagem