Kit reconstrução Reba

#1
Bom dia pessoal Tenho uma rockrider 8.2 que adquiri há pouco tempo equipada com uma rockshox Reba. Como a bicicleta é de 2008 e a suspensão claramente nunca levou manutenção queria fazer isso o mais rápido possível O problema é que pelo número de série no site da sram não reconhece a suspensão, diz que o número de série não existe. De que forma posso saber ao certo o ano e modelo específico da suspensão para encomendar as peças Obrigado desde já!
 
#3
Boas Pedro obrigado pela resposta! O problema é que tanto diz que dá para as 05-08 como para 05-11... Pelo que pesquisei se ela foi fabricada em 08 pode ser já um modelo de 09 e nesse ano já há alterações de internos. Quanto à sugestão, nem é pelo dinheiro, queria mesmo aprender a fazer...
 

klaser

Well-Known Member
#5
Há dois kits para revisões...este acima da parte do "ar" e o outro que inclui os retentores,as "espumas" das pernas,etc.... Se quer fazer uma manutenção eu aconselhava primeiro fazer esta revisão dos retentores , é a parte mais crítica,limpar a parte de baixo ,mudar óleo de baixo (não confundir com o óleo q faz o bloqueio e o rebound),mudar os tais retentores e espumas....
Na parte do ar, talvez o máximo meter 5cc do óleo apropriado em cima do pistão de ar (abrir a perna esquerda em cima depois de esvaziar o sistema), só para lubrificar os o rings...
Se a suspa estiver a perder pressão aí sim tentar intervencionar a parte do ar, se bem obviamente com tanto tempo uma troca de o rings do lado doa r não vai fazer mal nehum
 
#6
Boas,
Tenho uma bicicleta igual à tua, em virtude de ter estado parada muito tempo a suspensão bloqueou, parecia que era uma bicicleta rígida, levei-a à marca e disseram que o prognóstico não era o melhor (segue em anexo a fotografia do veredicto). Deitei mãos ao teclado e vi diversos vídeos da SRAM sobre como revisionar a suspensão, comprei o Kit Juntas Completo ROCKSHOX REBA / SID (2012-2014) na probikeshop (moderadores desculpem a publicidade), o óleo 5w para a suspensão e massa consistente teflon. Com recurso aos vídeos descritos em cima e aos manuais transferidos da página SRAM eu próprio desmontei, limpei, mudei todos os orings, lubrifiquei e montei a suspensão. Gastei cerca de 35€ e está nova, já fiz cerca de 40kms e não perde pressão de ar bem como o curso trabalha normalmente.
Não tenhas receio e experimenta fazer tu mesmo, eu sou um leigo e desenrrasquei-me. Alguma dúvida que tenhas "apita".
Abraços
 

Attachments

Last edited:
#7
Pois, eles queriam que comprasses uma suspensão nova.
Ainda bem que puseste mãos á massa.
Não tinhas nada a perder a não ser o preço das juntas.
Além de arranjares a suspensão, já sabes como funciona para revisão futuras.
É assim mesmo.
 
#8
Pois, eles queriam que comprasses uma suspensão nova.
Ainda bem que puseste mãos á massa.
Não tinhas nada a perder a não ser o preço das juntas.
Além de arranjares a suspensão, já sabes como funciona para revisão futuras.
É assim mesmo.
É isso mesmo, poupo uns euros e tenho a certeza que é tudo mudado e revisto.
Sim eles deram-me logo preços para uma suspensão nova.
 

Joseelias

Well-Known Member
#15
Foi basicamente o que eu fiz, até vídeos da suspensão a funcionar juntei à reclamação
Se os exemplos que tenho presenciado na minha zona for extensíveis ao resto do país, somos muito mal servidos nas lojas. Da última vez fui a uma loja procurar por um espigão de selim e fizeram finca-pé comigo dizendo que aquela medida não existia.

Quando me perguntaram quem o tinha medido, e eu disse que tinha sido o fabricante e que se pesquisassem veriam que a Ritchey, Thomson, BBB e Kalloy (marcas desconhecidas não é? ;) ) só para mencionar algumas tinham espigões nessa medida é que embatucaram um bocado. Mas em momento algum se deram ao trabalho de ver se nas marcas que vendem até haveria aquela medida. Como pelos vistos ficaram com o orgulho ferido e claramente não queriam vender (devem ser todos ricos naquela loja) vim-me embora.

Noutra loja, pedi um componente num standard mais antigo e disseram-me que tinham no armazém mas só procurando. Isto tudo com uma expressão a torcer o nariz, porque aquilo deve ser malta que só toca no último grito da moda e nada abaixo de carbono. Quando o foram buscar foi claramente a contra-gosto.

São duas lojas onde não regressarei.

Felizmente há uma em Corroios, provavelmente a mais antiga aqui na zona onde podemos contar que no mínimo nos tentam ajudar. Pode acontecer não terem mas pelo menos vão ver em armazém ou catálogos de fornecedores.

Fora esta última desisti de comprar em lojas físicas e compro sempre online fazendo eu mesmo a manutenção do equipamento.
 
Last edited:

mack1

Active Member
#16
Revejo me nos teus comentários. Já aconteceu de me dizerem que " tinham de fazer uma encomenda " como se fosse uma coisa má. O que chego a pensar é se ganham demasiado dinheiro com as bicicletas para se preocuparem com tudo o resto. Às vezes parece que as lojas só querem vender bicicletas e/ou o stock que lá têm que propriamente servir os clientes. Alguns chegam a ser arrogantes e prepotentes.

O pessoal começa-se a ajeitar com os DYS e manda-os pastar, compra on-line mais barato e faz em casa. Podes ser que quando acordarem já seja tarde.
 

mack1

Active Member
#18
Claramente, acho que hoje em dia apenas compensa a estas lojas venderem bicicletas completas, a margem de lucro nas peças não deve compensar!
Depois vemos o preço da mesma bicicleta quando é lançada e 8 meses depois e facilmente se percebe que há margens colossais nesta área.
Não quero que me dêem nada e sei que isto é o modelo actual de negócio, mas porra, um cliente de 10€ merece a mesma atenção que um de 10.000.
 

Joseelias

Well-Known Member
#19
Não sei se a margem de lucro das peças compensa ou não mas uma coisa é certa, duvido muito que consigam vender uma bicicleta a quem lá se tinha dirigido antes para comprar algo mais simples ou barato e tenha sido desdenhado.

É que quem lá vai hoje comprar um componente mais antiquado e que pode ser para uma bicicleta clássica de colecção ou que guarda por valor sentimental, por exemplo, pode estar a pensar em gastar uns milhares de euros na semana seguinte numa bicicleta nova para substituir a que realmente usa em Btt.
 

fabio viana

Well-Known Member
#20
Parece que vocês não têm grande sorte com as lojas físicas :eek:

Aqui na "zona norte" não tenho razão de queixa, sempre fui bem atendido, mesmo quando era apenas para perguntar apenas o preço de alguma coisa e nada mais.. e por exemplo, ontem fui montar um espigão, meter películas de protecção e mais umas paneleirices e fui tão ou melhor atendido do que o rapaz que depois lá chegou para comprar uma botija de co2 :)