Aro Mavic estalado

#22
a marca branca foi uma lixa para um pó quimico aderir , se reparares tens dois pontinhos , um de cada lado que foi feito com uma broca sem furar de um lado ao outro claro, para ver se parava ali a estaladela, não parou e o pó quimico saltou, foi quando resolvi com cola veda, no sitio do pipo é mesmo partido, e apesar do liquido tubless ser bues abrasivo não se vê corrosão.
 

Joseelias

Well-Known Member
#24
O que é que esse aro tem de tão especial para que arrisques a saúde, ou até mesmo a vida (e nem estou a exagerar) para quereres tanto mantê-lo?! Se isso está dessa forma, que outros danos poderão haver sem serem ainda visíveis?

Isso é uma falha catastrófica à espera de acontecer, e como foi dito, imagina a roda ceder quando vais a circular na estrada no meio de carros e camiões. Ou a ires de cabeça contra uma árvore ou rochedo por perderes o controlo numa descida. Valerá a pena?

Preferia comprar a roda mais baratinha que encontrasse, até mesmo em segunda mão que não apresentasse danos, que andar com essa.
 
#25
a marca branca foi uma lixa para um pó quimico aderir , se reparares tens dois pontinhos , um de cada lado que foi feito com uma broca sem furar de um lado ao outro claro, para ver se parava ali a estaladela, não parou e o pó quimico saltou, foi quando resolvi com cola veda, no sitio do pipo é mesmo partido, e apesar do liquido tubless ser bues abrasivo não se vê corrosão.
nesse estado desculpa que te diga esta bom pra sucata, esta ja bastante mau, e os furinhos(porque raio fizeste furinhos??) ainda pioram as coisas pois enfraqueceste ainda mais

uma estaladela nao e a mesma coisa que uma rachadela descomunal.

investe num aro se tens bons raios e um bom cubo, se vires economicamente ser mais comodo uma roda nova compra e podes na mesma manter o restante material ate pra pecas quem sabe, isso cabe a ti mas nao aproveites esse aro
qualquer quimico que colocas-te ai ja alterou a estrutura do aluminio(porque as suas moleculas combinam com muita coisa), portanto esquece mesmo nao meteria esse aro e matar-me pelo trilho fora.
 
#27
zdjota os furinhos utilizam-se para controlar as fracturas, isto é para as parar, para não avançarem, contudo devem ser efectuadas no final da fractura e não como está na figura, até porque não adianta fazê-los tendo em conta a extensão que é demasiada, que pode colocar em risco a vida.
 
#28
ct1ehm, os furos foram feitos como deve de ser , no final da fissura, no entanto não pararam nem controlaram a fissura que continuou a aumentar daí estarem a meio...
 
#30
Ok ruimiglopes, isso significa que a fractura existe em áreas não visíveis ao olho humano, mas se se aplicasse líquidos penetrantes ou outro meio não invasivo como radiografia, iriamos constatar que a fractura era bem maior, não arrisques, não sabes como isso está e pode ser um perigo.
 
#31
Eu tenho um problema igual com umas SLR roda 26 de 2009, mas no meu caso a rachadela é menor e apenas para um dos lados.

Já comprei umas rodas novas com DT Swiss 240S + aros EX471 que foram os únicos que encontrei em 26” de gama média ou alta com excelentes opiniões relativamente à robustez ( a oferta de 26” já é muito pouca ).

Agora alguém sabe se se conseguem encomendar esses aros cá em Portugal, e em quando ficaria a brincadeira com instalação ?

A ideia não é ficar com elas pois o aro mais a mão-de-obra deve ficar caro e ainda têm o problema do cubo ser uma boa merda e estar sempre a necessitar de ser aberto limpo e lubrificado. No entanto são umas rodas que ainda se conseguem vender em segunda mão e se calhar ainda paga reparar para depois vender.