Falta de precisão

#1
Possivelemten este assunto já estará tratado noutro qualquer tópico. Andei a "vasculhar" o tópico "Dakota20" mas o mesmo já leva mais de 70 páginas o que inviabiliza uma busca cirurgica.
Assim a minha questão é:
Tenho um Dakota20 que sempre funcionou bem até à semana passada. Começou a dar um erro de posição algo exagerado. Além de usado na BTT é também usado no Geocaching e é aqui que se notam os grandes desvios com coordenadas a "baterem" a cerca de 14 ou 15 metros de distância, coisa que antes não acontecia pois praticamente todos os pontos anteriormente memorizados "batiam" a 2 ou 3 metros, pontos esses que como já disse "batem" agora a 14 ou 15 metros.
Já fiz de tudo o que me parece que devia fazer: calibrar bússola, calibrar screen, actualização de firware...
A única coisa que alterei antes desta "avaria" foi o tipo de pilhas que passaram de recarregáveis para alcalinas, mas fiz a devida alteração no menú. o GPS também viajou de avião ligado... poderá o excesso de velocidade (800km/h) ter-lhe dado cabo da mioleira... lol??
Ajudas??

obrigado
 

shelltox

Super Moderador
#3
Começo por referir que alterei o titulo do post,pois é um assunto transversal aos GPSr..a sua precisão e até é um assunto interessante.
A viagem de avião não passará de coincidência com essa situação verificada, o GPSr não sofre de jet lag e quanto ás velocidades elevadas, simplesmente o aparelho não conseguirá gravar ponto metro a metro. Para entender melhor as causas de falta de precisão, é necessário minimamente perceber como funciona o sistema, para o aparelho funcionar precisa:
- 4 dos 24 satélites em órbita
- bom relógio (claro que um aparelho de €200, não tem um bom relógio por isso os GPSr usam o sinal dos relógios atómicos que os satélites têm para sincronizar do seu próprio relógio)
- cálculos
Cada satélite transmite um sinal que é recebido pelo receptor, este por sua vez mede o tempo que os sinais demoram a chegar até ele. Multiplicando o tempo medido pela velocidade do sinal (a velocidade da luz), obtemos a distância receptor-satélite, (Distancia= Velocidade x Tempo). Na verdade não é assim tão simples fazer a medição precisa da distância.

Com base destas noções será simples perceber que qualquer elemento que se oponha aos sinais recebidos pelo GPSr induz erro no calculo da posição. Para evitar isso o GPSr já usa 4 satélites e depois ainda há os sistemas WAAS/EGNOS estações terrestres a tentar dar mais fiabilidade aos sinais(por isso com eles activos mais precisão)(recentemente foi aberto o sistema Russo GLONASS que virá ajudar ainda mais)

Resumindo, basta teres verificado essa situação de falta de precisão: em um dia de menos boas condições atmosféricas, sem estar em terreno aberto(debaixo de árvores, edifícios,entre prédios) ou simplesmente azar na localização dos 4 satélites e estarem a uma distancia maior que a ideal e induzir erro no calculo da posição.
O aparelho em si, para dar erro só pode sofrer: problema na antena, ou cálculos mal feitos (firmware)

Ainda há outro factor, que talvez verdade, mentira ou talvez mito .. dizem as más línguas que os 'donos' dos satélites GPS preocupados com a precisão ao alcance de qualquer um, provocam sinais deficientes nos satélites para estes continuarem a apresentar alguma falta de precisão.
 
#4
Olá,
O WASS não está seleccionado. Para quem conhece o DAKOTA20, o GPS está em modo NORMAL! E sempre esteve mesmo antes de dar o desvio que dá agora.
Sobre o funcionamento do GPSr, sem dúvida que é assim, mas.... é assim em todos e já era assim antes do meu DAKOTA dar o erro de posicionamento que dá agora, porque já foi certinho!
Tenho também um Magellan Explorist 100 com uma data de anos e bate certinho ao lado do DAKOTA20, logo não serão condições atmosféricas, nem terreno fechado, nem etc... e o firmware foi actualizado depois do erro.
Mandei email para a Garmin e informaram-me para lhes mandar o aparelho. É o que irei fazer brevemente e depois informo aqui do resultado.
Obrigado
 
Last edited: