Dinamarca - Maior avenida de Copenhaga interdita a automóveis

#1
A maior avenida de Copenhaga, a Norrebrogade, vai estar interdita aos automóveis durante os próximos três meses, no âmbito de um primeiro teste feito pela Câmara Municipal cujo objectivo final será o encerramento permanente dos seus 2,5 km de extensão ao trânsito automóvel.

Até ao início de Janeiro apenas poderão circular autocarros e bicicletas na avenida, que parte do centro histórico da capital da Dinamarca. A Norrebrogade é percorrida diariamente por 17 mil automóveis, 33 mil ciclistas e 65 mil passageiros de transportes públicos.

Segundo o vereador do Ambiente e Tecnologia da Câmara de Copenhaga, Klaus Bondam, esta iniciativa "vai ajudar a resolver os crescentes problemas de tráfego no centro da cidade e tornar a circulação mais fácil para os ciclistas".

Cerca de 36% da população de Copenhaga, que atinge os 1,2 milhões de habitantes na cidade e quase dois milhões na área metropolitana, usa neste momento a bicicleta para se deslocar para o trabalho e o objectivo do município é chegar aos 50% da população em 2015.

A cidade dispõe de 340 km de vias seguras para os ciclistas e tem como ambição ser reconhecida como a metrópole mais amiga do ambiente em todo o mundo. Aliás, Copenhaga vai albergar em Dezembro de 2009 a cimeira da ONU (COP15) destinada a aprovar o novo acordo mundial sobre as alterações climáticas que deverá suceder depois de 2012 ao Protocolo de Quioto.

Como afirma a sua presidente da Câmara, Ritt Bjerregaard, "num mundo globalizado é cada vez mais importante para a cidade atrair residentes, investimentos, eventos e turistas e para isso Copenhaga continua a oferecer qualidade de vida e oportunidades, bem como um ambiente seguro e saudável para todos os que quiserem aqui morar"

in http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/424055
 
#4
Viva,

Trabalho numa empresa com capital 100% dinamarquês e viajo muitas vezes para Bredebro, zona sul do país (Judeland), realmente as condições das vias para circulação pedestre, bicicletas e afins é muito boa e cobre todo o país, aliás as bicicletas têm prioridade sobre qualquer outro tipo de veículo mas, existe uma ou duas razões para que isto aconteça, a mais importante, os automóveis, motas e tudo o que tiver motor sofre um imposto enorme (maior que em Portugal) logo as pessoas preferem andar de bicicleta a ter que comprar um automóvel, a segunda razão meus amigos, não existe o sobe e desce, aquilo é tudo plano, aliás nós em tom de brincadeira costuma-mos dizer que o monte mais alto que existe lá é uma rotunda onde fizeram um monte com cerca de 3 metros :)

Eu não quero com isto dizer que não concordo com tudo o que disseram até agora, somos um país do 3º Mundo, iniciativas destas deviam servir de exemplo, etc. etc. mas é preciso ver que muitas vezes existem justificações para determinadas políticas.

Ainda relativamente a este assunto, no que toca a poluição somos realmente o país mais atrasado da Europa na prevenção e implementação de iniciativas que promovam a adopção de energias alternativas, basta ver o GPL, a energia fotovóltaica, etc. etc. etc.

Vou à Dinamarca ainda este mês, vou vêr se tiro umas fotos das ciclovias e depois coloco aqui, pode ser que algum vereador português veja (isto por engano, claro) e fique com alguma ideia para a sua freguesia :)

Boas pedaladas