[Analise] Kona Kikapu 2005

A

americo

Guest
#1
Boas

Uma bicicleta FS para iniciados e com pouco orçamento.

Não é nada de especial mas cumpre o destino para que foi fabricada:
Andar no mato, estrada onde quer que seja sem grandes floreados ou manobras acrobáticas.

Amortecedor:
Ainda na loja (sem publicidade) pedi ao mecânico que coloca-se pressão no amortecedor, Fox Float sem Propedal, mais que o normal. Era a minha ideia de compensar o "afundanço" traseiro com maior pressão no amortecedor.
Nunca experimentei um amortecedor diferente do que este mas garanto que numa subida nota-se e muito a perda de eficiência da bicicleta e quando me pus em pé para "sprintar" foi o fim da picada...
Realmente é fraquinho mas vai chegar por enquanto e para muito tempo.
Em caminho mais ou menos plano a sua eficiência é satisfatória mas temos de ter cuidado com acelerações bruscas porque a traseira acaba por afundar.

Suspensão:
Continuando ainda na loja, já chateava o mecânico para colocar a maior rigidez na dita. Mas como se ela é tão básica?
A regulação que tem é tão primária que o mecânico encolheu os braços e disse que era capaz de ficar na mesma, eu acreditei. Estamos a falar da Marzocchi MZ Comp 100mm. Mas por incrível que pareça achei que no mato de Benfica com poucos buracos ou desníveis repentinos até que se safava bem. A questão veio na travagem, com o travão da frente afunda muito facilmente, demasiado facilmente. No rolar sem travar cumpre minimamente absorvendo as irregularidades sem grandes percalços.

Selim:
Alguém quer uma peida dorida?
Á pois é!
Foram cerca de 2 horas a experimentar a bicicleta em mato e em alcatrão, os calções de licra alcochoados também não valem nada mas o selim parece-me que vai ser o primeiro upgrade...
A minha falta de experiência também conta para esta sensação que fiquei onde para os últimos minutos já andava mais em pé na bicla que propriamente sentado. Mas de qualquer maneira um colega meu do trabalho logo que tocou no selim (afinal tenho um colega que faz Btt e não sabia...) torceu logo o nariz. Embora seja duro e não tenha gel, para uma utilização mais soft até é capaz de ser satisfatório. O selim é um WTB Pure V sport.

Punhos:
Onde agarrar a bicha quando ela tenta rabear?
Achei-os confortáveis embora tenha ficado com a mão esquerda dorida mas isso é porque sou esquerdo/canhoto e é onde faço mais força. As luvas têm bolsas de gel e mesmo assim acho que os punhos não são tão fracos como isso, pelo menos não rodaram!
Punhos Kona Mooseknuckle.

Travões:
Depois de ouvir tão mal dos travões de disco mecânicos fiquei apreensivo porque considero os travões, a par do capacete, um elemento de segurança primordial de um ciclista.
Mas, ou é a minha falta de experiência ou a qualidade dos travões, gostei do seu desempenho. Já na loja questionei o mecânico sobre a sua eficácia e afinação e ele disse que desafinam tanto como os outros e a sua eficácia é boa. No mato constatei que travam muito e bem e quando necessitei de abrandar sem parar foram progressivos o quanto baste e quando precisei de travar e parar, travou, derrapou, mas parou!
Após tantas discussões e opiniões, acho os travões um dos elementos melhores da bicicleta no seu geral. Estamos a falar de uns Shimano BR-M465.

Pneus:
Bem no alcatrão agarram mesmo com aqueles tacos todos, o pior é na mata, terra batida em pó, onde travar terá de ser muito devagar porque a derrapagem é certa e a queda eminente. Ainda tentei (e consegui!) fazer uma descida mais temerária mas parecia aqueles desenhos animados com o condutor da bicha de pernas esticadas a tentar equilibrar-se...
Não tive problemas com eles a não ser nas travagens que me pareceram demasiado "derrapantes", mas isso pode dever-se em grande parte ao estado do piso onde não existe nada "sólido" onde agarrar.
Eventualmente posso estar com pressão a mais nos pneus, tenho de ver isso...
Tioga Red Phoenix 26 x 2.0

Pedais:
Ui!!!
Uma autentica desgraça…
Não gosto e vou comprar uns sapatos com cleats o mais rapidamente possível.
Não me quero habituar a pedais de plataforma. Não gosto daqueles e não vou comprar novos por isso com sapatos de cleats espero que funcionem melhor. Várias vezes falhei os pedais quando necessitei deles porque a parte de encaixe estava no lado errado.
Shimano PD-M505 Clipess, com um lado de plataforma adaptada.

Peso:
A bicicleta pode ser pesada mas eu compenso com dieta, já emagreci 1 kg e espero emagrecer outro e assim poupo dinheiro em peças caríssimas com menos algumas gramas.

O comportamento da bicha a rolar é muito satisfatório e agradou-me especialmente as descidas onde sentia-me seguro com ela sem trepidações, barulhos esquisitos e um rolar suave sem problemas de maior.
Subir e devido ao amortecedor tem as suas limitações mas quando necessitei de subir melhor apelei ás minhas pernas moldadas no jogging e não me custou muito.
Visualmente é uma bicicleta bastante agradável, e para se tornar "competitiva", a mudança de suspensão e amortecer dar-lhe-á uma nova alma. É uma hipótese muito viável a médio prazo.
O selim é a curto prazo senão fico com o traseiro todo calejado!!!

Com respeito a outros elementos da bicla, não posso falar porque não sei sequer analisar a performance de uns aros ou cassetes ou desviadores, isso será com o tempo. Tal qual a sua durabilidade.

Uma bicha para carteiras pouco abonadas mas que julgo ser uma opção muito válida nesta gama de preços/qualidade. Para quem se inicia como eu e espera mais tarde ter outras condições para outros voos é uma opção acertada.

Mais a mais ainda podemos fazer piadas sobre o nome da nossa bicicleta!

P.S. Ainda não a cheguei tarde e cansado ao trabalho mas quarta-feira já começo!!!

Um abraço

Américo Ribeiro
 
H

Hugo Carvalho

Guest
#2
Isto é que é uma análise completíssima!! :lol: :lol:

Vê lá isso do selim e dos pedais. Quanto mais depressa mudares isso melhor...

Foram também 2 coisas que mudei logo na minha bike. Andei muito tempo com um selim da treta e o cu nunca mais calejava :lol: :lol:

Quanto aos pedais... é outra coisa! :wink:

Cumprimentos betetistas

Hugo Carvalho
 
A

americo

Guest
#3
Boas

Realmente Hugo o selim é para mudar logo que possivel.
Os pedais ainda vou experimentar com sapatos de cleats depois logo se vê...

O desviador traseiro (Deore LX) cumpre a sua função sem problemas de maior e passado pouco tempo habituei-me aos manipulos, já os travões foi após uma travagem no limite (quase queda) que começei a dosear a força aplicada nas manetes.

Já agora esqueci-me de dizer que o pack da bicicleta vem com dois frasquinhos de tinta de ambas as cores para os famosos retoques.

Demorei ainda muito tempo a tentar arranjar uma posição de condução, ora levantando o selim ora baixando o selim.

Julgo que a bicicleta, embora com muito nome e por isso olhada com desconfiança por alguns, tem os seus argumentos para o preço que custou. Um argumento de peso é realmente o preço simpático para o tipo de material colocado na bicha. O quadro parece-me bastante resistente e equilibrado, mais a mais tem 5 anos de garantia onde irá dar para ver a fadiga dos materiais caso estes cedam e rachem ou partam.

Um abraço

Américo Ribeiro
 

fox

New Member
#4
Julgo que a bicicleta, embora com muito nome e por isso olhada com desconfiança por alguns, tem os seus argumentos para o preço que custou. Um argumento de peso é realmente o preço simpático para o tipo de material colocado na bicha. O quadro parece-me bastante resistente e equilibrado, mais a mais tem 5 anos de garantia onde irá dar para ver a fadiga dos materiais caso estes cedam e rachem ou partam.

Um abraço

Américo Ribeiro
Penso que fizeste uma óptima compra! Acho que vais acabar por trocar os pedais :) Mas de resto, a Kikapu está lá! :D

Do selim nem vale a pena, eheheheh
 

Loki

New Member
#5
Bom, se puxares bem por ela não vão ser só os pedais. A MZ Comp também não deve aguentar muito. :p

A mim durou 3 meses e meio na HardRock! :D
 
#6
Huummmm :-k começo a achar que eu sou pouco exigente ou a minha Kikapu de 2004 é bastante diferente da tua, apesar de alguns equipamentos serem iguais!

A minha tem a MZ Comp que tu não gostas, o fox (amortecedor, nao o fox utilizador do forum :mrgreen: ) um selim Kona que não é mau, travões de disco hidraulicos shimano deore e pneus maxxis larsen tt.

Eu estou contente com a compra :p

Cpts

V.M.
 
A

americo

Guest
#7
Boas vspmacedo

Por fazer uma analise sobre as primeiras impressões não quer dizer que não goste da bicicleta!

Eu ADORO a minha kona!

A compra foi a possivel porque ainda coloquei a hipotese da Kikapu Deluxe mas as politicas de aumento de impostos do governo chamaram-me à razão...

Mas a impressão que tive da suspensão foi essa e a do amortecedor também...
Do selim nem gosto de me lembrar...
E pedais realmente deixaram-me muito má impressão mas é como digo deixa-me utilizar cleats para ver como se comportam.
E por acaso os travões são Shimano BR-M465 mecanicos e não Avid, Avid são as manetes!

Um abraço

Américo Ribeiro
 
#8
Pois bem pessoal , eu tenho uma Kikapu de 2004 e que tem nesta altura ano e meio , embora este tópico esteja relacionado com a Kikapu de 2005 , vou deixar algumas opiniões que tenho em relação á minha bike.

A meu ver acho o quadro pesado em relação a possíveis concorrentes, é claro que o preço e o material que vem de origem na altura justificaram a escolha e foram proponderantes.
Mas para o uso que dou a bike agora vejo que o sistema de amortecimento desta bike não me satisfaz plenamente ou seja este sistema a meu ver faz com que haja um grande bombeamento , o que para all moutain até é bom mas se quisermos dar um uso mais XC deixa algo a desejar.

A primeira alteração que fiz na bike foi o selim , não que fosse desconfortável mas teve de ser por força maior.

De seguida para a emagrecer mais um pouco mudei a Mola Fox Vanilla por um RP3 sem dúvida um óptimo investimento para a bike.
A última dieta foram umas Crossmax SL que fez com que o peso reduzi-se substancialmente.

A pouco e pouco vou tentando melhorar os componentes da bike , a próxima alteração será na suspenção, quantos aos travões não teem comprometido.
O desviador traseiro também está quase nas últimas mas esse devido ao desgaste .

Posto isto e sabendo o que sei hoje provavelmente não teria feito esta compra, mas acho que é normal , porque quando começa-mos nisto não temos ainda bem a ideia do que queremos nem do que iremos fazer propriamente com a bike.

Mas como a comprei e não desgosto completamente dela vou investindo nela porque o prazer que ela me dá aos fds justifica o dispendio e já que a tenho agora aguento-me . :lol:

P.S. Outra coisa que desgosto nesta bike é dos empenos que ela me dá, mas isso penso que qualquer bike fazia o mesmo. :wink:
"quanto mais me bates mais eu gosto de ti minha kona linda"
 
#9
Já agora um pequeno aparte , eu participei no fds passado nas 24 Horas BTT e vi por lá poucas Kikapus, gostava de saber se houve alguma Kikapu melhor classificada que a minha ou não , isto por mera curiosidade já que é desta bike que estamos a falar, a minha ficou em 12º das equipas de 4.

Se alguém souber de outras classificações deste modelo era engraçado postar aqui a informção.
 

MCA

New Member
#10
e qual compravas pepe?

Pepe

Já agora e na sequência do teu post anterior, qual seria a bike que compravas sabendo o que sabes hoje da kikapu?

Como sabes eu andei a ver bikes há uns meses e na altura pensei entrar no mundo das FS, justamente com a kikapu 2005. No final acabei por comprar uma rígida de topo (em vez da FS de entrada) e fui para a Trek 8500, com a qual estou bastante satisfeito. Como comprei usada tive que trocar alguns componentes que acusavam maior desgaste, bem como transferir alguns upgrades que tinha feito à minha bike antiga (kona de cromoly) para a nova, como por exemplo o excelente selim selle italia prolink ou os pedais spd da shimano.

Mas fico curioso por saber o que comprarias se fosse hoje, se voltarias a comprar uma FS, e se sim, qual?

Já agora parabéns pelo excelente 12º lugar nas 24h! A minha equipa ficou em 43º se não estou em erro, o que para a falta de treino que temos, não foi nada mau....

hasta
MCA
 
#11
Ora bem respondendo a tua pergunta e sabendo o que sei hoje com o dinheiro que dei pela bike e pelos updates que já fiz teria comprado uma Epic, mas pronto na altura o orçamento era baixo.
 
A

americo

Guest
#12
Boas

E agora com mais uns Kms nas pernas e pneus, a análise que fiz da Kakipu continua de acordo com o que anteriormente escrevi.

É uma bicicleta de entrada no mundo das FS muito válida capaz de ajudar o "dono" na curva ascendente de aprendizagem entre máquina e homem.

Hoje já começo a "aprender" a respeitar a minha máquina e a tentar retirar o melhor proveito dela.

É uma bicicleta que perde muito nas subidas, mas se atacarmos as ditas logo de inicio com o carreto das mudanças maior e tivermos um ritmo de pedaladas constante sobe práticamente tudo!
Desmultiplicar mudanças em plena subida torna-se perigoso e quebra o ritmo, na Kikapu temos a agravante do amortecedor começar a afundar e a fazer a traseira saltitar perdendo aderência nas subidas, fazendo o pneu derrapar logo colocando em sérias dificuldades o equilibrio do ciclista.

Nas descidas e em piso irregular temos de ter muito cuidado na travagem para diminuir velocidade porque a suspensão, em caso de travagem brusca, afunda muito facilmente e o condutor perde o controle da máquina.

O selim continua a martirizar o meu traseiro, não à nada a fazer por enquanto.

Travões ainda não desafinaram e continua a agradar-me muito positivamente a sua progressividade e poder de travagem.

Os pneus muito sinceramente com o piso seco e em pó não há pneu que agarre por isso quando chover vou testar melhor para ver o seu comportamento em piso mais consistente.

Um abraço

Américo Ribeiro
 
#13
Estive para comprar essa bicicleta. Mas achei que não devia render muito a andar. Pareceu-me muito FR. De qq maneira é uma bike muito bonita e com um pelo quadro :)
 
#14
americo said:
Nas descidas e em piso irregular temos de ter muito cuidado na travagem para diminuir velocidade porque a suspensão, em caso de travagem brusca, afunda muito facilmente e o condutor perde o controle da máquina.
Porque dizes isso?
Aconteceu-te uma situação dessas com a suspensão?
Na minha nunca tive uma situação idêntica... :roll:
 
#15
Re: Analise Kona Kikapu

americo said:
quando precisei de travar e parar, travou, derrapou, mas parou!
Tens de começar a habituar-te a usar mais o travão da frente porque é ele que efectivamente pára a bike. Já experimentas-te travar o carro a fundo com o travão de mão? .. é mais ou menos a mesma coisa, hehe :D

Em maior parte dos casos o travão de trás só serve para as descidas mais inclinadas e para ajudar à travagem porque bloqueia muito facilmente e não é muito eficaz no acto de parar a biocicleta .. só vais é gastar o pneu de trás mais depressa.

Em relação à bike .. boa compra! Diverte-te muito com ela! .. E, bemvindo à "Team" Kona :D :D .. eu tenho uma Caldera!

Boas pedaladas!
 
A

americo

Guest
#16
Fireblade said:
Porque dizes isso?
Aconteceu-te uma situação dessas com a suspensão?
Na minha nunca tive uma situação idêntica... :roll:
Boas acontece-me frequentemente em descidas e com buracos mas julgo que também é uma forma de aprender a travar.

Um abraço

Américo Ribeiro
 
#17
Desde 4ªfeira passada que faço parte da equipa c...kona, kikapu!
Li o que o Américo disse e já enviei uma mp ao Américo a não concordar com ele em alguns aspectos, então aqui fica a minha primeira analise a c...Kona Kikapu e o que discordo:

:arrow: Tem duas rodas! e bem redondas, nunca tinha tido umas rodas tão redondas na minha vida! que coisa tão redonda. Com jantes de liga leve!! Uma roda a frente e outra atrás, que provoca uma certa falta de equilibrio, um triciclo é muito mais barato e tem 3 rodas! um ponto a rever! Mas anda para a frente e para trás.

:arrow: Os pedais, tal como as rodas, são dois, mas neste caso um para o lado esquerdo e outro para o direito. Mas pelo contrário das rodas, só se pedala para frente.

:arrow: travões: os automóveis trazem um travão de mão e outro de pé, a kikapu, tem dois travões de mão, e quando se carrega, travam.

:arrow: mudanças: são automáticas, pois não tem embriagem.

:arrow: primeiro ponto que discordo com o Américo: o banco! aquilo parece um sofá, que coisa tão mole, vou trocar pelo flite titanium selle italia que tinha na outra, é tão duro que serve de martelo! Só para peidas especiais!

:arrow: segundo ponto que não concordo com o Américo: os frascos de tinta que aquilo trás não são para dar retoques nos riscos, mas sim para pintar as unhas a condizer com a bicilceta.

:arrow: amortecedor raposa flutuante (fox float): falta-lhe afinação, tenho que soprar lá para dentro, pois 97kg em cima, até as correntes rojam pelo chão.

:arrow: pneus tioga red phoenix: não fosse o ano do Benfica, teria uns blue ou green fonix, também são redondos.

:arrow: motor: à tanto para dizer, normalmente é de um cavalo, se se tiver dopping, sobe para 4, se tiver alcool, desce para um burro de potência.

:arrow: só andei ainda com ela cerca de 50 metros dentro de casa, e da garagem passando pelo corredor, cozinha, sala e à volta dos sofás, gastou cerca de 33cl de cerveja, deve ser por falta de rodagem, os pneus criaram um certo atrito, mas curva muito bem.

:arrow: proximas aquisições para a bike: rádio com leitor de cd´s, ar condicionado, pneus de baixo perfil, lampada azul, saias e aileron´s.

Aqui fica o retrato da c...kona:




:arrow: Muito importante, e eu ia-me esquecendo: TEM REFLECTORES, já vou ter que mudar a minha opinião no outro tópico, agora vocês são uns fora da lei e eu não :lol:
 
#18
doc said:
Desde 4ªfeira passada que faço parte da equipa c...kona, kikapu!
Li o que o Améirco disse e já enviei uma mp ao Américo a não concordar com ele em alguns aspectos, então aqui fica a minha primeira analise a c...Kona Kikapu e o que discordo:
....
....
Matei-me a rir com a tua análise.... :D :D :D :D

doc said:
:arrow: Muito importante, e eu ia-me esquecendo: TEM REFLECTORES, já vou ter que mudar a minha opinião no outro tópico, agora vacês são uns fora da lei e eu não :lol:
Acho que ainda não estás bem legal..... pelo que percebi tens que ter dois refletores em cada roda e falta-te um refletor branco à frente.