Quais são os sintomas da troca de corrente?

Nande

Well-Known Member
#21
José Ruivo, ok :cool:
Também normalmente uso uma corrente até ser altura de a trocar. Deito-a fora e ponho outra.
A ideia de ir rodando correntes a cada xx km é uma logística à qual não me dou o trabalho; não me estou a imaginar ter 2 ou 3 correntes e andar com a logística de as ir trocando. Já faço mariquices suficientes com a bike, dispenso essa :p
 

joseruivo

Well-Known Member
#24
José Ruivo, ok :cool:
Também normalmente uso uma corrente até ser altura de a trocar. Deito-a fora e ponho outra.
A ideia de ir rodando correntes a cada xx km é uma logística à qual não me dou o trabalho; não me estou a imaginar ter 2 ou 3 correntes e andar com a logística de as ir trocando. Já faço mariquices suficientes com a bike, dispenso essa :p
Foi o que eu imaginei...Ainda pondero rodar a corrente quando desgaste chegar a 0,05, veremos… Mas para isso ainda tenho de arranjar ferramenta que meça 0,05 - a que tenho mede apenas 0,075 ou 0,1
 

Daemon

Active Member
#25
Eu rodo corrente e prato a cada 1000km +-, com Eagle X01.
Só assim me sinto de consciência tranquila. E acho que evito males maiores (desgaste prematuro da cassete).
 
#26
Ora ontem tive de ir a uma Decathlon e trouxe um medidor de corrente, tem estas medidas:



Ora no 100 cai pra baixo e ainda tem folga! Está uma coisa esperta sim sr!!
 

joseruivo

Well-Known Member
#27
Ora ontem tive de ir a uma Decathlon e trouxe um medidor de corrente, tem estas medidas:



Ora no 100 cai pra baixo e ainda tem folga! Está uma coisa esperta sim sr!!
Então a cassete, é possivelmente também os pratos, devem estar tão gastos que de facto não vale a pena pôr aí corrente nova. Já alguma vez trocaste de cassete nessa bici? É de pratos?
 
#30
A minha transmissão GX EAGLE tem 13200 km e está agora a morrer.
Na 4ª corrente, já começa a corrente a saltar do prato da frente e já é bastante difícil ter as mudanças afinadas.
 
Last edited: