Limpeza e Manutenção

Lude

New Member
#1
Olá a todos,

Decidi criar este post para que pudessem partilhar boa práticas e produtos que utilizam na limpeza e manutenção das vossas bicicletas.

Desengordurante xpto ou agua com lava loiça?
Qual a vossa experiência com este ou aquele lubrificante?
Usam lubrificante para tempo seco e húmido dependendo da estação ou usam sempre o mesmo?
Como protegem os travões?
Com que regularidade a lavam?

Desde já agradeço as vossas partilhas de informação.
 
Last edited:

dashskullsasq

Well-Known Member
#2
A minha experiência, que cada vez vou aperfeiçoando mais:

Lavar o menos possível a bike. A água não é boa amiga dos componentes. Só quando está mesmo suja.
Entre voltas, escovo a corrente para tirar a sujidade, e reaplico cera quando necessário.

A lavar: uso a máquina com a pressão no mínimo e apenas um leque para tirar a porcaria incrustada, areias e afins, com cuidado para apontar sobretudo ao quadro e rodas (aros), passando ao mínimo nos pivots, travões, amortecedores e suspensão, eixos das rodas e pedaleiro. Uso detergente da decathlon para bikes, esfrego com uma escova de cerdas suaves, e no final lavo a corrente com o acessório de lavar a corrente cheio apenas de água quente para derreter a cera que está incrustada na corrente.

Deixar secar, aplico cera squirt na corrente, reaplico novamente após os 5 min, e está pronta a andar.

Tempo total: 30 min a ser pastelão e incluindo tempo de ir buscar o suporte a garagem, preparar e arrumar a máquina de pressão ;)

Não há necessidade de proteger travões, nem usar desengordurante porque uso cera, que para mim é a melhor invenção de sempre. Gasto menos tempo na oficina e muito mais nos trilhos. Uso sempre cera, no inverno reaplico a cada volta por precaução, e até agora já vão 2000 km nesta fórmula e não tenho problemas de desgaste a reportar. A limpeza é brutal, após lavar a bicicleta quase que dá para a trazer para o quarto
 
Last edited:
#3
Estamos sempre a aprender:

Água, só quando tem lama ou muito de longe a longe e com mangueira sem pressão, e nunca directo aos cubos/movimento central, caixa de direcção e tapando a união do espigão com o quadro.
Com uma escova de dentes velha, uma boa limpeza à corrente e acrescento cera quando necessário (de 2 em 2 voltas, 80/80 Km. +-)
Com escova de pelos longos e macios, uma limpeza nos braços da suspenção e de seguida aplico óleo à base de silicone e retiro o excesso.
Os desviadores levam uma escovadela e uma vez por semana aplico óleo nas partes móveis (articulações).
Claro que dou uma olhada geral pelo quadro, pneus e restantes componentes para verificar se está tudo conforme.
Estes cuidados são feitos após a volta, por forma a ficar pronta para a próxima.