E-MTB

DriveMe

Active Member
IMG_20220423_173840_edited.jpg
Decidi que este ano avançava para a compra de um brinquedo destes, e cá está.

Em Abril comprei esta beleza, nova, ainda na caixa, na Bikezone em Braga.
Nos primeiros 3 meses fiz cerca de 1500km, algo impensável para mim.

A foto em cima regista a segunda ou terceira saída, e o momento que esqueci "o tombo financeiro".
Muito dificilmente faria uma volta destas se não fosse uma e-mtb.

Não podia estar mais satisfeito. :)
 

nmt

Active Member
Disseste tudo na primeira frase... um brinquedo! Uma e-bike a sério como a que compraste é um máquina de diversão, have fun!
 

DriveMe

Active Member
Update à máquina!

Bicicleta incrível. A caminho dos 3000kms, semanas com quase 200km em voltas e voltinhas.

Recentemente decidimos levar as bicicletas ao limite, para ter uma noção do que a bateria aguenta. Ao registo que tenho no primeiro post adicionamos mais de 50kms. Um engano aqui, outro ali, menos de 1h de luz a 25kms de casa.. não conseguimos cumprir o plano (faz parte) e acabamos por voltar por estrada. Mas a bateria foi a zeros ao final de aproximadamente 76kms com cerca 2 mil de acumulado (modo TOUR até aos 1400 de acumulado, e depois uma maior gestão em ECO no resto do percurso). Nada mau.
A outra máquina é uma Orbea H30, com motor Shimano 60nm (permite criar perfis limitando o torque máximo em cada modo) e bateria de 540w. Tb acabou com 1% de autonomia. A H30 é, a meu ver, o conceito certa para as bicicletas elétricas. Menor torque, menos bateria, mas 21kg vs os 25kg aproximados da Cannondale. Bicicletas distintas, mas onde tem passado uma tem passado a outra.

Ainda destaco o convívio Transestrela 2022 promovido pelo Estrela E-Bike Center, num ambiente fantástico, vistas sempre surpreendentes, trilhos bem desafiantes e, claro, comida/bebida do melhor. Aquele escape de tudo, menos da bicicleta, é aqui. :)
IMG_20220918_120740.jpg

Em termos de upgrades, levou pastilhas atrás e mais recentemente à frente. Os travões são brutais, superiores a tudo o que já tive (Formula The One, Shimano BR M615, Avid Juicy/DB). A Magura oferece 4 pastilhas diferentes. De fábrica vieram as Comfort, que sempre achei brilhantes. Não as encontrei em stock, acabei por ir para as Perfomance. Atrás, a travagem ficou claramente (ainda) melhor, logo após as primeiras travagens. Na frente, ainda não estou convencido.
O pneu atrás, Minion DHR II, levou um corte exterior. Apesar do tubeless ter funcionado, não perder ar, decidi não arriscar (não arriscar mais, porque fiz um porradona de kms antes de me aperceber disto) e colocar um pneu novo. Optei por um Maxxis Agressor 2.5 WT Double Down (peso confirmado de 1,337Kg vs menos de 1kg do Minion DHR II, EXO+). É incrível o grip bruto que o Minion oferece, mas, sinceramente, penso que saí a ganhar. Até ver, muito satisfeito com a troca.
De resto, apenas os habituais checks aos parafusos e raios. Ligar o E-MTB e dar ao pedal.

Bom feriado, malta.
 

Attachments

  • IMG_20220922_133803.jpg
    IMG_20220922_133803.jpg
    323.8 KB · Views: 4
Last edited:

rop12770

Member
Tambem acabei por arranjar uma EMTB. Que "brinquedo" fantastico!!!
Permite ir onde antes me era muito mais dificil e agora acabo a sorrir!
Sabado foi a volta maior, para testar a autonomia e numa volta de 60km com 1800m de acumulador, cheguei com autonomia para mais uns 20km.
Fantastico!!
 

DriveMe

Active Member
Permite ir onde antes me era muito mais dificil e agora acabo a sorrir!

É mesmo isso, sem tirar nem pôr.

O meu sábado foi o oposto. As pernas não estavam com muita vontade, e apenas saquei uns 55km entre ECO/TOUR. No entanto, a volta teve "apenas" duas subidas extensas. Não sei se faz muito sentido, mas com "sobe e desce" os números ficam um bocadinho melhores.

Entretanto, foi apresentada a Orbea Wild 2023, que é capaz de agitar o mercado.
 

rop12770

Member
"Orbea Prices for the new Wild start at £5299. Model I'm testing is the M-LTD model, with the race motor, priced at £10,999."

O meu ficou agitado, mas para baixo hehehehehe
 
Top