Tem a ver com bikes mas é diferente!

#1
Confesso que com quase 37 anos já não tenho aquela vontade de acordar cedo e partir para mais uma jornada, de vencer mais uma etapa, de querer mais e ser melhor (não o melhor!). Confesso que por vezes a preguiça vence-me e deixa-me levar para o lado esquerdo ou direito da cama, em vez de ir para o asfalto ou para a terra!

Foram anos de aventuras, muitas relatadas por fóruns (Os My_Jo_Flo) são apenas um exemplo, os Porto- Fátima, os Porto.- Santiago de Compostela, as provas oficiais e não oficiais, a desilusão, a tristeza, a frustração, o consolo e o desconsolo! A vida de quem gosta do que faz simplesmente pelo desporto em si! As bikes que tive e tenho, os amores que perdi e vivi, as mentiras que ouvi, as verdades que não contei as saudades que senti sempre que andei por essas estradas e montes fora, terminaram!

Como alguns sabem estive gravemente doente, hospitalizado um mês, mais um mês em casa, e neste momento ainda em recuperação tento recuperar de uma doença anónima, sem nome nem rosto que me quis mandar para o outro lado da vida e da morte. Queria mandar-me pedalar para o céu ou talvez para o Inferno! Mas venci! Aliás todos os dias a vou vencendo e lutando para que esteja sempre um passo à frente dela (da doença). Uma espécie de meningite que não é nem foi, mas que me colocou em coma na cama de um hospital, que me fez sentir a mais pura dor de estar só e fechado num quarto de hospital, rezando para que me safasse desta. Durante esta fase tive tempo para pensar em tudo, na vida, em mim, nos outros e naquilo que tudo que fazemos no nosso dia a dia deve ser louvado, apreciado, elogiado ou criticado, mas jamais ignorado! Por isso hoje em dia a cada minuto vivo, aprecio ou tento apreciar o SER, o estar vivo e poder desfrutar do amor, da amizade, dos cheiros, do Sol e da Noite. No fundo estar vivo tornou-se numa obsessão saudável e apetecível! Os amigos, aqueles que o são e que sempre estiveram presentes, ficarão marcados no meu coração. Os outros, aqueles que ainda hoje gozam, maltratam, maldizem, mentem, quero-os afastados de mim! Para isso já me chegam os Corticoides que não falam, mas magoam por dentro! A esses desejo o mesmo mal que me desejam a mim! Olho por olho, dente por dente! Todos temos orgulho, nem que seja apenas um pouco, mas todos devemos ter respeito por nós próprios, caso contrário seremos apenas robots de uma sociedade destruída pelo egocentrismo!

Por isso hoje gozo a vida, ou tento gozar a vida! Posso ter uma bike de 6kg e não andar nela, posso ter uma bike de Btt com 9/8/7kg e já estar parada à meio ano, posso ter tudo e mais alguma coisa e não fazer nada com essas coisas. Mas se as mesmas me derem "prazer" só de olhar para elas e de as ter, então que assim seja e que o primeiro a apontar o fato de não andar nelas seja o primeiro a ter a coragem de afirmar que estou errado. E nessa altura eu mostrarei o quanto está enganado em relação ao Mundo e a tudo que o rodeia.

Dito isto nada melhor que apresentar a minha mais recente aquisição! Aquela que me permite desfrutar das belas vistas, do mar, dos cheiros, do sol e dos aromas, sem pressas nem horas, sem preocupações de muita manutenção ou barulhos parasitas, O pedalar por pedalar. Aquela que me permite em 30 segundos dobrar e meter-lha dentro da mala do meu pequeno carro. Aquela a quem toda a gente olha desconfiada, mas que lá no fundo até se imaginam numa a passear. Aquela que não é nada especial, nem de marca generalizada, mas que cumpre para o que foi feita.

Ela é nem mais nem menos a minha pequena citadina dobrável:



De roda 20, com sete velocidades atinge momentos de prazer inesquecíveis, fruto das boas vistas do Freixo até Matosinhos, ou das Parias de Leça até Vila Chã, não esquecendo o lado novo de Gaia. Esse sim um tesouro novo e simpático a explorar...É caso para dizer: Que bom estar vivo e puder desfrutar disto tudo!



Pode não ser bonita, elegante, atraente mas anda, e isso chega para que por momentos a vida real passe a ser um imaginário distante!



Viver a vida, não é somente um "just a moment!" É necessário ter a sabedoria de a apreciar e aproveitar aquilo que ela nos consegue dar.

Sejam felizes!

Jorge Santos
 
Last edited:
#2
Que pedaço de texto. :eek:

Parabéns pela "nudez" de espírito, pela vontade de viver e principalmente pela vitória que tiveste.

EDIT: É diferente e é mesmo muito à frente, eu não teria escrito/descrito melhor esta filosofia de vida.
 
#4
Já não lia nada de jeito faz mt tempo...
Espero que ganhes a batalha, que o gosto pelo que te dá gozo já viste que não to conseguem tirar.

Parabéns pela bike e agora é aproveitar enquanto ainda temos um sol porreiro para dar umas voltas descontraídas.
 
#5
Amigo,

Num determinado dia da minha vida a seguinte frase "passou" à minha frente e desde então tento respeita-la... tão simples como: "sugar ao máximo o tutano da vida e viver um dia de cada vez!"...

Muitos e felizes quilómetros nesta tua nova montada!

Abraço,
Helder Ribeiro
 
#6
Boa tarde!

Antes de tudo, desejos de uma boa recuperação e muita força para a continuação dessa luta.

Partilho e compreendo o sentimento que descreves neste teu post. A vida infelizmente tem destas “coisas”!

Ninguém tem prazer em ficar doente, ainda por cima, doenças que nem os próprios médicos conseguem definir. No entanto, nesses momentos difíceis por que passamos, conseguimos uma clarividência extraordinária. Temos agora o tempo que nunca tivemos (ou que achávamos que não tínhamos) para pensar e ver a Vida como ela realmente é! Todos nós, deveríamos ver com clareza o que realmente importa! Andámos tantas vezes a “correr”; para quê tanta pressa? Para quê tanta azáfama? Infelizmente “só nos levantamos depois de cair!” É a natureza do ser humano!

Temos que valorizar relatos (como o teu) que tantas vezes lemos, em tantos sítios, mas sem nunca lhes dar a devida atenção. Temos que parar e pensar um pouco!

Obrigado por este momento de partilha, desejos de uma excelente recuperação e continua com essa clareza de espirito.

Cumprimentos.
 
#9
Grande Jorge!! Andei afastado deste cantinho por uns tempos e não sabia mesmo desse teu problema de saúde.
Mas o que eu sei e que se mantém inalterável e inabalável é essa tua fibra e raiva de querer viver! E sim é mesmo isso que te permite desfrutar e nunca baixar os braços perante os pequenos e grandes contratempos da vida.

Goza dessa nova aquisição e se te dá prazer, why not? ;)


Grande abraço
 
#10
Bem, até estou arrepiado com o que acabei de ler, porque tenho apenas mais um aninho que tu.
De facto só damos valor aquilo que temos de mais valioso (A VIDA) quando damos conta que ela é tão frágil e sem saúde de que nos vale ter grandes bikes ou todos os bens materiais possiveis e imaginários. Numa situação destas tudo é secundário e tudo é relativizado em função da ânsia e vontade de viver porque, por mais anos que vivamos, há sempre algo que ficará por dizer e fazer.
Carpe Diem meu amigo, as melhoras e, já agora, bela bike.

Abraço
 
#11
josant, um capitulo da tua vida que se te fez mudar a forma como pensas.
Tambem uns problemas quando era mais novo, e um que de vez enquando ainda me atrapalha a asma.
Fizeste muito bem em comprar essa bike assim continuas a fazer uma coisa que gostas.Tambem podias fazer tipo ecopistas, acho que era bom.
As melhoras e que tudo te corra bem.
 
#12
Amigo Josant

Não tenho prazer de o conhecer pessoalmente, mas pelas suas palavras é como se o conhecesse. Força amigo, continue a fazer o que gosta, tem uma grande vontade de vencer e vencerá.

Abraço
 
#13
Obrigado malta pelo "apoio" e palavras de incentivo ;)

Os passeios lá continuam, explorando as marginais que por sorte tenho ao meu dispor a poucos Kms de casa. É sempre um prazer percorrer vários Kms com a brisa do mar a tranquilizar-nos a alma e o ego.

Respirar e sentir aquele cheiro típico do mar é como um belo de um refresco num dia de muito calor. Sabe bem e não faz mal!

Por outro lado, esqueço o resto. A monotonia das pessoas, a pobreza do País, o trabalho, as injustiças por todo o Mundo fora! Saber viver é uma arte! E eu ando a tentar aprender.

Viva a vida!





Abraços


Jorge Santos
 
Last edited:
#14
Gostei da ideia de aprender a viver como forma de arte... Gostei!

Outro assunto, esse autocolante Scott, esses punhos vermelhos e o selim branco já são upgrades? :)

Cumps
Helder