SRAM GX Eagle.

Discussion in 'Novidades e Notícias' started by edununo, 2 June 2017.

  1. GrandeMaluco

    GrandeMaluco Member

    A minha maior preocupação até é a torção de corrente, e aliado aos meus 95kg terei que aplicar muitos watts nas subidas, o que possivelmente vai originar mais desgaste na corrente, k7 e prato do pedaleiro.
     
  2. OPEN

    OPEN Member

    Eu acredito que sim, ao mesmo nível, ou até melhor: qualidade, peso, desempenho...

    eu perguntei pelo motivo, porque esta semana tomei uma decisão precisamente sobre a transmissão.

    Eu tenho 1x10 (vim de 3x10) e vou para 1x11. Equacionei o GX 1x12 por causa da cassete 50T. Sabes que ao mudares de shimano para sram tb tens de mudar o cepo da cassete?! Só isso é um "pipa de massa" ...

    Acabei por comprei a cassete da sunrace mx 80 11-50 e o resto shimano xt (menos a pedaleira).

    Se achas que o preço é bom, o material está em bom estado avança, não vejo isso a ser de "cavalo para burro"!
     
  3. OPEN

    OPEN Member

    Se é o grupo completo a torção da corrente é o normal funcionamento. Está programado assim...

    o peso não está diretamento relacionado com os watts que aplicas...daí a desmultiplicação na transmissão. Mas aí estás vontade, eu tb peso 94/95Kg com equipamento vou na boa aos 100Kg e já ando com 1x10 há mto tempo e sem problemas.
     
  4. GrandeMaluco

    GrandeMaluco Member

    Pois com 1x10 acredito que não haja tanta torção de corrente, sempre são menos 2 velocidades. Quanto ao cepo não vai haver problemas, porque vem umas blackjack logo é só escolher o tipo de cepo.
    Bem vou então avançar para o GX.
     
  5. gfrmartins

    gfrmartins Member

    Em relação à torção estão preparadas para isso com sistemas de raiz, não me parece que os watts que debitas seja um problema por si só (até por que isso não está relacionado com o peso)

    Em relação ao GX parece muito equivalente ao XT (apesar de o modo funcionamento seja diferente, uns gostam mais de uns outros de outro mas não tem a ver com a qualidade, tem a ver com gosto pessoal) acho que ficas bem servido e com um range de mudanças enorme
     
  6. edununo

    edununo Well-Known Member

    Pelo que tenho lido o GX-EAGLE não é muito diferente dos XX1 e X01 Eagle. É um pouco mais pesado mas o funcionamento é muito bom.
    O problema da torção é um não problema a meu ver. A largura total da cassete não é muito diferente de uma de 10v e 11v.

    Equaciona o Gripshift. Fica excelente com os grupos 1x11 e 1x12 da SRAM.
     
  7. ferreiras

    ferreiras Member

    Eu já avancei... passei de XT 2x10 para GX Eagle 1x12 com prato Race Face Next 34T para aproveitar a pedaleira XT.
    Com apenas duas incursões ao monte as minhas primeiras impressões são as seguintes:
    1. Tudo passou a ser mais simples. Apenas um manipulo torna a troca de velocidades mais rápida e eficaz. Chega mesmo a parecer que o andamento da bike é superior;
    2. O funcionamento do grupo é bom, não tão suave como o XT, mas parece-me que se deve à dimensão (superior) do desviador e da cassete;
    3. Devido à maior tensão da corrente, esta não vai a bater constantemente na escora tornando tudo mais silencioso;
    4. A décima segunda velocidade, devido à torção da corrente, trabalha com muito atrito na cassete e no prato. Portanto, o desgaste deve ser muito grande... vamos ver...
    Em resumo: É um grupo muito bom, vamos ver o comportamento a longo prazo.
     
  8. edununo

    edununo Well-Known Member

    Essa torção de que falas, provavelmente é devido à adaptação da pedaleira XT. Eu tenho tudo Eagle e não noto nada de especial quando está na carreto 50.
     
  9. romaosl

    romaosl Member

    O grupo completo GX Eagle, excepto BB está em promoção esta semana a 370€ na Chanreactioncycles.

    Será que dá para usar numa bicicleta roda 26? Ou vai ficar com o desviador a arrastar pelo chão?
     
  10. edununo

    edununo Well-Known Member

    Usei 1x11 SRAM numa 26 e sem problemas.
    Acredito que 1x12 Eagle também não trará problemas.

    http://enduro-mtb.com/en/should-i-upgrade-to-sram-eagle-12-things-you-need-to-know/



    9. It’s bigger, but not too big!

    The new rear derailleur has been redesigned and while it is a little longer than the XX1, it doesn’t protrude further down than Shimano XT. When the derailleur is at its lowest point it’s well protected by the wheel, but if you are a frequent rock striker it may be something to think about.
     
  11. devil_eagle

    devil_eagle Member

    Boas malta :)
    Vale a pena passar de 2x10 Sram X0 para o GX Eagle? A qualidade do material não é inferior?
     
  12. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    Não poria a questão numa lógica de qualidade/Gamas (ambos muito bons para o que foram pensados) mas sim por ex. no que necessitas alterar na bike para acomodar o GX Eagle, também das diferenças do uso do sistema com um ou dois pratos para o Btt que fazes.
    A simplicidade do mono-prato justifica o investimento? as diferenças de peso e etc pesam na decisão? A bike não necessitará antes de outro upgrade mais importante?(rodas/suspensão)
    Verifica para ti quais as respostas a estas situações,e mediante isso decides o que melhor fazer ;)
    Cumps
     
  13. devil_eagle

    devil_eagle Member

    A questão foi colocada mais no sentido se ao trocar não notarei diferenças no funcionamento das duas gamas, para pior eventualmente no GX. O monoprato sempre quis ter, apenas o valor monetário e o 1x11 não ter o mesmo range do 2x10 adiou, algo que o GX Eagle veio resolver.
     
  14. davidream

    davidream Active Member

    bOAS!
    A nivel de funcionamento todas as referências que vejo na Net são bastante boas.
    Aparenta ser bastante fiável e mesmo após muitos Km's em cima a troca de mudanças mantém-se sempre impecável.
    Curiosamente a gama GX vejo mais em bikes tipo All Mountain ou Enduro,penso ter caracteristicas mais indicadas para esta gama(resistência/peso e durabilidade)
    Cumps
     
    Last edited: 21 December 2017
  15. edununo

    edununo Well-Known Member

    [​IMG]


    A grande diferença de peso está na pedaleira que é de alumínio e na cassete que não é maquinada mas sim vários pratos rebitados uns aos outros.
    Já vi varias Bikes de XC com este grupo.
    Em termos de utilização já li que não difere muito dos grupos mais caros.
     

Share This Page