Sirla GoodStar

SeteGu

Active Member
#1
A Marca

A Sirla (Sociedade Industrial Randam, Lda) era uma firma Portuguesa que fabricava bicicletas de montanha, citadinas, de estada, de criança e até elétricas. Foi fundada em 1965 e permaneceu sediada em Águeda (conhecida como a "capital das bicicletas").

A 16 de Outubro de 2009 a empresa contava com cerca de 40 funcionários, sendo que, 30 dos quais avançaram com a rescisão do contrato de trabalho por alegada falta de pagamento de ordenados.

A 6 de Julho de 2010 declarou insolvência acabando por fechar portas.

Fonte: Wikipéda

A Bicicleta

Aqui está a minha nova aquisição: uma Sirla GoodStar num estado quase irrepreensível e creio que 100% original:


















 
Last edited:
#2
já é um clássico. tenho algum material dessa altura.

parece tudo original, excepto os travões. acho que ainda não se usava v-brake nessa altura.
 

SeteGu

Active Member
#3
Por acaso penso que os travões também sejam originais...

Os v-brake são assim tão recentes? Olhando para eles, pelo tipo de calços, até parecem ser dos mais antigos.

Esqueci-me de perguntar ao antigo dono o ano da bicicleta... assim pelos componentes dá para ter alguma estimativa?
 

SeteGu

Active Member
#5
E é possível estimar mais ou menos de que "altura" é?

--//--

EDIT:
V-brake: a partir de meados dos anos 90.
Center Pull: até meados dos anos 90.

Os calços destes v-brake são iguais aos calços dos center pull da imagem --> Info.

Será a bicicleta anterior a meados dos anos 90?
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#6
Bem... já perguntei de que ano era a bicicleta mas ainda não obtive resposta... nem sei se vou obter ou se o dono sabe ao certo.

Por isso... algumas conclusões:

A Shimano lançou a gama TY22 em Junho de 1995. Logo, a bicicleta não pode ser anterior a esta data. Nesse site aparece a versão de 6 velocidades apenas mas certamente que a versão de 7 não saiu antes... ou foi na mesma altura ou pouco depois.

Já agora... info oficial da Shimano.

O TY23 (provavelmente o seu substituto) apareceu em Junho de 2000... pelo que a bicicleta terá entre 15 a 20 anos e continuo com a sensação (até pelas datas) que os v-brake são de origem.

Por exemplo... 2 versões de 1998:
Specialized Hotrock 24: TY22-7 e "linear-pull brakes, aluminum levers", ou seja, v-brake.
Ross MT. Pocono: TY22-7 e "Logan linear-pull brakes, aluminum levers".

Continuo a achar que são dos primeiros "v-brake". Talvez o modelo seja de 1998-2000...
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#8
Por curiosidade... ainda a tens? Está em bom estado?

É complicado manter uma bicicleta destas épocas? Que cuidados tens?
 
#9
Sim, ainda a tenho e está em muito bom estado. Mas numa forma muito diferente:



O garfo não é o de origem, e lá atrás como podes ver está uma coisa estranha (um kit Xtracycle). Já por várias vezes pensei em arranjar outro quadro para esta montagem, e voltar a montar a GT mais parecida com o que era de origem... As specs da mesma quando a comprei eram estas:



[TABLE]
[TR]
[TD]Size[/TD]
[TD]16"[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Color[/TD]
[TD]Grey "Chameleon"[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Frame[/TD]
[TD]GT Triple Triangle design full Cr-Mo butted main tubes[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Fork[/TD]
[TD]1 1/8" Cr-Mo with bologna cut[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Rims[/TD]
[TD]Mavic M-238[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Tires[/TD]
[TD]WTB Velociraptor[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Front Hub[/TD]
[TD]Shimano STX QR[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Rear Hub[/TD]
[TD]Shimano STX-RC 8 speed QR[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Spokes[/TD]
[TD]Stainless Steel 14 gauge[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Pedals[/TD]
[TD]Steel axle, alloy cage[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Chain[/TD]
[TD]Shimano IG[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Front Derailleur[/TD]
[TD]Shimano STX[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Rear Derailleur[/TD]
[TD]Shimano STX-RC 8 speed[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Shifters[/TD]
[TD]Shimano STX-RC Rapidfire 8 speed[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Freewheel[/TD]
[TD]Shimano HG60 8 speed IG, 11-30T[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Crankset[/TD]
[TD]SR Suntour Giga 350 42/32/22 IG[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Bottom Bracket Parts[/TD]
[TD]Shimano cartridge[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Brake Set[/TD]
[TD]Shimano Alivio[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Brake Levers[/TD]
[TD]Shimano Alivio[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Handlebar[/TD]
[TD]Alloy[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Handlebar grips[/TD]
[TD]GT design Kraton[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Handlebar Stem[/TD]
[TD]Alloy TIG Welded[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Headset[/TD]
[TD]Tioga Threadless 1 1/8" sealed[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Saddle[/TD]
[TD]WTB[/TD]
[/TR]
[TR]
[TD]Seat Post[/TD]
[TD]Alloy[/TD]
[/TR]
[TR]
[/TR]
[TR]
[TD]Peso[/TD]
[TD]12,500 Kg[/TD]
[/TR]
[/TABLE]
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#10
Isso na altura já devia ser material bastante bom. 8 velocidades, 1 1/8" e um peso bastante bom.
Curioso ver que já na altura a SR Suntour fazia pedaleiras.

Tinha roda livre ou cassete? Pergunto por dizer freewheel mas ser 11-30T...
 
#11
Cassete. Na altura custou cerca de 120contos. Tinha começado a trabalhar, e usei os meus primeiros salários para a comprar! Estive na dúvida entre esta e uma Kona... mas a que eu queria já saía do orçamento.

Preferi comprar sem suspensão, mas com componentes melhores... na altura, com uma suspensão de entrada (manhosa e pesada) pelo mesmo dinheiro vinha equipada com Altus, e era bem mais pesada. O STX foi mais tarde descontinuado pela shimano quando introduziu o Deore. Mas tenho a dizer que o desviador de trás (STX-RC) foi substituído apenas há alguns meses, e o da frente ainda é o mesmo. O traseiro esteve a trabalhar com cassete e manípulos de 9v durante cerca de 2 anos... mas entretanto teve mesmo de ser substituído. Quando fazia BTT foi muito mal tratado (chegou a embrulhar-se com uns ramos, partiram-se lá uns batentes, mas continuou a funcionar... 18 anos de serviço, e arrisco-me a dizer que deve ter durado mais de 20.000kms - a cassete original, foi trocada só há pouco mais de 2 anos... e a kilometragem não ficou muito atrás disto!!!... claro que para o fim já bulia muito mal.
 

SeteGu

Active Member
#13
Antes:


Depois:


EDIT: Para ficar no ponto só falta:
-Apertar parafuso que regula a inclinação do selim (está a mexer-se ligeiramente e faz um barulho irritante dos buracos)
-Afinar melhor o desviador traseiro
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#14
A Sirla tem servido para dar umas voltinhas de vez em quando quando não tenho a Coluer a jeito.




Claro que não é a mesma coisa que andar com a Coluer... nem o ambiente da foto é o seu habitat natural mas o que não se faz tão depressa faz-se mais devagar.

De resto tenho tido bastante cuidado com as rodas e mesmo andando praticamente só em cidade e estradões de terra até há pouco tempo foi o suficiente para deixar a rodas que estavam impecáveis um pouco empenadas. Creio que a culpa será de algum paralelo que por vezes apanhava assim como de algumas lombas. Já suspeitava que as rodas não deveriam ser muito resistentes. Agora é andar... e qualquer dia mandar desempenar.

Outro componente que acho manifestamente fraco: o desviador traseiro. Estava habituado a um Shimano Altus recente... que mesmo sendo de gama baixa dá 10-0 a este que, mesmo estando como novo, deixa um pouco a desejar.
Também estava habituado a uns manípulos rotativos da Shimano e apesar de muita gente ter algum preconceito em relação a eles eu gostei bastante de os usar. Estes não são maus mas preferia os rotativos... eram mais precisos e pouco ruidosos. Estes ao mudar mandam uns "estalinhos" que toda a gente num raio de 20m se apercebe que vamos a mudar de mudança.

Os pneus com que vinha são bastante maus... muito pouca aderência. Até em estrada a fazer uma rotunda apertada mais depressa se não metesse o pé para me reequilibrar quando o pneu da frente fugiu tinha malhado.

De resto gosto da posição de condução... relativamente elevada e descontraída. Tenho a sensação que o quadro é um pouco mais confortável que o da Hador (que também era em aço).

Apesar de tudo estou a gostar bastante da bicicleta e tem correspondido com o que esperava dela. Visto que a quero manter de origem só tenho pena que o desviador não seja um pouco melhor... mas acaba por ser uma bicicleta confortável para passeios soft´s e como meio de transporte e relativamente leve (mais do que esperava).
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#16
Boas Miguel46

Foi tão somente álcool etílico e algodão. E o mesmo fiz para limpar as pistas de travagem dos aros (V-brake).

Aqui fica a foto do primeiro passeio digno desse nome da Sirla:






Aqui fica a Crónica.
 
Last edited:
#17
Novidades... coloquei na frente o pneu Michelin Country Mud que tinha na antiga "Felizberta" para ver se ganhava alguma aderência na frente. Ambos os pneus da Sirla estão bastante ressequidos. A bicicleta supostamente estava parada há muito tempo e aproveitei este pneu quase novo que lá tinha.

Aqui vão as fotos dele ainda montado na "Felizberta":








Rasto:


Montados atrás agradaram-me bastante. Tem boa tração e rolam melhor do que o rasto me deixaria prever.

Dado o rasto e o bom comportamente atrás, agora na frente, esperava um pouco mais de aderência mas noto que a culpa poderá ser também da falta de suspensão (dado que qualquer buraco ou trepidação faz a roda saltitar) e isso nota-se bem em algumas situações. O comportamento em curva foi algo que ainda não testei muito bem. A Sirla é quase sempre utilizada em ritmo de passeio.

Gostava de poder comparar com o IRC Mythos XC mas não é fácil... são duas bicicletas totalmente diferentes (tendo os pneus em si também filosofias totalmente distintas).
 
Last edited:
#18
Boas, é muito bom ver dessas "raridades" e ainda mais a darem valor a elas....

Em relaçao aos pneus se ves que maior parte dos caminhos que fazes sao citadinos talvez devesses optar por uns meios slicks tipo estes


image upload with preview

podes ainda ser daqueles que tem uns "pitons" mais saidos nas laterais... assim ate desenrasca fora de estrada e tens mais segurança dentro dela...
 
#19
Em outras bicicletas do género que fui tendo (mais antigas e com forqueta em aço) já experimentei esse tipo de pneus mas não gostei... não só porque limita muito a utilização fora de estrada (gosto sempre que uma bicicleta seja polivalente) como também acho que, com chuva, esses pneus são um perigo (mesmo em asfalto).

Muitas vezes, mesmo nos trajetos citadinos, acabo por tirar proveito dos caminhos de terra. Além disso a Sirla também serve para uma volta ou outra em BTT quer por ter a Coluer indisponível quer por, às vezes, emprestar a bicicleta para desenrascar alguém que também queira vir.

De qualquer forma agradeço a sugestão. :)

EDIT:
Já agora quanto a novidades: o suporte do bidon saltou fora. Nunca gostei de andar com "penduricalhos" na bicicleta (bolsas, bidons, etc...)

De resto está a travar pior: já merecia uma afinação, calços novos e nova limpeza às pistas de travagem.
 
Last edited:
#20
Novidades...

Pneu de trás: Schwalbe Smart Sam 2.1 em arame:



O antigo (marca tailandesa Vee Rubber) estava liso e ressequido... até quase a desfazer-se e achei uma boa oportunidade para trocar.

Para este tipo de uso e atrás o SS é um pneu que de gosto bastante: rola bem, resistente, duradouro e consegue ainda ser leve (620g). E sim, é duradouro... provavelmente o único modelo da Schwalbe que não se "derrete" com facilidade.

Comprei a um amigo por um valor irrisório (ele agora anda de 27,5). Ele inicialmente usava 2 pares (os pneus vieram com a bicicleta). Este era o da frente e tem mais de 10.000 kms. O de trás, naturalmente, não durou tanto mas ainda fez uns bons milhares de kms.

Já agora deixo aqui as características do pneu segundo a própria marca:


Curioso que sendo apenas um 2.1 este pneu cabe mesmo à justa no quadro da Sirla:



Visto por baixo:


Não dá nem para colocar o dedo mindinho no pouco espaço que resta.

EDIT: Com esta troca fiquei com o desviador desafinado... não me perguntem como porque nunca me tinha acontecido. Ainda desafinou bastante... 2 carretos para o lado dos maiores. Ainda consegui ajustar para que ficasse apenas um carreto "desalinhado"... tenho de ver com mais calma porque agora só mexendo nos parafusos...
Continuo a achar claramente o desviador o componente mais fraco da bicicleta. É muito pouco preciso e, por vezes, lá tenho eu de estar novamente a afiná-lo.
 
Last edited: