[Rescaldo] SRP160 - Ultramaratona BTT - 18/04/2009

#61
Acerca do SRP160 não comento.Na Maratona,gostei mesmo muito,realmente estes trilhos são do melhor para a prática da modalidade,reparei em pequenas falhas,mas nada de manchar o nome da organização,que deixo aqui os meus parabéns ao Luís e a todos que com ele colaboraram,força para ultrapassar os piores momentos e partir para 2010 a todo o gás.
Um obrigado ao Afonso pela companhia.

Abraço

JAndrade
 
F

fuel100

Guest
#62
É só para comunicar aos interessados que os tempos da SRP160 e as classificações da SRP80 já estão disponíveis no site da prova.
 
#63
E impressionante como é que organizações deste nível, que julgo que são profissionais na realização deste tipo de eventos tem lacunas destas... A relação preço qualidade é muito alta mesmo....
 
#64
Há pessoas que so sabem destruir o trabalho dos outros, e o ludos infelizmente sentiu isso na pele. Acontece!! Para o ano irá ser melhor de certeza e eu vou lá estar uma vez que este ano não deu!
 
#65
Apenas quero dizer o que já disse o ano passado esta é sem duvida a minha maratona de eleiçao...
Nao tenciono falhar ano nenhum,este ano mesmo em baixo de forma lá estive,com muito sacrificio e
ajuda do meu amigo marcio lá terminei.
Portalegre? :nana: quem já fez as duas sabe do que falo,SERPA tem aquele cheiro como já aqui escreveram,tem paesagens de tirar o folego,e trilhos fantasticos,que no fundo é por isso que faço btt,resumindo SERPA TERRA FORTE. (Já me esquecia aquelas imperiais do lebrinha :cheers:)
Força luis para o ano lá estaremos todos...
 
#67
Pois é amigos já aqui muito foi dito e praticamente não concordo com nada. digam que sou do contra digam o que quiserem. Estive presente o ano passado e estive este e estarei lá para o ano.
Agora resumindo:

1º ponto --> 33 euros é dinheiro, é verdade, mas não se esqueçam da quantidade de abastecimentos, da quantidade de trilhos a percorrer em reconhecimentos, da quantidade de pessoas e da falta de apoios. Todos nós hoje em dia sabemos a crise que por ai vai e a quantidade de portas que se fecham quando se pedem apoios.

2º ponto --> As marcações. Epa, parece que tambem me perdi ao km 80 e tal, pois como todos ou quase todos. E?? Qual o motivo de tanto alarido?? Não é a primeira maratona em que as marcações desaparecem e não será a ultima. É chato, é frustrante mas infelizmente acontece. Tambem já me aconteceu mesmo bem marcado perder-me, a atenção por vezes não é a melhor agora daí até virem para aqui pedir fitas de 50 em 50 metros, que absurdo. Mais um pouco queriam 160km marcados tipo "XC".

3ºponto --> As ambulâncias. Neste caso têm razão. Deveriam de estar mais presentes.

4º ponto --> Em relação às estradas nacionais. É verdade, de facto poderia estar alguem presente não necessáriamente as autoridades mas os escuteiros por exemplo. No meu caso, as vezes que passei pelo alcatrão não passou por mim nenhum carro e claro está, um pouco de prudência faz sempre bem.

De resto foi tudo simplesmente espectacular apesar das enumeras molhas que fui colecionando ao longo das 9h33m que demorei a percorrer os 160km.
Para o ano encontramo-nos novamente lá.
 
#68
Bem nem sei por onde começar.

Antes de + passo a dizer que fiz parte do SATAFF deste SRP160.
cabe-me aqui tentar dizer algumas coisas sobre o SRP160, estou solidário com todos vós, sei o que custa ter de voltar atrás nestas condições, mas antes de + vou tentar falar de algumas coisas que foram aqui ditas.

eu fui quem abriu o SRP80 de mota, e posso dizer que estava tudo marcado nas perfeitas condições, alem de uma ou outra fita desaparecida, mas sobre isso, nada podemos fazer, a não ser que para  2010, se coloque aqui fitas de 50 em 50 metros como aqui disseram  e colocar uma pessoa ou duas em cada cruzamento 10 ou 12 horas a espera que os bttistas passem todos e mesmo assim no final, com todas as garantias ainda haveria que aqui vinham dizer mal  :evil:..

sobre o preço 33€, é puxado, eu não acho....

nos dias que correm nada é dado mas nada mesmo, é verdade, mas não se esqueçam da quantidade de abastecimentos, da quantidade de trilhos  lá existiam, fora os litros de combustiveis que foram gastos, em todos os carros envolvidos nesta maratona, desde a distribuição dos pessoal para cada ZA, os reconhecimentos, a pedir aos proprietários dos terrenos se a maratona pude-se la passar, as marcações de terreno, o material utilizado,geradores, berbequins, placas, etc etc.

a quantidade de alimentos e preparação dos mesmos na cantina para os almoços, não sei se algum dos bttistas contou o numero de pessoas a preparar o almoço e o tempo que estas estiveram nas instalações, a esperar que todos terminassem a maratona, e sempre com a mesma cara.
Todas estas coisas têm de ser pagas.

Na sexta feira a noite aqui poucos dormiram uma ou duas horas, e tem quem não pregou olho, a pensar no tempo de chuva que iria estar no dia seguinte, só para alertar, os caminhos de regresso a Serpa tiveram de ser alterados devido aos mesmos serem de barro autentica cola, coisa que terminou por volta das 6 da manhã.... :|

Para os 160 tb iria ter 2 motos a abrir a prova, mas lamentavelmente as pessoas não apareceram :(
Foi um carro na frente, que não comprovou não ser suficiente...

agora ao quilometro 82 quem  retirou as fitas sabia que iria causar bastante mal pois iria baralhar as contas aos primeiros participantes da prova.

sobre o senhor forte acompanhado de um rapazinho num carro escuro como muitos de vós aqui referiram quem se lembrou, de pedir identificação de STAFF da prova, já que todos os membros tinham uma camisola vestida a dizer STAFF. o melhor a fazer ai era entrar em contacto com a organização e esperar por uma pessoa do STAFF, depois sim poderiam continuar os restantes quilómetros, já que era somente 4 quilómetros com falta de marcações, agora tudo o que estava menos bem é aqui colocado em causa.

  :( :(
 
#69
Caro Pitbull,

Em provas desta natureza acho imprescindível que se disponibilize o track GPS. Sei que nem todos têm um aparelho mas no mínimo teria sido a salvação de muitos grupos pois até no da frente havia pelo menos uma pessoa que o tinha.

Cumprimentos,
 
#70
já que era somente 4 quilómetros com falta de marcações, pouca coisa com efeito (embora no site da organização refira 5 km)...com vários cruzamentos pelo meio, com inúmeras possibilidades em aberto (esquerda ?, direita ? em frente). Volto a repetir ...se não fossem os diferentes grupos que seguiam "na frente", pois a diferença entre estes atletas era superior a meia hora, ninguém terminaria o Serpa 160.

Foi graças ao contacto com a organização que se remediou o problema das marcações. A organização só tomou conhecimento da situação depois de alertada para o sucedido.

No que me diz respeito, pessoalmente, é uma situação ultrapassada e que não merece a pena ser novamente discutida. Não quero diabolizar ou fulanizar com quer que seja...mas convém pensar duas vezes antes de apresentar justificações que fazem sobressair pormenores e esquecem o essencial.


Vasco
 
#73
Boas a todos

Também fui a Serpa fazer os 160 e fiz. Apesar de o btt não ser o meu desporto habitual e de eleição de vez em quando agarro na bicicleta e faço umas brincadeiras destas para me divertir.

Sobre a falta de marcações também as sofri na pele como todos apesar de não ter perdido muito tempo.

Agora pergunto eu: quem é que vai para o fim do mundo tirar fitas durante 4km? 500m bastavam para lançar a confusão. E geralmente quando se puxa uma fita fica sempre um bocado agarrado à árvore. Tiraram 4km de fitas e destaram todos os nózinhos das fitas. No minimo estranho...

Também já fiz marcações em maratonas e por pouco que as coisas não deram barraca por descoordenação das várias equipas de marcações. Nenhuma prova é marcada de inicio ao fim pela mesma equipa. Uns fazem x quilómetros, os outros fazem y e por aí fora...

Nesta prova notava-se que durante o percurso havia diferentes critérios de marcações. O espaçamento de fitas não era uniforme, e o critério de utilização de placas de mudança de direcção ou descidas perigosas também não.

Ou seja, foram várias as equipas a fazer a marcação. Será que houve descoordenação e ficaram 4km por marcar? Nunca saberemos pois mesmo que tenha sido, a organização nunca o iria admitir...

Cumprimentos

Luis Tenreiro
 
#74
Olá viva pessoal,

Antes de mais, agradecer a duas pessoas. Ao Afonso o fim-de-semana que me proporcionou com a arte de bem receber e a frase amável no comentário anterior e ao Ludos pelo percurso que me ofereceu.

Foram dois dias muito bem passados em Serpa na companhia de gente boa e simpática e que serviu para rever amigos, Eurico, Rui, Zé Carlos e João, bem como o Josué, João e Johnny.

Nós continuamos a viver em um país cheio de inveja e onde reina a mediocridade. Daí a proliferação de “chico-espertos” e “patos bravos” que pululam diariamente na comunicação social. São pessoas sem capacidade inovadora e sem sangue competitivo. Só assim se compreende estes actos de boicote a um evento como o SRP160, tentando denegrir a imagem de uma região e de um concelho, cuja opinião é unânime neste fórum, de que se trata de uma zona de população afável e prestável. E já não falo, do esforço e dedicação de dezenas de pessoas, na sua maioria jovens. Juventude esta, que são os resistentes que não abandonam o interior, tão pouco o trocam pelo litoral.

E pelo que tenho lido, estes sabotadores quase conseguem anular o trabalho desenvolvido ao longo de muitos meses por estes empreendedores. Palavra muito em voga hoje em dia para definir gente trabalhadora.

Para mim, foi uma maratona de que eu voltei a gostar muito e alguns pontos que no ano passado tinha referenciado como passíveis de correcção este ano foram corrigidos.

Não quero ser injusto para com ninguém, pelo que, dizer que compreendo o desgosto e alguma frustração do grupo da frente. Porque, de facto, a mim também me custa muito quando não atinjo os objectivos que me proponho alcançar. Pior, quando essa impossibilidade resulta de factores ou acontecimentos que não domino. Pessoalmente, não acredito que o Ludos e a sua equipa não se sintam, também desapontados.

Assim sendo, temos é que deixar arrefecer senão mesmo congelar as nossas emoções, analisar os factos e depois iniciar os processos narrativos livremente, elaborando comentários isentos, quanto aos diferentes aspectos que estão em causa e reforçando as nossas opiniões com base em princípios de sensatez, cordialidade e pragmatismo critico. Porque de facto, algo correu mal, e não tudo.

Por último, um abração a todos os participantes e acompanhantes e um abraço de reconhecimento, agradecimento e de apoio ao Ludos e respectiva equipa que pós de pé este evento. No próximo ano, lá estarei. Sobretudo, porque acredito no esforço sincero e genuíno do Ludos para nos proporcionar uma bela jornada de BTT.

Um forte abraço para todos… vemo-nos nos trilhos, Rui “Palanca”.
 
F

fuel100

Guest
#75
Palanca: Assim é que é falar.
APOIADO.
Os trilhos já estão lá há muito tempo. O mérito é, sem dúvida, dos que tiveram a iniciativa e a coragem de fazer algo muito à frente de todos os outros.
Que me perdoem os do grupo da frente que estavam a competir, se, eventualmente me considerarem tendencioso. Já ando nisto há alguns anos e já não tenho idade para andar muitos mais, por isso tenho que aproveitar e desfrutar. Poucas vezes retirei tanto prazer em andar de bicicleta como desta vez sem qualquer espirito competitivo, só pelo prazer de passear a ver a paisagem e chegar ao fim sem empenos.
Não podemos deixar "ir por água abaixo" esta ideia tão apaixonante. Para o ano vou tentar, sem dúvida estar presente.
 
#76
Caros Colegas,
Como membro do staff do SRP160 venho seguindo este tópico deste o principio com alguma curiosidade.
Até agora achei melhor não meter-me neste assunto por não ter participado na prova como ciclista.

Sou o primeiro a reconhecer que houve coisas que tem de ser melhoradas na próxima edição, no entanto as insinuações chegaram a um ponto onde eu já não posso ficar calado. Pelo menos os pontos onde eu estive presente de uma forma activa, tenho de esclarecer.

Em relação a última deixada pelo Luis Tenreiro, posso afirmar que no total houve 3 equipas a fazer marcações daí a distribuição não muito uniforme das fitas no percurso todo. Mas em mais de 220km de percurso marcado também não acho isso fora do normal.
A maioria parte da ultra maratona foi marcada pela minha equipa onde, o Henrique Apolónia, parcialmente o Luis Silva e eu andamos. Eu posso garantir que mesmo que não marcamos tudo sozinhos, na sexta-feira corremos o percurso todo de uma ponta a outra para verificar o pôr placas de sinalização adicionais. Para ficarem com uma ideia, nos dois dias antes da prova só nós fizemos 450km em caminhos de terra para fazer marcações e verificações. Foi por esse cuidado e a chuva que caio nas últimas horas antes da prova que andamos a noite toda de sexta-feira para sábado no campo sem dormir nada.
Por isso esta insinuação de termos esquecido de marcar os famosos 4 ou 5km entre o km 81 e 85 são simplesmente ridículas.

No que toca as ambulâncias, é verdade que andou lá só uma mas ela ia passando de ZA a ZA para ficar sempre o mais perto possível da maioria dos participantes. Como deve ser do conhecimento geral, as ambulâncias normalmente não são viaturas todo-o-terreno e por isso na maior parte do percurso não é possível segui-lo. Por isso andaram dois veículos todo-o-terreno com um enfermeiro em cada (um dos condutores fui eu, por isso tenho a certeza daquilo que escrevo), a seguir os participantes para prestar os primeiros socorros e se for necessário levar a estrada de alcatrão onde esperava a ambulância.
Ao meu ver, o único meio que podia garantir aquilo que foi pedido anteriormente neste tópico, seria um helicóptero. Esse sim estava equipado, chegava depressa a qualquer lugar e em menos de nada a um hospital. Em termos de custo, é impossível ter um meio destes num evento como o SRP160 com os apoios que tem, sem os valores da inscrição ficarem astronómicas.

Espero que consegui esclarecer algumas coisas e não criar ainda mais confusão.

Um abraço e boas pedaladas,

Freddy
 
#77
Sou daqueles que têm vindo a acompanhar este tópico sem participar pois não pedalei na prova, embora tenha feito parte do dito "STAFF".

Apenas venho dar o meu contributo, para felicitar todas as pessoas que ajudaram e que com orgulho vestiram a t-shirt do STAFF.

Foram pessoas impecáveis (e aposto que continuam a ser obviamente), as quais eu não conhecia anteriormente e que foi com toda a simpatia que me receberam.

Em relação ao tema de eleição, não me vou pronunciar pois não acompanhei a situação de perto, e não quero entrar em juízos.

Só digo que é com o tempo que se ganha calo e assim sendo de certo que as coisas para a próxima edição serão melhor precavidas.

Parabéns a todos os BTTistas, e a todo o staff.



[O do cabelo grande]
 
#78
Um muito obrigado a todos da organizaçao por tudo o que me proporcionaram,
e pelos vistos já estao a trabalhar para nos surpreender mais uma vez.
pelo menos já temos data :lol:



Dia 10 de abril de 2010 lá estarei.....abraços!!!
 
#79
Para além de esperarmos encontrar marcações nos trilhos :twisted: penso q também era aguardada uma t-shirt no final para premiar e assinalar o nosso feito. Algum do staff me consegue esclarecer isso pf?

Obrigado.
 
#80
Hola soy Alberto Navarrete, dorsal 77, fui a Serpa desde Granada (perdonadme que no hable portugues pero espero me entendais).

Yo no estoy de acuerdo en que no saquen clasificación en Serpa 160 y se lo he trasmitido a la organización por email.
Mi postura es:
Mi tiempo fue 7h 56 minutos, y también me "perdí" además de romper el cambio :wink:. Iba en el grupo (creo) de cabeza y por motivos mecánicos en mi sram por el barro, me descolgué hasta llegar al primer avituallamiento grande tras pasar el cruce con la carretera (donde solucioné mis problemas mecánicos con agua y aceite).
En mi kilómetro 90 me dí cuenta que estaba perdido (supongo que en el mismo sitio que el resto), por que toda la prueba estaba excelentemente señalizada y en los cruces no veía señales. Lo que hice es volver atrás hasta volver a ver más ciclistas y retorné a la carrera.
Nunca me plantee abandanar la carrera (opino que no es comportamiento deportivo con el resto de participantes abandonar por perder tiempo y opciones de victoria, aunque yo no iba a competir)
Llegué a meta con 173km en mi Polar 720i (en teoría 13km más de la prueba) en 7h 56minutos. La organización me dice que soy el primer clasificado y que vuelva 1h 30minutos para los premios.
Cuando vuelvo, y sin consultarme nada publicamente dicen que no hay premios porque hay gente que se ha perdido. Me dá igual, el premio no es importante para mi, y pienso que ha existido algún incidente grave por la pérdida y es una decisión por respeto al incidente y me limito a esperar a mis amigos llegar.

Cuando salen los tiempos en internet veo que no sacan clasificación por tiempos en virtud de preservar la "verdad deportiva" :shock: y veo que en la edición de 2008 con buen tiempo (soleado), observo que sólo 12 personas tienen mejores tiempos que 7h 56 minutos de los cuales sólo 7 han participado también este año. En 2009 las condiciones meteorológicas fueron ádversas y yo he recorrido 13km más del recorrido oficial, pero a la organización no le importa, ni siquiera me preguntan. No lo entiendo, por 7 personas perdidas que se sabe que podrían haber mejorado el primer tiempo de 2009, no se dan clasificaciones en virtud de la "verdad deportiva" :s. Para mi es una falta de respeto a mi esfuerzo y mi entrenamiento, al igual que para todos los que han conseguido terminar :wink:.
Yo he competido XC y XCM muchos años en España en un equipo oficia (Dr.Bike), y en muchas XCM han existido problemas de señalización (el viento, gente indeseable, etc.), en unas tuve suerte y en otras no, pero nunco, insisto nunca se han suspendido las clasificaciones para "preservar la verdad deportiva" porque se considera un percance de carrera y menos quedando todavía 80 km por recorrer de carrera. 80 kilómetros son muuuuuuuuuuuuuchos kilómetros de carrera, hay XCM U.C.I. con menos km :wink:. De verdad no lo entiendo. El reglamento UCI XCM no dice nada sobre si se pierde alguien se suspendan las clasificaciones. Si es así mostradmelo, por favor.

La verdad, que no me diesen trofeo no me molesta (hace 4 años que dejé de competir para sólo disfrutar de la btt), pero si me molesta mucho que en virtud de la "verdad deportiva" no me pongan en una lista donde merezco estar por mi esfuerzo al realizar completamente con tido los pasos de control la XCUM Serpa 160.
Estoy casí seguro que no hubiese ganado si no se hubiese perdido el grupo de gente de cabeza del km 80, pero también estoy seguro que muchos de ese grupo en igualdad de condiciones tendrían un mayor tiempo que el mio. Así pido a la organización que en virtud de la "verdad deportiva", me demuestre por favor que:
1ºTodos los perticipantes perdidos hubiesen obtenido un tiempo menor de 7h 56 minutos (en 2008 realizando 160km sólo 12 lo consiguieron, yo he realizado 173 por perderme y tengo 7h 56minutos)
2ºQue en los 80km que restaban de carrera, nadie hubiese tenido ningún fallo mecánico entre los participantes "perdidos", nadie hubiese tenido un desfallecimiento y nadie hubiese tenido problemas musculares por la fatiga y el esfuerzo de 160km.
3ºQue la carrera 2009 con condiciones meteorológicas adversas fue más rápida que la carrera 2008 con buen tiempo y con Helio Ramos, quién es considerado uno de los mejores btteros portugues e ibericos.

Si no me demostrais esto, por favor, poner la clasificación para orgullo y beneficio de todo quienes SI hemos completado Serpa 160. En mi opinión lo merecemos por nuestro esfuerzo. No nos menosprecieis. Estoy seguro que mucha gente, como yo, se perdió y también volvio a intentar retomar el buen camino.
Yo no le quito razón a quién se queja por perderse, pero no entiendo que presionen a la organización para no sacar clasificaciones. Las carreras son como son y hay que aceptar los lances de carreras, unas veces se tiene suerte y otras no. Este deporte es así, en ocasiones la gente no vé las señales y se pierde, las bicicletas se rompen, o nos caemos y nos damos un mal golpe... en todas las competiciones puede pasar.


Por lo demás, mi opinión de la ruta es que fue muy completa: zonas técnicas, pistas rápidas, etc. Un recorrido excelentemente escogido que además tiene una belleza natural excepcional.
También opino que la organización no tiene culpa ninguna de la pérdida de participantes, ya que a excepción de ese punto crítico, todo el recorrido estaba excelentemente señalizado. Es para mi casi imposible señalizar 160km en plena naturaleza y que el viento o algún idiota no quite una señal. Incluso un ciclista puede quitar la señal por accidente si pasa cerca de una y se engancha el la rueda o el cambio.

En fín, siento ser crítico porque conozco el esfuerzo y la ilusión que cuesta organizar un evento de este tipo y más con dos variantes, pero considero firmemente que la decisión por parte de la organización de las clasificaciones no es acertada, pero esto es lo único que les puedo recriminar. Los voluntarios fueron todos muy agradables y simpáticos, los avituallamientos tenian abundancia de comida (quizás faltaba bebida isotónica), y en la señalización sólo un fallo. ENHORABUENA.

Muchas gracias por leerme, espero poder participar en más eventos en Portugal, teneis un gran pais con una gran riqueza natural. Gracias por compartirlo con este tipo de eventos :D