"Produtos caseiros"

#1
Visto que o antigo topico não mexia com o pessoal decidi mudar :eek:

Venho agora em busca de "Produtos caseiros", sim aquelas cenas que um gajo fáz a bike pa popar uns trocos. Como por exemplo: grande parte do pessoal em freeride na uzas as tipicas Lizard Skins, aquelas proteções de escora que evitam que a corrente toque na escora, os freeriders costumam obtar por uma soluçao mais eficiente e mais barata: A BOA DA CAMÂRA DE AR, á pois é quem é que nunca viu uma bela bike de freeride com uma camâra de ar enrolada na escora?
Isto é só um exemplo, eu sei que andam aí mais esquemas bem uteis ao pessoal (sei que o Ludos tem um esquema bem interessante para proteger o quadro).

Aqui fika a camâra de ar, que eu enrolei na minha bike:



Neste caso tenho duas proteçoes em locais diferentes para evitar incidentes ;)



Esponham aqui os vossos "Produtos Caseiros"
 
#2
Muito bom esse truque Rider!!!

Em vez de gastar-mos uns 10€ na protecção do quadro esse é bem fixe..

Eu tenho um....tipo, sabem as ditas fitas contra os furos, as concorrentes do Magik Seal...

Eu cortei uma camara de ar ao meio (abri a camara), e dobrei em duas partes, e colei no pneu (parte de dentro é obevio..lol) e sempre protege alguma coisa contra os furos... :D
E nao se gasta guita...
Eu punha fotos...mas estar a tirar os pneus pa tirar fotos...grrr.. quando trocar de pneus a ver se me lembro pa tirar fotos, mas acho que nem precisa de fotos, é muito simples o truque... :D
 
#4
Lembreime agora que a minha bike tem um otro esquema:

Eu como faço urban gosto d subir para cima de cenas, logo o 3º prato costumava bater muito o que levou ao sua distruiçao, um dia acordei e disse a mim mesmo "Vo tirar o 3º prato", e assim foi nessa manhã tiderio, assim que fui apertar aqueles parafuzos depareime com um problema: os parafuzos não conseguiam apertar, visto que era menos a espessura de um prato. Pensei, pensei e pensei até que horas depois cheguei á conclusao que bastava colocar umas simples anilhas ](*,) ](*,) ](*,) procurei umas anilas mas n tina em casa :S tive di ir a cadeira que tenho no quarto tirar 4 anilhar e abilas mais um poco visto que eram + pequenas (a sorte é que eram dakelas anilhas aberta :wink: ). Coloqueias nos parafuzos e foi só apertar e até hoj ainda n se desmontou :p

 
#5
...até hoj ainda n se desmontou...
Dizes bem! Até hoje...

Olha que eu já assisti a um rapazito, perder 3 dos 4 parafusos / porcas que seguram as pedaleiras.
O maior problema foi que estava a 20 Km de casa. :shock:
Provávelmente não te afastas tanto, se praticas urban, mas mesmo assim...

Duas dicas: Uma vêz que para ti o peso não deve ser um problema, pega no prato grande
(ao qual arrasaste os dentes) e numa lima, desbasta todos os detes até ficar o mais redondo possivel.
Vais ficar com uma boa proteção para o prato intermédio, poupando uns trocos,
e sempre podes voltar a utilizar os parafusos / porcas sem anilhas "manhosas".
Outra dica, mais dispendiosa, é arranjares os ditos parafusos mais pequenos,
como se usa nas Single Speed. São exactamente iguais mas mais curtos.
Como estes:


Podes sempre pegar na tal lima e desbastares os teus.
:wink: :wink:
 
#6
Ya até sao boas soluçoes mas por agora deixo assim quado partir tudo, eu também to a pensar em mandar fazer um prato d proteçao com alguns mm de espessura, num serralheiro.
 
#7
Como aumentar o curso traseiro de uma bike de 160 pra 230mm.

Eu fiz com uma cannondale super v... mas deve ser possivel com muitas outras bikes.

Antes de mais é necessário adquirir um amortecedor com um curso maior. No meu caso substitui um fox vanilla rc de 5cm por um de 7cm.

Depois foi nessesário cortar um pouco do apoio do amortecedor pra ele lá caber, e fazer os furos de apoio....
Tenham muita atenção: os furos tem de estar PERFEITAMANTE ALINHADOS caso contrario podem n conseguir montar o amortecedor ou mesmo criar danos ireverssiveis ao funcionamento do mesmo...)

Se alguem estiver ineressádo em fazer isto a bike tem que ter em atenção os seguintes pontos.

:arrow: o alinhamento dos furos.
:arrow: se a roda não bate no ferro do banco (quando totalmente comprimida)
:arrow: se a pedaleira não roça no chão (quando totalmente comprimida)
:arrow: se o braço oshilante se move livremente em todo o seu curso.

para saber previamente quanto curso vamos ter antes de por mãos a obra, faz-se uma regra de 3 simpes...

EX:

5 :arrow: 16
7 :arrow: X

7*16/5=X

X é o curso.

a posição do furo que vamos fazer tb interfere no curso. Por isso, e para não alterar as posições onde são exercidas as forças sobre o quadro aconselho que os novos furos sejam coliniares aos existentes.

Qualquer questão mais técnica samuca4x4@hotmail.com

E no fim temos uma bike com um curso brutal.

http://www.freeridezone.net/forum/download.php?id=156


http://www.freeridezone.net/forum/download.php?id=157
 
#8
Temos aqui engenheiro engenhocas! Muito bom "Produto Caseiro"!!!!!
No teu post devias ter colocado "Não me resposablizo por danos cauzados nas bikes quando a uzar a minha técnica" :p
Se tiveres mais produtos caseiros ja sabes ;)
 
#10
Bem como o UrbanRider me sugeriu vou por aqui uma dica que pode ser util para os que nao querem gastar dinheiro em produtos e mais produtos para evitar o embaciamento dos oculos enquando praticam este belo desporto...o BTT...

Para isso, basta agarrem em alcool, num pano ou alguma coisa do genero que seja suave, e limpem as lentes dos oculos antes de sairem com a bike com alcool...

Veram a diferença... :wink:

:idea: Ps: ja ouvi falar também em sabao azul, mas nunca testei... :?:
 
#11
A solução proposta de utilizar duas câmaras de ar sobrepostas
para evitar os furos, é uma solução antiga mas boa e barata,
só que pecava a nível do cross country pelo facto de implicar
um acrescimo de cerca de 200g a mais nas rodas - factor esse
que se calhar explica a corrida para a solução tubeless mais
autovedante pouco espesso estilo MagikSeal.

Para Downhill ou FreeRide ou Urban a sério, o MagikSeal não
pode fazer milagres contra a trilhagem ou rasgos em pedras -
daí que a solução de duas câmaras de ar parece superior a primeira vista.
Pessoalmente em vez de aumentar o peso do conjunto em
200g pela colocação duma segunda câmara de ar, prefiro
escolher um pneu com mais 200g (maior resistência a nível de
combinação borracha/tela) ou em alternativa as minhas câmaras de
ar favoritas e bem pesadonas !!! As WrenchForce DH !!!! Só pesam
(controlem-se para não rir !) - 645g cada !!!! Tem 4mm de espessura
na zona de contacto com o piso e diminui para a zona de contacto
com o aro ! Mas acreditem que são brutalmente resistentes !!
Tinha umas com uma dose inferior de MagikSeal no caso de algum
azar excepcional, e mesmo assim resistiram a 23 furos feitos com
pregos de 2.8mm de diamentro !!! É mesmo uma câmara brutal
para quem não tem problemas com o peso da bicicleta.
Vejam detalhes em http://www.futuraline.pt/wrenchforce.htm .
(Não tenho nenhuma em stock na Futuraline neste momento porque
tinham pouco saida por causa do peso, mas acho que ainda se arranjam).

Abraços !
 
#12
eu um dia como faço street/dirt e tinha 3 patos e axavas ke era desnessesarios tirei os outros dois mas havia um problemas! a corrente saltava!

então o ke fiz:

:arrow: arranjei dois bocados de acrilico ke o meu avo tinha la na oficina dele
:arrow: tirei as medidas do prato
:arrow: com um papel fiz uma especie de molde para ver onde ficavam os furos para passar para o acrilico
:arrow: depoix furei o acrilico devidamente para ficar preso na pedaleira!
:arrow: limei ate ficarem redondos
atenção! podem vos faltar algumas ferramentas aa fazer isto! no meu caso ñ havia problema ja eu tenho uma oficina!


:arrow: foto--> http://www.pinkbike.com/modules/photo/?op=view&image=294302
 
#14
K tal um anti furo à prova de bala?

Solução extrema e util para quem quer treinar sem preocupações, mas sem concessões, o peso é elevado, no entanto creio ser a solução para quem faz das camas de fakir o seu campo de treinos em BTT.

1º Ñ é caseiro, mas é indispensavel, camaras reforçadas, e liquido antí furo

2º Truke caseiro para quem tem bicicleta deestrada, ou pede na loja uns pneus de estrada em kevlar gastos, basta abrir o pneu, cortar o excesso de comprimento e colocar entre o pneu de btt e a camara, eu uso nas rodas escravas feito com bayoux, mas o pneu de kevlar resolve o problema de mesma forma.

E uma solução para se poder andar na lama até muito depois dos nossos colegas terem chamado as marias, os pais ou alguem k lhes valha para os levarem para casa?

Nakeles dias em k sabemos k existe uma séria possibilidade de encontrar lama na nossa voltinha pegamos numa embalagem de Massa consistente liquida ( vende-se em kker casa de acessórios auto, ou nalguns hipermercados ) molhamos um pincel e cobrimos as zonas do quadro k sabemos serem mais afectadas pela deposição de lama, incrivelmente a lama ñ gosta da pelicula gordurosa k entretanto depositamos, e vai saindo no preciso momento em k entra em contacto com a região pincelada. MUITA ATENÇÃO Ñ PINCELAR AROS, CALÇOS, OU DISCOS DE TRAVÃO.

Obviamente a solução ñ dura eternamente e cada vez k expele um pouco de lama a pelicula gordurosa fica mais fina, por isso nada de esperar milagres, apenas aumenta para 2 ou 3 vezes mais a possibilidade de andar em condições de lama.

Em caso de inexistencia de mais camaras de ar, ou remendos, kando existe um furo, alguem sabe como voltar para casa apenas usando a bicicleta e sem recurso a meios externos?

Amanhã já com menos sono eu digo como já fiz algumas vezes!
 
#15
Como prometido aki fica a receita para voltar para casa depois de os furos terem dinamitado todo o stock de material de reserva:

A mais simples das soluções, k por sinal, e por sorte, ñ uso vai para um ror de tempo, atenção k apenas é valida para furos k ñ se verifiquem na zona da valvula.

Na camara furada procuramos o local por onde sai o ar, marcamos essa zona, despejamos de novo, et voilá, damos um nó, apanhando o minimo de camara possivel, mas de forma a k fike bem apertado, enchemos mto pouco, apenas o suficiente para que consigamos meter no aro, esticando para conseguir montrar, e depois basta seguir o procedimento normal como se estivessemos a montar uma camara nova.

Apenas com duas ressalvas: 1º antes de montar a camara deve ser cuidadosamente inspecionado o interior do pneu, ninguem fura sistematicamente por acaso, é muito provavel k esteja algo espetado no pneu k provoca os furos sucessivos. 2º por estar a ser usada uma camara com nó a pressão a usar deve ser um pouco mais baixa k a habitual, por isso o melhor é mm andar directamente para casa ou para junto de alguem que tenha camaras para trocar, sempre no entanto sentindo um ressalto ligeiro mas incomodo cada vez k a parte do pneu onde está o nó na camara, passa pelo chão, mas de todas as formas é melhor k levar a bike à mão.

Bem hajam os senhores k criaram o liquido anti furo. (exceptuando os loucos k no meado da decada de 90 criaram o maior embuste da historia do BTT, o golden milk)
 
#16
na minha bike troquei a protecção da escora usual (pano) por câmara porque o pano fica cheio de furos ao fim de algum tempo.. A camara de ar aguenta bem mais!

Para dar um pouco de impacto, já coloquei um preservativo a envolver o amortecedor, mas o pessoal dos passeios fica sempre a olhar... incomoda um pouco
 
#17
Resultado da divisão de outro tópico, aqui fica mais um produto "made in fórum btt", sobre como fazer
um produto anti-furo (ou auto-vedante, como quiserem) melhor, segundo o seu autor, que o Magik Seal.
Podem consultar a mensagem original aqui

sonic46 said:
Olá pessoal
Nem um nem outro, eu cá faço o meu. Já ando com este que eu inventei a vários meses e só tive um furo e foi um rasgo feito por um vidro.
Só tem uma desvantagem cheira muito mal :( , a vantagem e que e muito barato e da para mudar mais vezes os pneus, basta ter as 3 coisas a mão para fazer.

Querem a receita???

Vão passar a poupar muitos euros

Um abraço, sonic46

PP said:
Quero a receita? :shock: :wink:

1 abraço
Pedro

artas7 said:
tou para ver o q vai sair dai, ai tou tou , lol.

sonic46 said:
Esta aprovada nas taça de Portugal de maratonas e de cross. :lol:

Então cá vai a receita:
Agua
Farinha
Serradura

Metem numa garrafa um pouquinho de agua, metem 4culheres de farinha e 3 de serradura. Depois e meter agua e mexer ate ficar no ponto.
O ponto e, nem muito liquido nem muito grosso.

Não custa não experimentar, depois não se esqueçam de me dizer ser e bom ou não.
E tb poder experimentar num pneu velho, espetar 1 prego ou outra coisa.

Um abraço, MCM

skareb said:
Sonic46 essa receita é para tubless ou também dá para pneu e camara??

Se der para pneu/camara, onde se põe?? dentro da camara de ar ou entre o pneu e a camara????


nfh said:
Bem, eu tenho vindo a usar slime há algum tempo, e confesso que estou bastante satisfeito com o produto. Talvez seja por nunca ter testado o Magic Seal, mas até ver nunca furei desde que o uso.
Em todo o caso eu não tenho pneus tubeless, pelo que a diferença poderá passar por aí.


sonic46 said:
Ola a todos

Skareb, eu em câmara de ar nunca experimentei isto. Mas eu quando usava câmara de ar tirava o pipo (valvula de motos ou de carros) e metia la para dentro e nunca tive problema, podes e experimentar e depois dizeres aqui a malta se deu.

Hoje foi a penúltima prova da taça, e ouve muito furos. Sabem quantos furos tive? Nem um.
Por isso experimente para ver se da ou não, so em rasgos e que não funciona bem, mas tb os outro não trabalham bem.

Um abraço

inka_pro said:
Bem isto deve ser mesmo bom.
Depois tb podemos comer quando tivemos fome?

Alguém já experimentou?

inka

E pronto, já está (deve haver uma maneira mais fácil de fazer isto... :shock: )
 
H

Hugo Carvalho

Guest
#18
Bem trabalhado Super!! :wink:

Ficou a receita toda num único post!! Isto é que é arrumação e com certeza irá ser mais fácil para quem quizer adoptar esta ideia interessante...

Eu continuo fiel ao "tubless reforçado " http://www.forumbtt.net/viewtopic.php?t=1351 e desde o início do ano, zero furos :wink:

Cumprimentos betetistas

Hugo Carvalho