Pedaleiro BB30

#65
Não concordo.
O desviador traseiro tem limite da cassete. Entre o mínimo e o máximo da cassete.
Num sistema monoprato não faz diferença.
Eu tinha ideia que o número elevado de dentes no prato dianteiro ainda por cima oval num sistema monoprato pode criar "problemas" em termos de afinação. Mas sim posso estar completamente enganado, erro meu
 

edununo

Well-Known Member
#69
Eu tinha ideia que o número elevado de dentes no prato dianteiro ainda por cima oval num sistema monoprato pode criar "problemas" em termos de afinação. Mas sim posso estar completamente enganado, erro meu
A capacidade do desviador traseiro é calculada desta forma:

[PFG-PFP] +[CG-CP]
Em que PFG = prato da frente grande
PFP = prato da frente pequeno
CG = carreto grande da cassete
CP = carreto pequeno da cassete.

Num sistema monoprato o prato grande e o pequeno são o mesmo. Anulam-se. Resta apenas a parte da cassete.
 
#71
Pronto meus amigos, a minha situação finalmente resolvida, pelo menos dinheiro já gastei :p
Graças ao amigo Pedro, ja mandei vir o prato 36T do site bici10.com . A entrega dizem ser rapida (24/48h)
E também graças a vocês todos, fiquei um pouco mais culto a nível do BTT/algumas peças.
Assim que tiver novidades, volto a postar aqui, pois até que os preços não são maus ;)
Boas pedaladas a todos.
 

Pedro Barradas

Well-Known Member
#72
Assim que tiver novidades, volto a postar aqui
Eu quero é feedback... da subida à arrábida, em BTT... eu acho que isso vai ficar pesadísimo.. mas se calhar sou eu que sou muito fraquito ;)...

Isso para rolar a direito vai ser sempre a abrir... agora apra sobes e desces constantes e subidorras, haja pernas!!!
 
#73
Eu quero é feedback... da subida à arrábida, em BTT... eu acho que isso vai ficar pesadísimo.. mas se calhar sou eu que sou muito fraquito ;)...

Isso para rolar a direito vai ser sempre a abrir... agora apra sobes e desces constantes e subidorras, haja pernas!!!
Haja pernas mesmo hehe.
Se conheces isto, adoro fazer a jiboia(é curta mas acentuada) sempre a esgravatar ate la acima .... Vamos ver como me safo com o 36, pois estes meses parei de andar também, mas espero recuperar o que tinha ;)
 

Pedro Barradas

Well-Known Member
#74
Se conheces isto, adoro fazer a jiboia(é curta mas acentuada) sempre a esgravatar ate la acima ....
Não, nunca pedalei na Arrábida... Pela conversa, sendo tu um apessoa que vem da Estrada, até admira teres o vicio de pedalar em pesadas.. Normalmente o pessoal da estrada vai mais em cadência.... Eu, não aprecio nada a estrada... só mesmo para treinar no pico do verão ( normalmente finais de tarde ou nocturno), pois aqui no Baixo alentejo interior, BTT, nessa altura do ano é um terror. Calor, pó e mais pó e dureza no terreno, não me seduz... eu tenho o problema de pedalar em pesadas.. e tenho de me corrigir.. não é fácil. depois dou o berro...
 
Last edited:
#75
Não, nunca pedalei na Arrábida... Pela conversa, sendo tu um apessoa que vem da Estrada, até admira teres o vicio de pedalar em pesadas.. Normalmente o pessoal da estrada vai mais em cadência.... Eu, não aprecio nada a estrada... só mesmo para treinar no pico do verão ( normalemtne finais de tarde ou nocturno), pois aqui no Baixo alentejo interior, BTT, nessa altura do ano é um terror, calor, pó e mais pó e dureza no terreno, não me seduz... eu tenho o problam de pedalar em pesado.. e tenho de me corrigir.. não é fácil. depois dou o berro.
Eu ate na estrada gosto de andar mais pesado, daí ter aumentado para 52/36 e estou a pensar aumentar para 52/36 a mesma mas oval, ou um 53/39 oval. Tudo depende se voltar a mesma forma fisica ou não. Qualquer dia combinamos uma voltinha aí com a malta daqui e vice versa para desanoviarmos um pouco hehe
Compra um step mesmo que seja dos mais fracos, isso ajuda a perna a ganhar dureza