Opiniões Roscoe 8 (27.5+) Vs Procaliber 9.7(29)

#1
Olá pessoal,
Estou com um dilema, preciso trocar de bike mas estou muito indeciso entre a Trek Roscoe 8 (27.5+) e a Trek Procaliber 9.7 (29).
Em primeiro lugar vou explicar o meu estilo ou tipo de andamento. Tenho 166 cms de altura, peso 61 kg, vivo nas montanhas, por esse motivo desço e subo bastante, gosto bastante de trilhos técnicos e adoro descer. Também gosto de subir – por acaso até tenho características de trepador –mas gosto de o fazer mais na “fininha”, talvez por a minha bicicleta no momento ser um canhão (Trek Fuel EX8, roda 26). Eu sei, a mudança será radical mas a minha decisão tem a ver essencialmente com questões monetárias, pois as bicicletas de suspensão total são bem mais caras.
Ora bem, por um lado, a Roscoe assemelha-se mais ao “canhão” que possuo neste momento, suspensão 130 de curso, rodas 27.5 plus – mais próximas da minha 26 – espigão telescópico, guiador Curvo (como eu gosto), e depois de tudo isto tem algo que eu adoro, as cores, que acho verdadeiramente lindíssima e vem muito bem equipada com SRAM NX Eagle. O problema maior é mesmo o seu quadro ser em alumínio, não por ser alumínio mas porque aumenta consideravelmente o seu peso, algo que na realidade queria diminuir substancialmente, são quase 15 kg, próximos da minha atual Fuel EX8, um verdadeiro problema nas subidas. O melhor de tudo é mesmo o preço, a rondar os 1300 euros.

Trek Roscoe 8

Por outro lado, a Procaliber 9.7, uma bicicleta mais versátil, que me faria ganhar muito nas subidas, com os seus menos de 11 kgs. Um quadro com o sistema isoSpeed, muito confortável – o que ao que parece, a torna numa Hardtail mais aproximada ao conforto das suspensão total. A pior parte, ronda os 2.200 euros, mais 900 euros.

Trek Procaliber 9.7

Há aqui outra questão que me parece importante, tenho uma pequena limitação física na zona lombar, uma lesão crônica, que não sendo nada de grave me limita um pouco no andamento devido ao ligeiro incomodo que me provoca ao pedalar.
Depois há a velha questão do tamanho da roda. Pessoalmente por questões estéticas, devido a minha altura, não gosto muito das roda 29 – para alguém com a minha altura, numa 27.5 sentiria-me melhor.

Ora bem, como ando em terra uma vez por semana – isto na fase do ano que ando mais, há outras em que ando com menos regularidade – o objetivo é gastar o menos dinheiro possível.

E é isto, um verdadeiro dilema, gostaria muito de saber a opinião dos mais experientes.

Muito obrigado!

Boas pedaladas
 
Last edited:
#2
Boas.

A Roscoe parece-me uma máquina para te divertires, sem pensares muito na subida.
Viste que tem pneu 2.8'', certo? Não ajuda no peso. O espigão telescopico tb deve acrescentar umas 400gr face a um espigão convencional, mas a diferença de peso para a Procaliber não está todo aí.

Parece-me que estás a comparar bicicletas diferentes. Acho que a Procaliber é a escolha mais adequada mas a Roscoe tinha a minha atenção.
Não posso acrescentar muito sobre altura versus 29'', mas não me parece ser uma limitação. Nada como experimentares.

Já agora, "gastar o menos dinheiro possível" é olhar para a Decathlon.
Questâo: de que ano é a tua EX8? "Quase 15kg" parece-me exagerado.
 
#3
Quando falo em “gastar o menos possível” falo essencialmente em relação a todos os pontos que referi, não sou um “ciclista de fim de semana”, até porque já ando há muitos anos e faço mais estrada na fininha. Mas adoro divertir-me em terra! Daí ponderar a compra da Roscoe. O que me pareceu muito interessante na Roscoe 8 foi mesmo o seu preço. O que eu queria mesmo é gastar um valor a rondar os 1500 euros (daí ter escrito “gastar o menos possível). A minha Fuel é de 2009, já está velhinha e começa a dar muitas despesas, daí precisar de trocar de bike.

O que eu não quero que me venha a acontecer é que no caso de optar pela Roscoe me venha a arrepender por esta ser desconfortável, afinal venho de uma suspensão total e receio que a diferença seja muito grande, ao ponto de não me adaptar. Basicamente é isto.
 
Last edited:

m.r.f.

Active Member
#4
Por outro lado, a Procaliber 9.7, uma bicicleta mais versátil, que me faria ganhar muito nas subidas, com os seus menos de 11 kgs. Um quadro com o sistema isoSpeed, muito confortável – o que ao que parece, a torna numa Hardtail mais aproximada ao conforto das suspensão total. A pior parte, ronda os 2.200 euros, mais 900 euros.
Esquece lá isso.
Tenho uma procaliber 9.6 com esse "isoSpeed" e não notas nada.
IsoSpeed não é para amortecer, mas sim para absorver/dissipar a trepidação, e tens melhores resultados com um bom slim (flexível) do que o isoSpeed que só está ali para aumentar mais peso no quadro e encarecer-lo como forma de propaganda.
Tenho um e sei o que digo.

Se quiseres suspensão total tens uma nova agora da decathlon em carbono por 1900€ com 11,9 Kg no tamanho S (deve ser o teu) e o quadro é compatível também com rodas 27,5+
https://www.decathlon.pt/bicicleta-btt-xc-900-s-29-id_8545706.html

Rigidas de alumínio da decathlon por 1000€ com 12,3Kg no tamanho S, com rodas 27,5+ (existem versões com rodas 27,5, 27,5+ e 29).
https://www.decathlon.pt/btt-xc-100-275-plus-12v-id_8405335.html

Rigida e ainda melhor por 1300€ a pesar 11,8Kg
https://www.decathlon.pt/btt-xc-500-275-plus-12v-id_8518407.html

Muito melhor equipadas do que as trek, mais baratas e tens garantia vitalícia nos quadros em alumínio.

É só escolheres, não penso que arranjes melhores relação preço/qualidade do que as da decathlon.

https://www.decathlon.pt/C-3166857-bicicletas/N-842144-o-que-procura~bicicletas-btt
 

m.r.f.

Active Member
#9
Então pelo que estou a ler a Procaliber não será uma boa opção...
É só comparares os componentes, pesos e preços que a Trek é pior em tudo.
A única vantagem é o nome escrito no quadro que tem a vantagem de desvalorizar menos em uma futura venda.
Mas não estarás certamente a comprar uma bike para a vender daqui a 1 ano.