O tópico das Single Speed - Como tudo começou... e vai continuar!!

#41
Já lá vai um mês e tal desde que comecei a andar nisto:







Confesso que foi influência do que lia nos fóruns e nas revistas. Como tinha material lá por casa montei-a a custo zero :)

A verdade é que agora à semana quase só ando nela!
A bicicleta é extremamente leve e divertida.
Tem uma relação 32x16: umas vezes anda-se de "língua de fora" nas subidas, nas rectas tem-se de ir com calma quando a rotação se esgota :D
É um prazer redescobrir os trilhos já conhecidos e ir tentando vencê-los, primeiro os mais fáceis e, a cada dia que passa, outros cada vez mais difíceis. Mesmo a ausência de suspensão nos trilhos mais técnicos não é nada que o velhinho Coyote 2.1 não resolva :wink:
Para já estou a gostar e penso continuar.
 
#43
jnoiva said:
Fiquei curioso com a montagem.
Nao tem esticador.
Como das tensao na corrente?
Sorte pura e simples com o tamanho do quadro! :)

Tenho estado a ajudar um colega a montar uma, já tentámos várias combinações de carreto e pedaleira e nenhuma resulta :( Vai ter mesmo de arranjar um esticador para a corrente. Eu tive sorte.
 
#44
Não seria mais fácil jogar com o tamanho da corrente? De qualquer forma, se andarem a sério na SS a corrente vai "esticando" com o uso e fica com demasiada folga.
A melhor solução, num quadro em aço, é soldar umas ponteiras horizontais (estilo BMX). Caso contrário, o esticador é a melhor opção.
 
#45
pedronortada said:
Não seria mais fácil jogar com o tamanho da corrente? De qualquer forma, se andarem a sério na SS a corrente vai "esticando" com o uso e fica com demasiada folga.
A melhor solução, num quadro em aço, é soldar umas ponteiras horizontais (estilo BMX). Caso contrário, o esticador é a melhor opção.
A corrente que montei na minha já tinha uns 4000km :D
Quanto ao caso do meu amigo, é claro que experimentámos vários tamanhos de corrente. Mas uns ficam curtos e outros com demasiada folga. Daí que também tenhamos experimentado várias combinações de carretos e pedaleira. Acredita que não é tão fácil como parece. A não ser que tenhas sorte, como eu :wink:
 
#46
Isso é que foi mesmo muita sorte... :D

Mesmo assim não me parece muito esticada, e com o desgaste (caso essa seja nova),
ainda vai esticar mais, mas desde que não saia do carreto ou da pedaleira com os saltos no terreno é que interessa. :wink:

Em todo o caso para quem quiser fazer contas, existe um software para ajudar a determinar o tamanho correcto da corrente e o conjunto carreto/pedaleira ideal para uma determinada medida de "chainstay". Está algures neste site:
http://www.machinehead-software.co.uk/bike/gears/fixed_wheel_gear_calculator.html

Eu também tentei, mas sem sorte. Cheguei a comprar um "meio-link":
a ver se conseguia mas nem assim.


Entretanto lá comprei o esticador da Surly:

mas como o aspecto não me agradava acabei por mandar soldar uns dropouts horizontais
e coloquei uns tensores (tudo da surly):


e ficou um espectáculo:






Que mais dizer... É um espéctáculo!!! Que quiser ver ao vivo ou experimentar, é só aparecer nos passeios nocturnos que a malta tem organizado aqui pea Arrábida.
O próximo é já dia 18, como pode ver aqui: http://www.forumbtt.net/index.php?topic=8634.0

Boas voltas, com ou sem mudanças! :wink:
 
#47
viva,
para mim as SS seria como um regresso ás origens, como quando eu comecei mais a sério no btt. a minha bina ainda vinha sem suspensão e com cantilever's.
ainda pensei em "fazer" uma, mas o quadro que tinha disponível tem uma decoração em jeito de racha na testa da direcção! por isso não vai dar.
andar de SS deve ser como... aprender a andar de bina outra vez. tentar aproveitar as melhores linhas para não levar muita pancada e escolher a melhor depois a subir.
uma coisa é certa, desviadores partidos e problemas com mudanças desaparecem!!
SS por SS prefiro completamente rigída. são de facto uma moda a que muita gente tem aderido.
não vou de certeza comprar uma SS, prefiro "fazê-la".

boas pedaladas
 
#48
jose carlos, se aparecer, quero experimenta-la, bastante bonita ;) se tivesse um quadrozito em aço....

EDIT: onde arranjaste esse quadro jose carlos? ja tinhas ou compraste em 2º mão ?

cumps
 
#49
boas, aproveitando aqui este topico..surgiu-me este negocio, a pessoa esta interessada em vender o quadro, ele esta perfeitinho, conheço a pessoa pessoalmente tem mesmo muiiiiito cuidado com ele, ele ainda vende com bue material, ma sbasicamente gostava de saber quanto é que acham que vale o quadro ? ele pediu-me um valor mas é negociavel e gostaria de saber as vossas opiniões. o quadro é em cromoly e de 2000








cumps e obrigado :wink:
 
#53
tão mesmo a falar a serio ? :shock:

quanto ás polegadas ainda n sei :s o gajo q andava nele tem 1.80cm(same as me)..e tava-lhe bem..

ele esta-me a vender por 60euros, com uma suspensao sr suntour xc 60(praticamente nova) um espigão de selim novo bbb, um guiador acor crowbar, um desviador frente lx(mas velhinho), e umas jantes azuis vuelta airline(muito duvidosas), nem queria isso para nada mas enfim, já que dá :roll:
o espigão bbb é que é novito e ainda vale uns 20 euros.

Quanto ao tipo de CrMO é que n faço ideia :s
 
#55
Por 60€ é uma excelente compra... aproveita. Para teres um ideia uma Kona Explosif só o quadro são cerca de 700€, o Rocky Mountain Blizzard 880€..., mas isto depende muito do tipo de crmo e da marca, esse é um Specialized de 2000, não deve ser de má qualidade, vai dar com certeza uma grande bike com os componentes certos.... se eu fosse mais pequeno, até eu o comprava...
 
#56
boas, ja comprei :wink:

antes falei para a TN(Tão natural representante specialized em portugal) para obter informações sobre o quadro, pelos vistos *tinha* garantia vitalicia, são quadros bons, embora n os melhores pois são a gama de entrada, mas sairam bastante porreiros e a garantia vitalicia tabém comprova a confiança neles.

Anyway, o senhor disse-me que n dava para por um dropout horizontal(?) que tem que ser com um esticador, e um dos bons, com uma boa mola, etc etc.

podem-me esclarecer um pouco esta ultima parte? ainda estou algo fora do assunto :shock:

cumps e obrigado
 
#58
Partindo do principio que a tua mensagem (Kalash) sobre o quadro Specialized, está neste tópico porque
estás a pensar adquiri-lo para o transformar numa SingleSpeed, vou tentar responder. :roll:

...o senhor disse-me que n dava para por um dropout horizontal(?)
Ai disse!? Se ele disse está dito, afinal ele é que sabe... até é o importador de uma das marcas mais conceituadas do mercado, por ele lá deve saber...

Aiiiiiiii..... Desculpem lá a ironia, mas atitudes destas chocam-me profundamente.

A ignorância de certas pessoas que consequentemente rejeitam tudo aquilo que é diferente do seu limitado mundo
é que faz com que aste país não evolua. Ou então o senhor tem lá esticadores para vender! :lol:

Porque carga de água não havia de dar!? Basta arranjar o dito dropout do mesmo material que o quadro
(dropouts em aço não dão para soldar em quadros de alumínio e vice-versa, mas isso deve ser óbvio mesmo para esse senhor)
e arranjar quem o solde ao quadro sem fazer asneira, o que não é fácil, verdade, mas está longe de ser impossível.

Quanto ao esticador de corrente, já tem uma mola incluída.
É essa mola que permite empurrar a corrente para cima ou para baixo mantendo-a sempre esticada.

É de facto a melhor solução "provisória", ou seja, para quem não quer/pode alterar definitivamente o quadro,
tornando extremamente simples converter qualquer bicicleta numa SingleSpeed com este acessório.

Antes que me perguntem, não há nada disto à venda em Portugal (pelo menos a semana passada não havia)
por isso, lá teremos que fazer as divísas sair do país, mais uma vêz...

A unica alternativa são os esticadores Rohloff que têm um novo importador em Portugal e servem perfeitamente para o efeito.

Mais dúvidas não hesitem, perguntem, mas não a quem nunca viu uma SingleSpeed
Há por aqui muita malta que já passou por todo esse processo e que pode dar uma ajuda. :wink:

P.S.- E se quiserem exprimentar uma KONA liiiiiiinda, apareçam em Azeitão hoje à noite...
 
#59
Boas

Os Rohloff, a meu ver são a melhor solução. A corrente está sempre bem esticadinha (quer tenha um elo a mais ou a menos), é muito facil tirar a roda traseira, podes trocar os carretos sem ter de mexer no comprimento da corrente.

O Unico senão é que a bike não fica com um ar tão "limpinho" como se tivesses dropouts horizontais.

1abraço e força nisso, 60€ é uma pechincha pelo quadro, só o esticador Rohloff custa isso :lol:


 
#60
Boas a todos!

Ultimamente tenho andado a pensar como hei-de recuperar a minha velhinha sirla, se hei-de tentar recuperar tudo tal como está(tem 21 velocidades) ou se a transformo numa singlespeed também com o minimo de alterações possivel...

Esta ultima opção confesso que tem sido influenciado pelo que tenho lido aqui no forum acerca das singlespeed e por ver o resultado de outras transformações.

Uma dúvida e preocupação que me tem surgido, à medida que leio cada vez mais, é a questão do tamanho da corrente e do facto de vir a ter que usar esticador ou não na corrente(coisa que não queria mesmo ter que arranjar)...

Tenho visto que uma opção é, caso o quadro não permita que a corrente fique com o tamanho certo, usar ou soldar uns drop-out's horizontais ou algo que os simule no próprio quadro.

Estive a dar uma olhada na escora da bike e reparei que ela não é igual à maioria, não tem drop-out substituível e o sitio onde fica o eixo da roda não é um mero buraco redondo como nas bikes actuais mas sim como está na seguinte imagem:



Dado o formato do dropout (parecido com os tais dropout's horizontais) a dúvida que tenho é se tenho o caso resolvido quanto à questão de esticar a corrente ou não?... :-K