O tópico das Single Speed - Como tudo começou... e vai continuar!!

Ludos

Benevolent dictator for life
#21
:lol: :lol: :lol: :lol:

Adorei esta frase na descrição da bicla "ready for even the biggest climbs, if you've got the legs."

pode-se dizer, "it's all abou legs" :wink:

É uma "filosofia de vida", que já compreendi menos, mas à qual dificilmente me renderei, já estou habituado aos "clics" :wink:
 
#22
Parece-me que as singlespeed forma inventadas 1º para serem diferentes e serem também um desafio novo, tipo filmes Jackhass. Já tive oportunidade de experimentar e aquilo não nada nada como é obvio. Dá cabo dos joelhos e é çento à brava! A explicação do querer voltar atrás não me convence pois se fosse assim andavam em pasteleiras, ou ainda pior em bicicletas de madeira como foram as 1ªs a ser inventadas. Quadros leves, suspensões e outros apetrechos não condizem coma filosofia singlespeed...


abraço
 
#23
Boas

Acho que o se está a discutir aqui é um pouco como discutir vinhos. Eu gosto de tinto maduro, sabor forte encorpado um bom alentejano (e refiro me ao vinho) de preferência. Mas há pessoas que nao o suportam preferem um branco verde bem fresquinho e cheio de gás, há outras que vinho nem o cheiro.
Penso que o facto de se rolar numa multi speed ou numa single speed tem a ver com os gostos de cada um e há quem goste de todos os tipos de bikes, tal como acontece comigo no vinho... eheheheheh

Abraços

V.M.
 
#24
Em penso que o melhor é um dia na voltinha de cada um experimentarmos como seria com uma SS, nada mais fácil, mete-se uma mudançazita e nunca mais se mexe na cena.... :wink:

E posso dar um exemplo, o meu pai gosta tanto ou mais do que eu de andar de bicicleta e já tem uns valentes KM nas suas pernas de 56 anos...

Todos os fins-de-semana vai dar a sua voltinha, em estrada, e SEMPRE na mudança mais pesada (pedaleira grande, K7 pequena) e inclui a ponte da Moita, por cima da linha, e subida até Santo António (para quem conhece)... e como ele diz... "é para puxar mais". Já agora esta proeza é feita numa KX da Sport Zone (paço a PUB) que é bem pesadinha.

Eu com os meus 27 anos já tentei acompanhá-lo na mesma relação de mudanças e quase que me dava uma coisinha má.....

Resumindo e baralhando... as bicicletas servem para uma única coisa... para nos divertirmos (penso eu de que).... e cada "maluquinho" tem a sua pancada....
 
#25
sniper_pt said:
Já tive oportunidade de experimentar e aquilo não nada nada como é obvio. Dá cabo dos joelhos e é çento à brava!
abraço
Querias dizer "não ANDA nada" e "é LENTO à brava", suponho?

Se é assim, não posso estar mais em desacordo contigo. De certeza que não experimentaste fazer um percurso longo e com declive acentuado (tipo os 65 primeiros km de Portalegre este ano) com uma Single Speed.
Uma Single Speed é mais rápida a subir, a descer desce tanto como as outros ou mais (depende de quem está ao guiador...). Só não anda nada em alcatrão a descer ou em plano...fruta da limitação da sua relação única!
Quanto ao dar cabo do joelhos e verdade mas só até certo ponto. No início sofre-se um pouco mas rapidamente os joelhos saem fortalecidos, tendo-se inclusive menos problemas nesse ponto sensível da nossa articulação.

Volta lá a experimentar uma SS (em condições decentes) e depois volta a opinar...


JP
 
#26
Acima de tudo, e em especial quando comparado com uma suspensão total, desenvolve-se bastante (mas bastante mesmo) não só a condição fisica como tambem a técnica.
Em resultado, passado algum tempo, na maior parte das voltinhas do costume, dás por ti não a acompanhar, mas a liderar.
 
#27
Sim foi isso que quiz dizer... Desculpem se me enganei e nem sequer reparei. Eu não tenho SS, foi me emprestada e devo dizer que os meus joelhos sofreram bastante. Deixei de fazer atletismo (meio fundo) à 2 anos e foi nessa altura em que experimentei a SS. Os meus joelhos como imaginam estavam bastante bem, até porque eu treinava todos os dias. Ainda assim tive dores e apenas fiz 10 kms na SS. É claro que correr não é igual a andar de bicicleta mas não é assim tão diferente contudo...


Abraço
 
#28
single speed é do melhor msm, experimentem, outro dia num passeio de xc n porto (Porto Antigo) quem é que ia sempre a frente?? os single speed e porquê?? por várias razões a nossa "velocidade de cruzeiro" é mais rapida, como andamos todos os dias de bike pa ir pa escola a streetar e tal e qd subimos e sempre em mudanças pesadas temos o fisico bem desenvolvido.
Antes de usar SS eu tb achava que estupidez e tal, depois de uma semana ter experimentado ng quer mais nada msm!!
Viva ao SS :p
 
#29
Fico extremamente contente que cada vez haja mais pessoal a interessar-se pelas singlespeed.
E queria dar os parabéns ao JP Pina. Estive nas 24 Horas de Proença-a-Nova e fiquei impressionado - 5º lugar, naquele circuito, com uma SS, é de homem!
 
#30
pedronortada said:
Fico extremamente contente que cada vez haja mais pessoal a interessar-se pelas singlespeed.
É verdade Pedro, principalmente depois de tudo o que aqui foi dito.
É muito engraçado ler os comentários de algumas pessoas, agora depois de terem visto e até experimentado uma SS, e finalmente perceberam que é apenas mais uma bicicleta e que os seus donos são só mais um feliz utilizador de bicicleta.


Tal como o Pedro disse, parabéns ao João Pina. Para o ano estamos lá todos de SS. :p
 

MCA

New Member
#31
jppina

Antes de mais foi um prazer finalmente conhecer o geocacher por detrás do nick! Sim porque eu voltei a fazer BTT através do geocaching, já que tinha deixado de pedalar há uns anos e quando no geocaching descobri que havia mais fans do btt, lá nos juntámos para pedalar e o bichinho foi crescendo novamente.....

Em segundo lugar também aqui te deixo os meus parabéns pela tua prestação, já não sei se foi 4º ou 5º lugar, mas o que é facto é que pedalaste pra caraças e ainda por cima com as dificuldades acrescidas da SS....

Quanto ao meu eventual projecto SS, de facto a minha suspensão maravilha tem bloqueio, bem como regulação de dureza com 5 posições, e só tem 45mm de curso... (é mesmo antiga).... eventualmente até se adequa bem à SS, o que achas?

De resto tenho que comprar pedaleira e carreto de trás/espaçadores novos ou posso aproveitar bocados da transmissão que lá tenho? Quanto ao guiador parece-me um óptimo conselho trocar o plano por um sobreelevado....

abraço
MCA
 
#32
MCA,

não sabia que a tua velha Marzocchi tinha bloqueio! Nesse caso monta-a (ou utiliza-a se já estiver montada) sempre ganhas em conforto. Não te esqueças é de a bloquear sempre que fores a subir e tiveres de pedalar em pé! E não te importes de ser velha, as M são excelentes suspensões, faz-lhe uma revisão e pronto!

Obrigado pelos parabéns, não foi nada de mais, apenas muita perseverança!


MCA said:
jppina

De resto tenho que comprar pedaleira e carreto de trás/espaçadores novos ou posso aproveitar bocados da transmissão que lá tenho?

MCA
Podes aproveitar a transmissão toda! Retiras o prato pequeno e o grande da pedaleira e ficas só com o do meio. Atrás desmanchas a cassete e ficas só com o carreto de 18 (ou de 16), utilizas os espaçadores que estão entre os carretos da cassete que desmanchaste (vais precisar de mais alguns, pede numa loja duma cassete velha...), afinas o desviador para ficar alinhado com o carreto de forma a te esticar a corrente. Depois tiras as bichas e cabos e manípulos de mudanças e pronto, já está! Para fazer uma SS duma antiga bicla o custo é praticamente 0!

JP
 
#33
Se tivesse um SS e fizesse uma maratona acho que ficava com o ego bem em cima :wink: provavelmente muitos que arranjam uma SS para essas andanças também o fazem como desafio pessoal, talvez ja o tenham tanto com uma bike de btt normal. Sinceramente algo que adoro é a sensação depois de uma maratona lixada como tudo, com a minha Hard tail, e ter acabado, seja em primeiro ou em ultimo..mas sinto-me realizado e adoro a sensação, e n é para me gabar aos outros, mas satisfação pessoal mesmo, presumo que algum pessoal com as SS se passe o mesmo..
 
#34
olá pessoal:

vim de férias, finalmente! no dia da viagem, olhei para o "estábulo" e perguntei-me: que "burra" levo?! Queria levar todas, porque "nunca se sabe": posso querer fazer estrada, ou se calhar encontro ons tracks fixes para a susp total...

Nããã.... bugas com a singlespeed!!!

e tenho curtido muito. é, de facto, uma diversão diferente, digam o que disserem!

para quem quiser experimentar, estou na ilha terceira, açores até dia 10, e em cascais o resto do ano. apitem!

bb
 

Ludos

Benevolent dictator for life
#35
Bruno Barcelos said:
para quem quiser experimentar, estou na ilha terceira, açores até dia 10
Não havia necessidade Bruno! :evil:
Só por causa disso, vou-te rogar uma praga, e os desviadores da SS vão-se escangalhar todos :twisted: :lol: :lol: :lol: :lol:

Vê se depois trazes umas fotos de uns singletracks :mrgreen:

Boas pedalads :wink:
 
#36
Como segunda bicicleta, para dar umas voltinhas em locais soft como alguns já mencionados, tipo a junto a Oeiras ou zonas como o Parque das Nações, zonas tipo calçadão quase sempre a direito, era capaz de ter uma SS.
Mas para passeios no meio do mato, onde gosto de andar, com subidas aqui e acolá, que não necessitam ser muito acentuadas, com todo o respeiro pelas opiniões diferentes, não me convencem.
Aliás, as bicicletas de btt, como outras, mas neste caso especifico do btt, com todas as alterações que foram surjindo, suspensões, amortecedores, desviadores, travões de disco hidráulicos, etc, etc, são acima de tudo inovações a nivel tecnológico, que espelham a pesquisa que é efectuada nesta área.
Para mim, seria um retroceder em termos de tecnologia e conforto, quase como ter-se inventado a roda e a carroça e continuar a andar a pé, com mais esforço.
Por ultimo, uma palavra sincera de admiração e respeito pelo pessoal que bate distâncias enormes em SS, como o colega que fez Portalegre.
Este amigo não o fazia de certeza.

Boas pedaladas.
 
#37
cristovao martins said:
...
Para mim, seria um retroceder em termos de tecnologia e conforto, quase como ter-se inventado a roda e a carroça e continuar a andar a pé, com mais esforço.
...
Só para te relembrar que já inventaram carros e motas há algum tempo mas nós continuamos a andar de bicicleta :mrgreen: com mais esforço, mas muito mais prazer :wink:
 
#38
Só te posso dizer que tens toda a razão, falando com sinceridade.
Mas lá está, é uma questão de gostos. Imagino-me a dar uma voltinha familiar, tal como nos exemplos que dei, numa SS, onde penso que iria retirar prazer da mesma.
Mas no campo, acho que seria o contrário.
Aquela sensação de tentar controlar o esforço através das mudanças, de as usar para vencer os obstáculos, seria substituída por outra de esforço inglório e de sofrimento.
Mas não estava a criticar quem as usa para esses fins, estava antes a enaltecer a vontade dos mesmos.
 
#39
concordo plenamente.

Eu até achava piada ter uma, e provavelmente vou um dia destes fazer o mesmo que o Xpectro fez, porque enquanto era novo andei sempre de SS e não era moda :lol: era o que havia..

Quanto ao ppl que faz BTT a sério nelas... tem toda o meu respeito.
 
#40
É facil ter uma ideia de como é andar numa Single Speed.

:arrow: Meter a corrente no prato do meio,
:arrow: Atrás escolher um carreto entre os 16 e os 20 dentes
:arrow: :arrow: Pedalar por todo o lado sem mexer mais nas mudanças!

Estão a ver como é facil!!
Afinal Toda a Gente tem uma Single Speed!!

Mas atenção SS não é para toda a gente... quem tem sabe do que eu falo :wink:

1Abraço