O BTT é um desporto perigoso?

-Crow-

New Member
#1
Boas.

Ainda não sou praticante de BTT embora esteja muito inclinado para isso pois é uma actividade que me tem vindo a cativar bastante interesse.
O único senão, é que conheço alguma gente que pratica BTT e muito deles já se aleijaram bem (ou ainda estão aleijados).


A questão que coloco aos praticantes desta modalidade é: acham o BTT perigoso? Já tiveram alguma azar, algo que vos ficou marcado para vida, apenas pequenos acidentes irrelevantes ou nunca vos aconteceu nada?


Como já disse, conheço algumas pessoas que praticam e estão a recuperar de fracturas ou outras lesões. Não é que tenha medo de por em causa a minha integrdidade física, mas trabalho e faço outros desportos, e gostaria de saber se o risco de praticar BTT é assim tanto que me possa por de baixa em casa por uns dias ou por em causa a prática de outros desportos.

Digam de vossa justiça :)

EDIT: Para além de votarem, respondam ao tópico e deixem o vosso testemunho, as vossas experiências!
 
#2
Boas Crow,

O BTT, e pelo que podes constatar em varios topicos deste forum, é perigoso, mas depende um pouco da pessoa que o pratica.
Eu nunca sofri na pele lesões graves, mas alguns utilizadores já sofreram algumas.
Geralmente isso acontece por excesso de confiança, quando vamos fazer um trilho e que já fizemos um pior que esse, mas nem todos os trilhos são iguais, temos de contar com o factor surpresa, uma arvore caida, uma arvore cortada e so ficou a raiz, uma pedra solta, etc. Posso dizer que das ultimas voltas que dei no sitio habitual, estavam trilhos muito modificados por quedas de arvores, regos de chuva e inclusive abatimentos de terras.
Atenção que pode não ser o caso de todos os que ja sofreram lesões mas no geral é.
A inconsciência é outra das razões, o andar sem capacete porque "é feio", "não gosto", "estraga o cabelo", "pareço um tóto" etc, é muito usual e, quando menos se espera elas batem a porta e por vezes são fatais. Ja ouvi, numa das minhas voltinhas um rapaz a dizer aos amigos que o avisavam sobre o capacete que "homem que é homem não usa capacete".
Infelicidades e surpresas acontecem a todos e a qualquer hora, quer estejamos em cima de uma bicicleta quer num banco de jardim, é uma questão de precaver as situações avaliando o nosso potencial e ponderando as acções e claro usar capacete, no minimo, nem que estrague o penteado e nem que parecemos uns "tótós" mas uma coisa é certa... Estamos seguros.
Mas tambem se não tiveermos estes pequenos prezeres ao fim de semana ou mesmo durante a semana para tirar o stress do trabalho de cima das costas....

Abraços
 

-Crow-

New Member
#3
Obrigado pela tua opinião d3v1lpt.

Tirando o capacete, que pelo menos para mim será uma protecção fundamental, vocês usam por exemplo cotoveleiras ou joelheiras para minimizar os acidentes mais triviais?

Outra coisa que me mete um pouco de confusão são os pedais de encaixe. Não se torna mais perigoso a prática do BTT com este tipo de pedais ou é apenas impressão minha? Nunca experimentei, por isso estou apenas a supor, mas a ideia de num momento de aperto ter os pés presos faz-me um pouco de confusão.

Pessoal, deixem os vossos testemunhos, quer felizes, quer menos felizes.
Pelo menos duas pessoas já votaram na primeira opção. Digam o que vos aconteceu e como. Foi, como o d3v1lpt referiu, por excesso de confiança, aselhice, ou foi o ambiente que vos pregou uma partida?

Obrigado.
 
#4
A pior queda foi talvez uma q me raspei o joelho no chão quase até ao osso! :|

O pior dor... foi para evitar uma queda, pus mal o pé no chão e rasguei o menisco externo, fazendo a prova toda com umas dores tremendas.
 
#5
Posso apenas te dizer isto. Andei ( e ainda ando ) muito mas muito tempo sozinho nos trilhos. Também ando muito com a companhia de amigos. Todas as grandes quedas que dei, foram sempre quando estava acompanhado.

Quero dizer com isto, que a perigosidade de uma actividade está em quem a pratica e como a pratica. É claro que todos queremos evoluir e para isso temos de andar nos limites, e é nesses limites que os acidentes acontecem. Mas se não nos perdermos em excessos de confiança, conseguimos aproveitar tudo o de bom que o BTT tem sem problemas graves.
 
#6
O andar de bicicleta tem os seus riscos, tanto podes cair quando tinhas 4 anos e destes os primeiros passos como agora que és adulto.
O BTT para muitos é considerado um desporto radical, logo as probabilidades de uma queda são um pouco superiores a quem faz meros passeios.
Mas o maior problema advêm muitas vezes de Nós ultrapassarmos os Nossos limites ou os da Bike.
Nada como prevenir, usar sempre capacete, luvas e óculos.

Já tive uma queda que me impossibilitou de andar uns meses. Mas cá continuo com muita vontade
:wink:
 
#7
-Crow- said:
Obrigado pela tua opinião d3v1lpt.

Tirando o capacete, que pelo menos para mim será uma protecção fundamental, vocês usam por exemplo cotoveleiras ou joelheiras para minimizar os acidentes mais triviais? Como somente dou uns passeios por Monsanto, Belas ou Sintra, não uso joaelheiras nem cotoveleiras.

Outra coisa que me mete um pouco de confusão são os pedais de encaixe. Não se torna mais perigoso a prática do BTT com este tipo de pedais ou é apenas impressão minha? Nunca experimentei, por isso estou apenas a supor, mas a ideia de num momento de aperto ter os pés presos faz-me um pouco de confusão.
No inicio tinha medo de usar pedais de encaixe. Neste momento não ha nada melhor, atenção que toda a gente me disse que na compra dos pedais vem um kit de 5 quedas gratis... Ja as usei mas porque me esquecia que tinha os pes presos e quando parava la ia ao charco.

Pessoal, deixem os vossos testemunhos, quer felizes, quer menos felizes.
Pelo menos duas pessoas já votaram na primeira opção. Digam o que vos aconteceu e como. Foi, como o d3v1lpt referiu, por excesso de confiança, aselhice, ou foi o ambiente que vos pregou uma partida?

Obrigado.
Espero ajudar-te .

Abraço
 

Expada

New Member
#8
Sou novato a andar de bicicleta e ainda so dei umas quedas para o lado por não conseguir tirar os pés dos pedais de encaixe a tempo ,
 
#9
Os azares podem acontecer a qualquer um e a qualquer momento.
Concordo que o BTT tenha alguns riscos, mas se tomarmos precauções estes podem ser minimizados.
Quanto aos pedais de encaixe, depois da fase da habituação tornam-se mais seguros que pedais de plataforma (minha opinião)...
Cumps
 

andrextr

Active Member
#11
Eu faço BTT há uns 10 anos talvez, gosto de descer depressa em terrenos agrestes, gosto de sentir a adrenalina e até hoje o mais que tive não passou de uns arranhões e uns esfolanços pequenos...

O normal é esfolar um cotovelozito uma vez ou duas por ano :wink: Nunca parti nenhum osso, nem nunca fui precisei de ir ao hospital.

Espero não ter que editar este post nos próximos anos, pelo menos no que diz respeito às quedas, porque no que diz respeito a esticar-me nas descidas, epá isso tem mesmo que ser :mrgreen:
 
#12
andrextr said:
Espero não ter que editar este post nos próximos anos, pelo menos no que diz respeito às quedas, porque no que diz respeito a esticar-me nas descidas, epá isso tem mesmo que ser :mrgreen:
Todos esperamos que nunca tenhas de editar este tópico para esse fim :yeah:


Obrigado pelas vossas participações pessoal.
O BTT será um desporto com risco como qualquer outro, mas a principal questão que gostaria de ver comentada é: qual a principal origem desse risco?

- Os abusos
- Excesso de confiança (talvez aliada ao ponto anterior)
- O ambiente
- Ou simplesmente azar (para quem acreditar em sorte e azar)

E dos acidentes que já tiveram, quantos podiam ter sido evitados se talvez tivessem tido outra atitude ou se tivessem investido em mais ou melhor segurança? Ou foram sempre inevitáveis?
 

jakim

New Member
#13
Para evitar acidentes a fazer BTT é preciso ser cauteloso e consciente e não andar a parvar e abusar em caminhos que sabemos que podem ser mais perigosos. Saber quais são os caminhos mais perigosos é uma questão de bom senso. Algumas coisas importantes já disse o d3v1lpt, depois não abusar da velocidade em caminhos mais agrestes com muitas pedras e valas da água da chuva, não abusar nas curvas, é preciso também ir conhecendo os tipos de terreno e o comportamento da bike em tais terrenos. Considero que ter a bike com material de boa qualidade e o indicado para o tipo de andamento e terreno também é importante para a segurança.
É como andar na estrada de carro se andar-mos com bom senso e segurança eliminam-se muitas hipoteses de ter acidentes, depois existem outras possibilidades como alguem nos bater ou uma roda rebentar etc...

Mas se estas a pensar em andar com extema cautela o BTT acaba por ter pouca graça. eu para curtir o BTT tenho de levar a segurança ate ao limite, mas nunca me aleijei por causa disso, claro que é preciso experiencia para saber-mos onde são os limites.

Vai com calma e aprende a divertir-te com a bike.
 
#14
Não acho o BTT perigoso.

Ao nivel que a grande maioria de nós pratica BTT, sinceramente não o acho perigoso nem deve de o ser. Para a grande maioria, o BTT é encarado como uma forma de fazer algum desporto, de se divertir com os amigos e de contacto com a natureza.

O que acontece muitas vezes e pode originar algum acidente, é a falta de bom senso.
É tentar bater o record de velocidade naquela descida
É tentar dar o salto maior
É o excesso de confiança
Pode ser muita coisa que normalmente origina os acidentes, mas acontece em todas as modalidade, não só no BTT.

Um grande "malho" é uma grande forma de nos exibirmos :twisted: :twisted: :twisted:
 
#15
Boas

Vou postar o meu testemunho.
Infelizmente tive um acidente complicado (fractura de vertebra D7 e forte contusão cervical) no dia 4 de Abril, num dos percursos do Centro BTT Ferraria de S João que diga-se estavam muito mal limpos (muitos eucaliptos e restos de madeira espalhados no chão) e ainda estou de baixa médica, (previsão 2/3 meses).

Eu já fiz várias provas (Maratonas, mais de 15) a nível nacional desde 2006 (desde o Xurês até Portalegre passando por Alte,etc.) e o acidente ocorreu num terreno relativamente plano e aparentemente sem riscos, no entanto, e sem me aperceber um pedaço de madeira solta prendeu-se nos raios da frente (Mavic Crossride) e fui "cuspido para a frente sem ter possiblidade de qq reação caindo "desanparado" para a frente.

Nota: a bike (Scott Reflex FX-25) teve o empeno de apenas dos raios da roda da frente.

MAS ATENÇÂO: a minha sorte é que ía com um companheiro que me socorreu de imediato e que chamou neste caso os bombeiros, dado que a situação era mais grave.

Conclusão: apesar do que me aconteceu aquilo que eu acho é que qq desporto pode-se tornar perigoso e o conselho que te posso dar é não faças passeios sozinho, usa sempre capacete e se possivel protecções nem que seja de apenas para a coluna.

No entanto, não te assustes, concordo com o que já foi dito, e continuo a gostar muito de BTT dado que é um desporto que consegue libertar o stress e "ligar-nos" com a natureza.

Força, avança, não tenhas medo

Abraço

F Machado
 
#16
Boas;
Na minha curta carreira (1 Raid e 3 1/2s Maratonas) nestas lides do pedal já vi dois camaradas bttistas muito mal tratados na sequencia de quedas.
Um amigo meu fez recentemente numa prova uma fractura no cotovelo.
É uma actividade perigosa.
Acho que o risco está sempre presente quando desces rápido por trilhos íngremes e com obstaculos que não conheces e que se sucedem com grande velocidade.
No entanto acho esse risco minimizado pelo bom senso de cada um. Se em provas lutas contra o relógio ou por uma posição, e não tens técnica, esse risco aumenta muito.
Se lutas contra o stress ou contra a monotonia de uma vida sedentária, e estás tranquilo, o risco quase que desaparece.
Bom Senso é a chave.
Abraço,
 
#18
boas , eu acho que quando se faz alguma coisa com gosto as coisas correm melhor , o risco existe e o perigo mas isso é em tudo na vida , com a confianca e o conhecimento que vamos adequerindo diminuimos esses riscos , mas esta la sempre presente, o principal é curtir a adrenalina dos trilhos e da natureza , e tentarmos superar fisicamente os nossos limites , boas pedaladas :D
 
#19
Vou postar aqui o meu testemunho...

Ia eu sozinho num singletrack a rolar, a andar rápido, quando faço uma curva para a esquerda com uma moita na parte de dentro da curva (ou seja, não conseguia ver nada) aparece-me do nada outro betetista. Pregamos uma "castanha" corno com corno, que não foi brincadeira... Não sei se desmaiei, ou se fiquei só atordoado... Só sei que, se não fosse pelo capacete tinha sido muito pior. A única coisa que fiz foram umas escoriações na cara e no joelho.
Nesta situação a culpa foi dos dois, que iamos a abusar numa zona sem visibilidade nenhuma, se não fosse, tinhamo-nos encontrado noutra zona visível... No entanto acho que não é um desporto perigoso, nós é que o fazemos perigoso. Por isso, não tenhas medo, pratica com calma ate conheceres os teus limites, depois vai com o tempo... E não te preocupes, se arranjares tempo para fazer outros desportos não há problema nenhum...
 
#20
Imagina um jogador de xadrês. Basta apanhar um adversário que demore muito a fazer uma jogada, adormece, deixa cair a cabeça em cima do tabuleiro e espeta um rei no olho.

Ok, estou a brincar. Este exemplo é só para dizer que qualquer desporto tem riscos para a saúde, mas não é por isso que deves deixar de praticar.

Olha o meu caso, sou muito medroso nas descidas, sempre com receio de passar de cima do selim para o chão mas não é por isso que deixo de praticar BTT. Tenho mais cuidado que os outros, porque conheço quais os meus limites (o que não me impede de aventurar mais um pouco às vezes).

Lá porque já tive acidentes de carro, nunca deixei de conduzir; lá porque caí na rua, não deixei de sair de casa. Os riscos e perigos são importantes para a vida, pois é com eles que aprendemos a ultrapassar as adversidades.

Cumprimentos betetísticos