Maratona da Arrábida

#2
Dura

Eu infelizmente não posso ir, fico com o meu filho este fds, desvantagens de ser divorciado, lol.
MAs posso dizer-te, pelo que ouvi em Setúbal e Palmela, lojas e atletas, que é bastante dura. Vão passar nas piores subidas e descidas da Arrábida.
Boa sorte.
Um abraço.
Rui
 
#3
Eu VOu

Eu sou um desses felizardos, junto com mais 4...... Sera a minha primeira maratona, agora fiquei super motivado apos ouvir dizer que sera super dificil e ainda por cima com chuva parece que o terreno e bastante barroso por isso 2x mais dificil vamos ver, e preciso e ter o espirito............

Abraços
 
#7
dura... muito dura!!!

era só lama... houve patinanço artistico, vi muitas correntes e dropouts partidos!!! muitas vezes tive de parar para tirar a lama das rodas e dos pedais... e em vez de fazer os 80km fui para os 40 km... e mesmo assim vai lá vai...

sei que o primeiro a fazer os 80 km fez em aprox. 3h30m... quanto é que demoraria em seco!!! :shock: :shock:

ah o primiero foi o marco sousa...

agora vou descansar as pernas...

um abraço

Rui
 
#10
frezite said:
dura... muito dura!!!

era só lama... houve patinanço artistico, vi muitas correntes e dropouts partidos!!! muitas vezes tive de parar para tirar a lama das rodas e dos pedais... e em vez de fazer os 80km fui para os 40 km... e mesmo assim vai lá vai...

sei que o primeiro a fazer os 80 km fez em aprox. 3h30m... quanto é que demoraria em seco!!! :shock: :shock:

ah o primiero foi o marco sousa...

agora vou descansar as pernas...

um abraço

Rui
tem mesmo a certeza desse tempo????.... acho muito pouco pelo menos mais 30 minutos..no minimo! Pois analizando esse tempo fez isso a uma média de 22.8 o que me pareçe quase impossivel devido a lama.... E até pouca genta acabou por causa das condições do clima.... Esse tempoo é oficial?....
 
#11
deve ter dsido praticamente quatro horas... mas registou-se na 3ª hora... ou seja por volta das 3h 50... eu acabei uma hora e tal depois deles os 40 km e fiz em 4h50m... ( parei para carregar a bike ás costas, lavar a bicicleta!!! ehehe daquelas coisas que não se devem fazer... por a bicicleta completamente dentro de um tanque com água!!! hoje vou ter uma rica tarde de trabalho a lubrificá-la!)

o prof carlos cabrita pelo que me disseram ficou em 6º...

um abraço

Rui
 

Ludos

Benevolent dictator for life
#12
Pois eu cá, desde 6ª feira que ando á rasca do tornozelo.
No sábado não fui pedalar para não piorar, e ontem quando acordo ás 7:30, chovia a bem chover.

Liguei o tlmvl, recebo uma msg do Leonix a cortar-se, telefonei ao SuperBiker (aquele gajo é mesmo maluco), atendeu-me, ia do barreiro para azeitão a levar com a bela da chuva e o frio, por esta altura ja devia estar bem ensopado, e ainda nem tinha começado a maratona, avisei-o que também me ia cortar.

Conclusão, ao ver aquela bela chuvinha, calculei logo que algumas partes do percurso deviam estar impraticaveis, com a agravante de que quanto mais pessoal passa por lá, mais levado da braca o barro fica.

Tive pena, mas fica para a próxima, já agora alguém tem o track ?

Gostava de ver qual foi o percurso.

Um abraço.
 
#13
dura... muito dura!!!
Bem podes dizê-lo!!! :?

Eu embora não tenha participado oficialmente, apareci pela Arrábida este Domingo (como qq outro),
supostamente para me encontrar com alguns membros deste forúm, que se cortaram por ver
duas pingas de chuva, não foi, Sr. Administrador???? :evil: :evil: :evil: (olha o ar sarcástico) :p

Conforme combinado lá estava eu mais dois companheiros, (DAQUELES QUE NÃO SE CORTAM),
em Azeitão ás 08:45h a morrer de frio, depois da valente molha que apanhei desde casa.

Depois da subida em alcatrão até ao alto das necessidades, em que eu não consegui aquecer,
por mais que pedalasse, lá começou a maratona a sério.

Aqui começaram logo as surpresas, tendo a organização surpreendido todos os que costumam
andar por estes lados, com alternativas aos percursos mais habituais.
Foi este caso, ao "mandarem" os participantes para a encosta norte da Serra de S. Francisco
(a seguir ás Necessidades) e ai continuarem até ao inicio da famosa descida mais conhecida
pelo Cai-de-Costas, nome que obviamente herdou da sua forte inclinação que se sente a subir, não a descer.

Embora os caminhos fossem quase todos conhecidos, é sempre uma surpresa fazê-los
de uma forma contrária ao habitual. Neste aspecto, a organização está de parabéns.

Após chegar a Palmela (ou quase), eis que surge o famoso trilho dos Moinhos, desta vez feito
no sentido Palmela-Azeitão, tudo normal até aqui, não fosse a "terrível" ideia de mandar toda
a gente pela descida das vacas abaixo. Claro que ao chegar ao Vale de Barris,
quase toda a gente tinha que parar para voltar a por as rodas da sua bike a rodar, deixando
metade do trilho cá em baixo, no chão, depois de tirar as postas de lama com 1,5 kg
que trouxe agarrado.

Lá seguiram todos em frente, pelo estradão até virar à esquerda para terras de Alcube,
descendo o estradão que termina antes da estrada velha para as Necessidades.
Outra surpresa, virar a esq. e começar a subir para os lados de S. Luis, para depois
descer pelos trilhos mais enlameados que, em dez anos de btt, eu alguma vez vi.

A chuva da noite anterior, deixou os caminhos, recentemente limpos e com o barro todo
à superficie, impraticáveis.
A tal ponto que para descer era preciso pedalar (boa tentativa Marco).
Depois de descer (muitos à mão), e voltar a subir, (à mão claro), até à Qta. do Rego d'água,
onde alguns decidiram meter as suas montadas no banho, num tanque ali existente,
penso que foi por esta altura que apareceu o primeiro abastecimento, onde já se encontravam
algumas máquinas à espera do carro vassoura, dando ali, por terminada a sua participação.
Por certo muitos se seguiram, pois o quantidade de correntes, desviadores, drop-outs e mesmo
quadros partidos era tanta que uma grande parte dos participantes deve ter sido forçada a abandonar.

Após contornar a Serra de S. Luis, a caravana seguiu em direção à N10, pelo estradão que desce da capela,
para depois continuar para a comenda pela estradinha de alcatrão que liga esta, á zona da Comenda.
Quase no final desta estradinha deu-se a separação do pessoal; quem ia fazer os 40 Km,
seguia em frente, quem ainda tinha forças para continuar, virava à direita par subir ao monte de S. Filipe.
Aqui o estúpido, depois de ter estado un 5 minutos na separação apensar o que é qu devia
fazer, a ver toda a gente, seguir em frente, achou-se tão Super, que decidiu virar à esq. #-o
(cromo).
Ora que bela subidinha para aqucer. Tudo isto para, depois de chegar aos moinhos de S. Filipe,
descer novamente e ir parar exactamente à mesma estradinha na zona da Comenda, uns 100
mt a seguir ao local da divisão dos Km. Foi nesta altura que comecei a pensar:
"mas eu nem paguei, nem nada, o que é que ando aqui a fazer?"

Bem, a coisa lá seguiu até ao alcatrão da Comenda, para depois virar à direita,
novamente para o mato e começar a subir desalmadamente, ali mesmo ao lado da Cecil.
Após uns bons Kms, lá começamos a descer por entre a área ardida no passado verão,
até ao alcatrão do Vale da Rasca. Houve aqui umas criatividades por parte da organização,
que tornaram a coisa muito interessante. Já meio perdido no espaço, dado o ziguezague, constante
do percurso, dei por mim a passar pela ribeira que passa ali no cruzamento da estrada
alcatroada do Vale da Rasca (estrada que vem da N10 para Picheleiros, em frente ou à dir.
para a Cecil). Ali estava o segundo abastecimento, onde muitos tentavam arranjar energias
para continuar. Seguindo por onde o pessoal dos coletes fluorescentes indicava, lá foram todos
em direção a Picheleiros, mas por pouco tempo pois uns mts à frente vai tudo para a direita,
subir outra vêz em direção à "Portela da Sardinha".
Finda a dita subida, continuou-se pelo estradão até encontrar outra vêz a estrada de
Picheleiros, já na parte a subir em direção á rotunda lá em cima perto da Qta da California.

E foi exactamente aí, passados un 60 km da maratona (80 desde casa, talvêz nem tanto)
que eu decidi fazer o que já devia ter feito há muito tempo.
Apesar da insistência do pessoal que controlava as passangens e indicava o caminho aos
participantes para eu continuar em frente, decidi virar para cima e seguir por estrada até
Azeitão, chegando lá muito depois dos primeiros a completar os 80 Kms (vou-me dedicar
a outro desporto). :shock:

Após uma breve pausa, onde comi umas bolachinhas, uma banana e umas marmeladas,
lá me fiz à estrada em direção ao Barreiro. Não sem antes ter arrebentado com o fecho

do ca#$%@&* do impermeável e ter de seguir com ele aberto, quando soprava um vento
gelado na minha direção (tá tudo contra o Amora).

Escusado será falar na reação das pessoas à minha passagem à medida que me ia aproximando
da civilização. Nem vale a pena tentar perceber porque razão desatavam a rir.
Provávelmente a pensar: "olha aquele cromo cheio de lama até ao c... e ainda se vai a rir o palerma".
Eles que tiveram uma manhã muito mais saudável, e que vestiram o fato de treino
logo cedinho para ir até o centro comercial mais próximo, comprar cigarros.

Conclusão: parabéns à organização pelo traçado do percurso, é claro que eles não podiam
adivinhar que ia chover na noite anterior.
Nota menos positiva e a melhorar em próximas edições (isto para quem assistiu de fora):
Mais controle do trânsito nas estradas. Principalmente no inicio, onde houve pessoas
"entaladas" no meio de um pelotão de bttistas, mais de 20 min e que depois, fartos de estar à
espera, ultrapassaram a alta velocidade, todos os participantes enquanto estes
seguiam pela estrada nacional. Por duas ou três vezes não houve acidente por sorte.
É que quem participa nestes eventos, não está à espera de partilhar o percurso com
veículos motorizados.
Por falar nisso, como é que foi possivel deixarem entrar no percurso moto 4?
Ainda por cima num sinle-track. Mais uma vêz a sorte bateu á porta.
Os abastecimentos pareceram-me fracos, mas como eu não parei em nenhum.... digam de vossa justiça.
E claro, nunca é demais referir; baixem os preços.

Espero que para o ano, mesmo sem aniversário de clubes de futebol (e que nem têm ciclismo)
isto se repita.
 
#14
Ahh! esqueci-me de dizer que para tornar tudo aquilo pior, fui impedido de entrar em casa naquele estado,
e tive que ir tomar banho à garagem, adivinhem lá........


de água fria..............

só não escrevo aqui 10 mil palavrões, pq ......

:evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil:
 
#15
Mais, esqueci-me de activar a função de registo de trajecto no GPS, e não fiquei com o percurso gravado.......

fds.....fds.....fds.....fds.....fds.....fds.....

(teve que ser, desculpem lá)

:evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil:
 
#16
Boas.
Não desesperem ....
Nem tentem comparar os vossos tempos com os ditos vencedores.
Está mais que confirmado, não só pelo tempo registado, mas também por outro tipo de "provas" que houve uns "senhores" que de atletas e desportistas não tÊm nada, que cortaram caminho, principalmente os dois primeiros a chegar. Marco Sousa e irmão.
Atenção ao não vi nada, apenas ouvi dizer, lol.
Mas sei que até determinado tempo de prova quem ia na frente não eram esses "senhores" e que depois aparecem na frente.
Engraçado, também ouvi dizer, que os ciclocomputadores desses "jovens" desapareceram da bike quando alguém referiu que ali poderia estar a confirmação...
lol.
Um abraço e viva a Arrábida.
Rui
 
#17
Só faltava mais essa!!

Depois da vergonha que (aparentemente) foi a organização do evento,
só cá faltava a batotice. :evil: :evil:

Isto está a entrar por um caminho que não dignifica nada este desporto, o qual, eu encaro
como uma maneira de estar na vida, e não mais um desporto corrupto e degradante como outras
modalidades das quais eu me recuso a comentar, mas que parece estarem a aproximar-se
a passos largos do Btt (se é que me faço entender).

Quanto a mim, continuo a dizer; nós enquanto bttistas, estamos a pactuar com essas vigarices
ao pagarmos as inscrições chorudas que insitem em nos cobrar.

Perto está o dia em que apenas os mais afortunados e melhor patrocinados, poderão comparecer
a tais eventos, podendo assim disputar da forma mais mesquinha os tão ambicionado "titulos". Onde o vale-tudo será regra de ouro, e o desporto e companheirismo serão coisas
do passado, vistos como retrogadas e tristes.

Continuemos pois, visto estarmos no bom caminho.
 
#18
Grande superbiker!
Excelente crónica: um autêntico "thriller" ... especialmente a parte do banho gelado :lol: :twisted:

Quanto ao resto..... é claro que a organização não teve culpa da chuva, mas é bom que o pessoal vá tomando atenção ao que se vai passando.... vêm aí mais maratonas..... a pagar bem.... atenção à qualidade das organizações!!!
Um abraço

p.s. acho que o Ludos e o Leonix é que fizeram bem :wink:
 
#19
É verdade sim sr :?
Este domingo contra a minha vontade emocional tive que me cortar em abono da razão :roll:
A prova em si já era de prever a dificuldade, qd vi aquele tempo... :cry:
Com o relato do Superbiker fiquei com a certeza do que já previa... Tons de barro...

Cumtps
Leonix
 

Ludos

Benevolent dictator for life
#20
SuperBiker said:
Eu embora não tenha participado oficialmente, apareci pela Arrábida este Domingo (como qq outro),
supostamente para me encontrar com alguns membros deste forúm, que se cortaram por ver
duas pingas de chuva, não foi, Sr. Administrador???? :evil: :evil: :evil: (olha o ar sarcástico) :p

Conforme combinado lá estava eu mais dois companheiros, (DAQUELES QUE NÃO SE CORTAM),
em Azeitão ás 08:45h a morrer de frio, depois da valente molha que apanhei desde casa.
Telefono eu a este jovem ás cerca das 8h da matina, ouvia-se o ventinho, e o jovem a fungar, e diz-me ele "FODA-SE TÁ UM FRIO DO CARALHO, E A CHUVA TA A CAIR GELADA!" dadas estas palavras encorajadoras, nem hesitei, olhei mais uma vez pela janela e voltei para a cama.

Já lá vão 17 dias sem dar ao pedal, a esta altura já a minha "princesa" escreveu para a revista maria a perguntar se a ando a trair com outra... (ainda por cima este fds que passou nem a levei comigo :lol:)


SuperBiker said:
Mais, esqueci-me de activar a função de registo de trajecto no GPS, e não fiquei com o percurso gravado.......

fds.....fds.....fds.....fds.....fds.....fds.....

(teve que ser, desculpem lá)

:evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil: :evil:
Sinceramente nem sei que te diga, se eu não fosse tão empenado, aviava-te um empeno do caraças, mas é melhor tar de bico calado, antes que me aviem o empeno a mim.

fg said:
p.s. acho que o Ludos e o Leonix é que fizeram bem :wink:
:lol:

Mas qual é a dúvida ? De referir que se eu saísse de casa para ir andar de bike com aquela chuvinha, os meus avós tinham um AVC e deserdavam-me...

Além da lesão no tornozelo, claro está que podia piorar e levar-me a muito tempo parado :wink:


Agora o Leonix, é um verdadeiro baldas :evil:

P.S. - Vejam lá se arranjam a track, tou curioso :) para ver por onde foi o final :)