Fotos só porque sim.

Hardskin

Well-Known Member
Já para mim começa a ser tudo complicado, mais não seja fisicamente. É a idade a tornar aquelas descidas mais massacrantes que as subidas. :)
Fico a aguardar relato da coisa. ;)
Dispõe sempre.
 
Mto bom, a subida ao Trevim faz-se relativamente bem, sempre são praticamente 20kms a subir,mas no geral acessivel, só mudaria ali um devio perto da cota dos 800m que se passa para a encosta mais a norte(em vez de se subir em frente), dá um certo alivio nas pernas mas depois paga-se com juros pq a subida é bem inclinada com terreno solto e sem sombras.

A descida do Avalanche é bem acessivel, mas ali na zona antes da Sra da Piedade/Castelo enganei-me e desci por um outro single até à estrada o arvoredo é mto denso e o GPS (telemóvel) não apanha bem, essa zona tb está minada de singletracks e torna-se dificil perceber qual é qual.O Zig-Zag depois da estrada e o Rock Garden seguinte é a unica zona que achei mais puxadida, mas parei, olhei e fez-se... :)

Os singles dessa zona parecem bem porreiros, acho que ainda vou tentar mais uma vez subido o teu track em sentido inverso e tentar vêr essa zona do Avalanche melhor.

Obrigado.
 
Já me começo a entender melhor com a Lousã :)

A subida por alcatrão pela Aigra Nova/Velha até agora parece-me a melhor opção, é mais longe mas faz-se mto bem sem inclinações excessivas e no geral acaba por ser bastante protegida a nivel de sombras.
Para descer : o EN4 que está bem marcado é uma boa opção, será o equivalente a um XC mais agressivo, engraçado e com nivel de dificuldade mto acessivel, o EN5 (que partilha o inicio com o EN4)até ao primeiro estradão tb mto acessivel mas depois dai para baixo aumenta um pouco o grau de dificuldade.
O DH3 ,que começa no mesmo sítio do EN4 e EN5 e EN3 (sendo este ultimo preto), ainda não o fiz mas parece ser muito acessivel e divertido com curvas rasgadas em relevê, ainda quero ver se o consigo fazer antes de acabar as férias.
Do Terreiro das Bruxas para baixo é que fia mais fino,já tinha visto pelo Strava que as inclinações médias dos trilhos dai para baixo: Pardal,Impossivel,Raizes,etc... era tudo para cima dos 22%, não consegui encontrar o Interminavel e a conselho de uns rapazes que por lá andavam nas carrinhadas acabei por seguir pelo DH2, mto fixe e acessivel, passando a ponte por cima da estrada e continuando a descer até a um estradão, tudo bem,mto divertido, mas é mesmo na parte final quando começo a ver colchões de espuma pregados nas árvores que me acobardei :)
Segui por esse estradão pela dta e desci o que faltava até a estrada, ainda fiz o bocado antes do "Centro de BTT" paralelo à estrada que è bem engraçado com aquelas lombas/saltos género pump-track.
Espero ainda conseguir fazer mais um dia ou dois nesta zona antes do final das férias e talvez depois editar um pequeno video, o tempo escasseia e ainda queria ir tb a Penacova e Eiras :)
 
Caraças, estava a ver que não encontrava este tópico...

Entretanto, a pequena vista de olhos, reparei que estiveste aqui perto, pelo Caramulo. Que achaste? Um dia que cá voltes, apita, vou lá ter contigo a cima. Há perto uma zona muito engraçada para relaxar (tipo praia fluvial).

Os fogos, são o que mais me mata o coração. Nem sei como consegues andar com o fumo, tive a brilhante ideia de fazer o mesmo o ano passado (ou à 2 anos?) em direção a S. Pedro do Sul, com fogo grande bastante perto (via-se chamas de vez em quando) e jurei nunca mais...

Fizeste uma pausa desde junho?