Dakota 20 ou etrex 30 ??

quic0, esquece lá o sensor de distancia/velocidade. :fpalm:
Estava a fazer confusão com outro equipamento (um relógio Suunto Quest) onde também se pode ligar um sensor cardíaco, um cadenciómetro, (agora sim) um sensor de distância/velocidade e até um GPS. Era giro era conseguir pôr os dois equipamentos a falar entre eles, mas não me parece que seja possível porque devem ambos funcionar como "master" e os sensores como "slave" para além do eTrex ser ANT+ e o Quest ser ANT (à partida não "falam" entre si).
Se eu quiser ligar o sensor cardíaco do Quest ao eTrex ou pôr o eTrex a enviar os dados GPS para o Quest não vai dar por ser apenas ANT em vez de ANT+ (fora outros requisitos - NMEA - mas isso são outros quinhentos).
 
Eu também queria meter a banda cardíaca do meu relógio kalenji com monitor cardiaco ligada ao etrrex, mas são protocolos de comunicação diferentes, conforme tu acabaste de explicar. Ainda tentei emparelhá-los, mas o etrex não detecta, para grande infelicidade minha...
 
Boas
Falaram na hipotese de gravar e deixar de gravar através da velocidade, pois bem o Dakota nao permite, so permite atraves de intervalos de tempo e de distancia.
Eu tenho o Dakota e recomendo nao tenho tido qualquer problema, noto a tal lentidao quando estou a seguir um track e a grava lo ao mesmo tempo. Faço o com bastante frequencia, pois para fazer maior distancias por vezes carrego um track que gostava de fazer mas como tem 40 ou 50km gostava de fazer 70 ou 80 faço a meio uma saida e depois de fazer a diferença volto a entrar no track, de resto é sempre a bombar.
 
quicO quando dizes ter o Topolusitania e o Ciclonatur carregados ao mesmo tempo... o GPS só acede a um certo? Tens que escolher que mapa ele carrega ou não?
Conseguem-se ver varios tracks ao mesmo tempo? São varios ficheiros GPX? Os freezes que têm, ocorrem a pedalar certo? Eu pergunto isto porque vi um video de um GPS que ao deslocar o mapa com o dedo\cursor ficava aí uns 3seg com o ecran em branco e só depois carregava o mapa, mas acho que o mapa era raster, ou seja, imagem e por consequencia mais "pesado" para o GPS lidar com ele. Já vos aconteceu olharem para o GPS e não verem onde estão porque ele ainda está a "pensar" para desenhar o mapa, ou á medida que vamos evoluindo no mapa ele vai carregando de forma fluida? É que de bicla acredito que a gente também não vá tão depressa ao ponto do GPS se engasgar a carregar o mapa, ou são assim tão lentos? Refiro-me a ambos, etrex e Dakota.

Mais para baralhar...
Como disse há dias, uma pessoa que trabalha diariamente com Garmin confirmou-me que o Dakota era tão lento como o Oregon. Hoje outra pessoa que também trabalha diariamente com Garmin disse-me que o Dakota e o eTrex têm a mesma velocidade.... entretanto num forum estrangeiro alguem comentava que o Dakota seria mais rapido que o Oregon porque teria o mesmo processador, mas com menos resolução, logo menos esforço para o processador.... :nsei: Não sei mesmo o que fazer.
Confirmaram-me que o vidro do Dakota era tão robusto como o do etrex...
Tivesse eu t€mpo e ia buscar um Oregon! :(

Um abraço e boas pedaladas.
 
Não, o GPS sobrepõe um mapa ao outro, podes ter mais que um activo e ele mostra informação dos dois.
Podes ter quantas tracks quiseres activas no mapa, mas apenas podes estar activamente a seguir 1. (as restantes aparecem à cor que tu quiseres no mapa).
Por exemplo, ando muito na Lagoa Azul em Sintra, já fiz muitas derivações de percursos, e tenho 4 ou 5 tracks da Lagoa Azul sempre activos no mapa (apesar de não estar a seguir nenhuma) e assim já sei por onde já passei e por onde ainda não...

Isso da lentidão, tudo depende do esforço de processamento que estás a impor ao aparelho.

Posso-te dizer que no Domingo, fui seguir um track de uma zona que não conhecia, mas como não comecei do inicio do track, o gajo esteve o tempo todo a mandar-me para o inicio do track (sempre a processar), e houve uma vez que o ecrã freezou durante 4 ou 5 segundos (poderá até ter feito mais vezes mas foi quando calhou olhar) e o mapa parecia que tinha chegado ao fim e o track também acabava assim de repente.
Por acaso ia a descer, tive que abrandar um pouco porque fiquei confuso, estava a ver que já tinha chegado ao fim do track (apesar de não fazer sentido acabar ali), mas de repente, apareceu o resto do mapa e do track.

Pá, tudo tem uma limitação, aquilo é um auxiliar, não é um gajo que vai sentado no guiador a dar-te indicações... =)

Subindo a parada ao Oregon, já estás a fugir aos meus (escassos) conhecimentos sobre os Garmin, aí não te posso ajudar.
 
quicO ja nos devemos ter cruzado na serra, garantidamente.
Dois mapas carregados em simultâneo? Isso não faz aparecer informação duplicada no GPS?

Para quem use mapas raster ou ortofotomapas, alguém já lhe aconteceu uma situação como a deste video seja no etrex como no Dakota 20? Vejam principalmente a partir dos 4 minutos...

Com o eTrex a levar este tempo para orientar um mapa, fico com muito menos vontade de "ir" para o eTrex que era a minha opção mais provável.

quic0 eu não quero uma "Marta" do Tomtom a dar indicações nos trilhos... só falta disparar um aviso de radar de velocidade! LOL Mas o mais curioso é que já passei por um site de uma loja espanhola em que afirmam que um dos mapas Topo que oferecem é (vou usar o termo espanhol) "routable", ou seja, o GPS traça-te a rota pelos trilhos e caminhos... :( Claro que não quero "turn-by-turn"


Pelo que tenho visto na net, parece-me que só se consegue ter o nivel de bateria na pagina de trip-computer no etrex? Confirmam? É que no Dakota na pagina principal, entre as duas setas existe o nivel de bateria e o nivel de sinal de GPS (parecem as barras de sinal de telemovel).

Sábado vou buscar o GPS e ainda ando meio a "navegar" entre o Dakota 20 e o Etrex 30. Diacho!

Um abraço a todos e boas pedaladas.
 
De certa forma faz, mas um mapa tem umas coisas que o outro não tem e vice-versa. Mas a informação duplicada fica praticamente sobreposta, não causa grande transtorno... ; )

Isso do mapa routable, tenho sérias dúvidas que isso funcione no mato. O GPS para fazer turn by turn precisa, entre outras coisas, do sentido das vias. Ora se não há sentidos no mato, como é que ele faz turn by turn?! A não ser que eles tenham perdido tempo a dar essa informação a todos os caminhos possíveis e imaginários de mato...

O nível de bateria podes meter em um dos campos customizáveis na tal página dos 8 campos. Isso de facto poderia ser uma coisa a melhorar.

Quanto ao que dizes "Com o eTrex a levar este tempo para orientar um mapa, fico com muito menos vontade de "ir" para o eTrex que era a minha opção mais provável.", amigo já o disse mas volto a dizer, o DK e o eTrex a nível de processador são iguais. Se replicares as circunstancias (config's, mapas visiveis, etc) do vídeo num DK vai acontecer a mesma coisa.

PS: Se achas que aquilo é lento, não compres nenhum GPS da Garmin... Não sei que velocidades esperas atingir no mato, mas a velocidade de orientação do mapa no vídeo é perfeitamente dentro do razoável para a prática do BTT (pelo menos no inicio do video, não o vi até ao fim). E com a agravante de que a filmagem parece ser "indoor"...
Se o quiseres usar num carro, aí dou-te toda a razão que a velocidade de orientação do mapa é deficiente para navegação automóvel...
 
Oi quic0, como já havia dito, não pretendo fazer turn-by-turn... muito menos no mato. :) Um gajo gasta meia duzia de segundos a olhar para o GPS em andamento e quando der por isso está a dar uma cambalhota ;) Eu tinha indicado o video a partir dos 4 minutos, porque cerca de 15/20 segundos para "rodar" um mapa raster é muito tempo, digo eu. De resto acho que o eTrex cumpre. Já sei que nas caminhadas não devemos levar o GPS no bolso, o mais aconselhado é ao ombro; mas li algum pessoal a queixar-se da falta de bloqueio do teclado no eTrex. Colocam o GPS no bolso e depois com o moviemento fazem-se muitos clicks no joystick. Já te aconteceu algo do género?

Um abraço e boas pedaladas.
 
Só uso o GPS para BTT, portanto nunca anda no bolso...
Mas o único botão que se pode eventualmente carregar sem querer, será o joystick, porque todos os outros tem que se fazer alguma força que dúvido que só pelo facto de andar no bolso se consiga carregar acidentalmente, mas tudo é possível...

Se vais comprar no sábado, pede para experimentar o DK e o eTrex e tomas a tua decisão... =)
 
Sim, vou no sábado à loja mais conhecida aqui da malta, em Odivelas. Já liguei para lá e foi mesmo isso que me aconselharam. É ver qual é o "sabor" que mais me agrada... Dakota ou Etrex. Ha um sujeito de um forum espanhol (o forum é da loja de GPS que ele tem) e ele diz que o chip (presumo que de navegação) é mais avançado que o Dakota. Acredito que seja mais recente por captar Glonass + Galieo. O processador se é o mesmo do Dakota, será o mesmo do Oregon, porque creio que estes dois últimos partilham o mesmo processador.
Domingo se te cruzares na serra por um gajo a brincar com o GPS já sabes que é... :)
 
pelo que li a nivel de precisão é mt semelhante em todos os gps ,isso de ter mais um satelite russo a trabalhar para a localização parace mais marketing do que outra coisa!!! tb estou bastante indeciso na compra mas a balança tá a pender para o dakota..o tamanho do ecra e ser toutch ajudam bastante....pois ao principio pensava que a precisão do etrex30 seria melhor e isso é um grande trunfo mas pelo teste realizado é igual aos outros...logo para mim o dakota 20 ganha.
 
Nos outros não sei, no eTrex ando sempre com precisão de 3m...
Mas o facto de ter o sistema russo não aumenta a precisão, mas sim a rapidez com que adquire posição.
 
o (velhinho) Edge205 já tem o chip SIRFStarIII e a precisão também andava sempre a volta disso. É curioso na review que o fox77 colocou (e já tinha lido) algures comentam diferenças de velocidade entre o Oregon e o etrex e noutros locais dizerem que o processador do Oregon do Dakota e do eTrex são os mesmos. Até há quem diga que o Dakota é mais rápido que o Oregon por ter que trabalhar com resoluções de ecran inferiores... :( Vale o que vale... Para mim o maior "defeito" do Dakota é já ter uns bons anos e se calhar um dia destes sai um novo. E como um GPS não é propriamente barato nem é uma coisa que se compre todos os dias, eu tenho que pensar e repensar a compra. É um galo um gajo hoje gastar uma pipa num GPS para daqui a um mes ou dois saír um modelo novo pelo mesmo preço. Mas por outro lado, é um GPS com alguma "idade" e ainda não li ninguém a queixar-se de problemas identicos ao Edge (desligar-se porque componentes ficaram soltos devido a vibrações da bicla).
Um abraço e boas pedaladas.
 
Boas, tenho um questao em relação ao etrex 30.
Ele danos o Frequencia Cardiaca e cadencia instantanea correcto? tambem é possivel vermos depois a maxima, a minima e a média?(isto para a FC e Cadencia).
Agradecia se me podessem esclarecer esta duvida.
Boas pedalasdas