"cornitos" no guiador: prós vs contras

Para retirar punhos sem dificuldade nenhuma (mas mesmo nenhuma) é utilizando um compressor! Manda-se ar pelo lado contrário do punho que se quer retirar tapando ao máximo o buraco que sobra à volta da ponta da pistola; do outro lado tapa-se o buraco com a palma da mão! Vão ver que com alguns punhos (os mais difíceis) eles até saem disparados! Para os punhos que têm o buraco tapado, se repararem têm um pequeno furo no centro...vai na volta é próprio para colocarem la a ponta do compressor! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
 
Não é para colocar um compressor, mas é para o ar sair quando os colocamos e empurramos para o meio do guiador. Mas por onde sai ar também entra. :)

A solução mais prática para pôr e tirar punhos em casa. Peguem num raio, torçam pela metade, a extremidade mais larga, de forma a ficarem com uma argola. A parte que fica direita do raio deverá ter sensivelmente o comprimento de um punho. Esta será a vossa ferramenta de retirar punhos.


Retirar punhos:

Enfiem o arame entre o punho e o guiador (pela parte de baixo do guiador, só para o caso de riscar, o que normalmente não acontece). Enfiem o arame o mais que puderem com cuidado para não forçarem e perfurarem o punho (se furar não há grande problema, porque depois de se retirar o arame, o furo não se nota. Agora disparem WD-40 em abundância para dentro do punho, junto ao arame. Rodem um pouco o arame à volta do punho, retirem-no e a seguir puxem o punho. Este sairá sem a menor dificuldade.

Colocar punhos:

Disparem WD-40 abundantemente e a toda a volta, para a zona do guiador onde o punho vai ficar. Disparem tmabém para o interior do punho. Coloquem o punho sem a menor dificuldade, na posição correcta. Limpem o excesso de WD-40 com um pano limpo e deixem a bicicleta quieta durante 6 horas. O WD-40 entretanto seca e o punho fica fixo ao guiador. Se tiverem pressa, façam estas operações com álcool, mas mesmo assim esperem pelo menos 1 ou 2h antes de pegarem na bike.

Consegui sempre melhor fixação com WD-40 do que com álcool, par além de ser mais fácil de aplicar, por isso acho-o preferível.

Repitam estas operações, sempre que os punhos começarem a soltar-se do guiador e a rodar (isto é frequente em punhos sem abraçadeira). Devem fazer esta operação com as mãos limpas, para que o WD-40 por acaso não dissolva a sujidade e esta se introduza dentro dos punhos. Se isto acontecer, estes nunca mais se fixam em condições.
 
Puxar (com X)?

É preciso fazer muita força e acaba por fazer calos ou feridas nas mãos. No caso dos meus punhos desafio-te a tentar. Apenas o verdadeiro herdeiro do trono de Camelot conseguirá retirar um dos meus punhos inteiro sem lubrificar o interior.

O método descrito por mim é o que é usado na maior parte das oficinas. É simples, rápido e não envolve custos extra, a não ser que não tenham um raio ou arame de espessura similar em casa.
 
Re: "cornitos" no guiador: prós vs contras

Isso dos preconceitos...enfim.
Eu uso porque tenho mesmo de usar, senão não usava, é uma questão de necessidade.
Tenho uma tendinite no pulso direito e se não mudar a posição das mãos, passados 30 km já tenho dores...
Neste alvalade-porto covo-alvalade, fiz cerca de 126 km, que não fazia se não os tivesse. A saúde agradece.
Ajudam nas subidas e ainda mais a rolar rápido; tenho bicicletas com guiadores rectos e elevados e uso em todas uns woodman de carbono, pequenos e leves.
Agora quem não veja motivo em usar...que não use.
Mas sei de quem gosta de usar e não usa porque emprenha de ouvido.
Não me venham é falar de estética, de guiadores elevados, etc.
Cada um decide e não se deixem ir em modas nem no que os outros dizem.
 
Eu optei por experimentar...honestamente não gosto muito de ver os barends na minha bike com o guiador elevado... mas como me aliviam tanto as dores nas mãos quero mais é que a estética se lixe... A estética é importante... mas a minha saúde é mais! 8)

Dores é nas pernas do cansaço, não nas mãos devido a pressão excessiva nos nervos...
 
Boas :wink:
Eu tambem sou adepto dos bar-ends, embora só os tenha na minha bike de xc e na minha SS, porque para longas distâncias, grandes subidas e técnicas tambem ajuda e muito.
Na minha FS já não uso pois nas subidas é pra ir nas calmas :wink:
Quanto aos inconvenientes, sobre os bar-ends, tambem já sofri na pele uma valente queda por ter ficado preso na vegeteção, porque por muito cuidado que se faça não é preciso que ela se mova na nossa direção, mas sim porque ela cresce e fecha o trilho, e naquelas descidas que tao bem conhcemos em pouco tempo pode fechar :wink:
 
Boas,
Particularmente trata-se de um acessório que não dispenso no guiador, sobretudo em subidas mais longas ou em planos onde se rola a boa velocidade.
Também admito que já mandei um tralho por ficarem presos em silvas ou ramos.
Mesmo assim acho um componente indispensável.
Cpts
 
Mesmo que tenha o contra das quedas, os prós sao bem superiores pois nas subidas, em andamento mais rapido e até mesmo para ir descansando os braços.

Eu desdo que equipei a minha bike á uns meses, com este acessório acho-o indespensavel.
 
Re: "cornitos" no guiador: prós vs contras

Eu sempre achei que o martelo era a ferramenta mais importante da oficina!!!!!! Agora mais a serio eu não utilizo dar-ends, acho que é principalmente uma questão de gosto e de estetica. :arrow: :arrow: :arrow: (mas talvez volte a utilizar)
 
Eu tenho que dar o braço a torcer, porque entretanto também me aconteceu ficar preso na vegetação entretanto.

No entanto, como espaço para passar era pequeno, já tinha tratado de reduzir a velocidade com antecedência. Daí o resultado não ter sido uma queda, mas um pequeno e momentâneo descontrole.

Como já uso bar-ends há mais de 10 anos, e só agora tive este pequeno precalço, continuo a achar que as vantagens são esmagadoramente superiores às desvantagens.
 
Depois de quase 2 anos viciado nos extensores decidi tirar e até agora não sinto falta.

Quando se tem abusa-se mas sem eles pedalamos na mesma :wink:
 
A minha antiga bicicleta tinha os ditos extensores mas após uma queda nunca mais os utilizei e como tal também não comprei uns novos para esta. A queda foi bastante estúpida mas fiquei todo cromado do alcatrão e fiz uma luxação no cotovelo. Um colega que ia ao meu lado desequilibrou-se e encaixou os extensores deles nos meus, eu caí ele ficou em pé a segurar a minha bike...

Mas a verdade é que também não lhes dava grande uso, era mais a estética que outra coisa. (Coisas de puto)