Como fazer a manutenção da Sr Suntour XCM e substituir caixas de direcção !

#1
Após procurar no fórum por um tópico que me explica-se como fazer a manutenção às Sr.Suntour XCM e apenas encontrar sobre outras suspensões(se calhar não procurei bem, cabe aos moderadores decidirem…), decidi meter mãos à obra e espero que ajude alguém!

Depois de um passeio mais agreste com muita lama e chuva, já sentindo o volante prender, a suspensão nem flectia, travões ausentes, pedaleiro mais preso do que nunca, mudanças metidas a martelo, resolvi fazer a manutenção dos 2000km. É verdade, desleixei-me um pouco, mas só assim verifico que o material, se não tiver uma boa manutenção, dura muito menos tempo.

Os métodos utilizados são os métodos do desenrasque, poderão não ser os mais profissionais, mas acreditem que já vi muita oficina a trabalhar bem pior e com as ferramentas adequadas à disposição.
Tempo aproximado da intervenção: 1h apenas suspensão, 1:30h com a caixa de direcção (depois de alguma prática).

Ferramentas/Material:
- Martelo
- Maço borracha ou martelo de nylon
- Chaves Allen 2,5 e 5
- Chave de bocas e caixa 10
- Chave de caixa 22
- Chave fendas
- Chave HomeMade(já vão perceber nas fotos)
- Massa para lubrificar
- Caixas integradas de rolamentos
- Luvas para quem não quer sujar a mão
- Desperdício de limpeza

1º Desmontar a suspensão, para trabalhar-mos melhor (se fosse apenas manutenção, dava para fazer tudo na bike, mas é mais complicado fazê-lo)
Retirar a capa de protecção do parafuso sextavado, afrouxar com a chave allen 5, afrouxar o avanço, retirar tudo o que está agarrado à suspensão(bloqueador de suspensão, roda, travões, conta voltinhas, etc)


2º Retirar o parafuso completamente da aranha, os parafusos do avanço não precisam sair completamente, desde que dê para retirar o avanço da suspensão. Retirar as anilhas até chegar-mos à caixa de direcção.


3º Estas fotos não ficaram capazes de mostrar a seguinte operação: Neste caso existe uma anilha de plástico que ajusta as caixas de direcção superiores, foi retirada com a ajuda de uma chave de fendas, com cuidado e ela sai sem a danificar. E ficam a caixa de direcção superior à vista.


4º Esta operação pode ser realizada antes da 2º. Na foto custa-se a perceber, mas foram retirados os 2 parafusos do bloqueador de suspensão com a chave allen 2,5. Retirar à vontade(Não vai saltar nada daí) com a suspensão desbloqueada.


5º Retirar a suspensão da bike, se as caixas de direcção tiverem neste estado, vai saltar esferas por todo o lado(neste caso porque não são de rolamentos). Aqui descobri o porque do volante encravar às vezes e porque não devo lavar a bike com máquina de pressão. Resultado: caixas mais do que danificadas, já com desgaste visível no tubo da suspensão.


6º Colocar a suspensão num suporte para melhor trabalhar, se possível utilizem algo para proteger a suspensão do torno. Não reparem na bancada


7º Afrouxar e retirar os parafusos no final da suspensão, um com uma chave de bocas 10 e o outro chave allen 5


8º Retirar a água de dentro da suspensão. Como podem ver o passeio foi bem agressivo, pois a quantidade de água que saiu deu para perceber o porque de não flectirem, cheguei a pensar que estava alguma coisa partida. Eu sei o que estão a pensar neste momento (grande desmazelado…)


9º Com o maço de borracha bater gentilmente na parte superior das lower-legs até saírem. Pode ser utlizado o martelo de nylon


10º Não há foto para este procedimentos, apenas para o resultado, entusiasmei-me e esqueci da foto. Retirar o amortecedor da suspensão com a chave de caixa 22. Colocar o amortecedor no torno e com a chave de bocas ou caixa10 retirar o porca que prende o amortecedor. Do lado direito da suspensão já não há mais nada que se posso desmontar, pois o amortecedor não dá para desmontar, alias de o tentarem abrir, kaput.


11º Limpar muito bem o amortecedor, e lubrificar todas as partes envolvente no movimento e parafusos com massa, a que utilizei foi esta:


12º Retirar a tampa do regulador de força da suspensão com uma chave de fendas, cuidado para não ficar riscada


13º Agora vem o método menos ortodoxo, como não dispunha de uma ferramenta que afrouxa-se o lado esquerdo da suspensão, o lado com a mola, que de certeza estava igualmente bem conservada em água. Tive de elaborar uma ferramenta HomeMade, a partir de um tubo galvanizado com cerca de 30mm de espessura, fui marcando na suspensão e cortando com uma rectificadora ou serra de cortar ferro até obter a ferramenta. Isto porque não encontrei a dita ferramenta




13º Depois de afrouxar a parte superior do lado esquerdo da suspensão com a ferramenta HomeMade, retirar a mola, como podem ver, estava mesmo lubrificada a água.


14º Passemos à limpeza de da mola e lubrificar, desmontar tudo o que houver para desmontar na mola, limpar muito bem e lubrificar com massa. Não poupem na massa, eu gastei aquela bisnaga quase toda. A lubrificação garante um melhor funcionamento e durabilidade


15º Limpar as lower legs, retirar as capas de protecção, cuidado com a patilha que as segura e com o oring que se encontra nelas, retirar com cuidado e limpar tudo muito bem. Ah e não esquecer, lubrificar tudo e montar tudo no sitio com os apertos adequados (vejam no site da sr.suntour), se tiverem chave dinamómetrica




16º Para retirar a caixa interior da forqueta, é utilizado mais um método caseiro, eu sei que há ferramentas para a operação, mas como não existe na minha mini-oficina, é mesmo a chave de fendas e o martelo, com cuidado e algumas pancadinhas, lá saiu


17º Com o mesmo método retirar as caixas do quadro. Aqui utilizei uma chave de estrela que esta por ali perto, acho que a de fendas foi dar uma volta


18º Depois de limpar tudo muito bem, vamos então colocar as caixas integradas com rolamentos no respectivo local. A anilha prateada vai para a forqueta e a anilha preta de alumínio de ajuste fica para colocar em cima.


19º Mais um método martelo. Com a ajuda de uma tábua direita alinhar a caixa e apenas com uma pancada tentar colocar as caixas no quadro de uma só vez, se houver muitas tentativas, poderão causar o alargamento do quadro e as próximas caixas ficarem largas


20º A tal anilha prateada no fundo da forqueta, foi colocada com o método martelo e uma tábua de madeira, há quem não coloque massa aqui, como precaução coloquei


21º Rolamento colocado com a face curva interior para dentro e a face curva exterior para cima e mais massa, para ver se a água não entra ali tão cedo


22º O mesmo tratamento nas caixas superiores e inferiores, massa com abundância


23º Colocar a suspensão no quadro e a tal anilha preta de alumínio de ajuste colocada em cima, para ajustar o rolamento ao tubo da suspensão


24º Colocar a parte superior da caixa de direcção, atenção que existe uma anilha (sem foto) muito fina, aproximadamente 0,5mm entre a anilha preta de ajuste e esta peça superior.


25º Colocar as anilhas e o avanço na suspensão, lubrificar o parafuso e a rosca da aranha


26’ Apertar bem. É normal a direcção ficar um pouco pesada, pois os componentes são novos e ainda estão a ajustar-se, se depois de uns kms ainda estiver pesada, afrouxar um pouco, pois também não queremos que as novas caixas durem menos que as anteriores. O segredo da sobrevivência das peças está em prestar atenção aos ajustes e folgas das peças e afinar, claro.


26º Último e porque já vai longo, colocar bastante massa no bloqueador de suspensão, para evitar que entre água


Espero que ajude com este post, é um pouco longo, mas quis documentar tudo, e mesmo assim houve bastantes partes que não houve foto.
 
#3
:bompost:

Numa altura em que os bons tópicos escassam, eis que surge um muito bom e que ilucida e ensina como fazer algo.


Parabens :wink:

O mesmo irá ficar inamovivel para melhor visualização.

Josant
 
#5
Bom post sim sr. Já está visto que percebes da manutenção dessa suspensão, visto que tambem tenho uma suspensão dessas, embora com menos Kms, já apresenta um pequeno problema. Quando travo a roda da frente e mexo a bike para a frente e para trás noto que existe uma pequena folga (e não, não é da caixa de direcção). Descobri o sitio da folga ao meter o dedo entre a bainha e o um dos braços da suspensão, ao fazer o movimento trás/frente sinto o meu dedo a apertar e afrouxar, ou seja, a bainha da suspensão move-se para trás e para a frente 8).
Achas que consigo eliminar esta folga facilmente apertando qq parafuso, ou vai ser preciso recorrer a metodos "profissionais" como o que explicas em cima?
 
#6
Boas

Tusmi said:
Um espectaculo mindo acho que a minha deve andar a necessitar de um mimo parecido onde compraste o material de substituição
Não comprei material de substituição nenhum, porque não achei que havia muito desgaste, comprei apenas a massa(no caso das suspensões). O material das suspensões sr. suntour pode e deve ser comprado directamente à sontour europa, eles atendem logo e enviam à cobrança (segundo outras experiencias com pessoal aqui do fórum). As caixas que substitui, como o quadro é Vag e eu não sabia as medidas exactas das caixas, contactei a Vag via telefone e eles enviaram-me logo no dia seguinte umas caixas integradas de rolamentos para instalar.


Josant said:
:bompost:
O mesmo irá ficar inamovivel para melhor visualização.
Josant
Muito obrigado Josant, tentei fazer o meu melhor, apesar de me faltar algumas fotos cruciais que não ficaram boas.


snowbike said:
E como ficou o funcionamento da suspensão depois desse tratamento todo?
A suspensão ficou a funcionar como nova, como não havia folgas, não achei que devia de substituir nada, apenas passaram a estar lubrificadas em massa, em vez de água como puderam ver...


pandrex said:
Quando travo a roda da frente e mexo a bike para a frente e para trás noto que existe uma pequena folga (e não, não é da caixa de direcção). Descobri o sitio da folga ao meter o dedo entre a bainha e o um dos braços da suspensão, ao fazer o movimento trás/frente sinto o meu dedo a apertar e afrouxar, ou seja, a bainha da suspensão move-se para trás e para a frente 8).
Achas que consigo eliminar esta folga facilmente apertando qq parafuso, ou vai ser preciso recorrer a metodos "profissionais" como o que explicas em cima?
Segundo a tua explicação, a folga pode estar em 2 locais, ou nas capas das LowerLegs(não sei o nome exacto das peças) ou nas bainhas, como dúvido que as bainhas tenham assim um desgaste tão grande, aponto para a substituição das capas e orings, como podes ver na foto. E aproveita para desmontar tudo e fazer uma revisão geral, vais ver que ficam muito melhores. Os fotos que mostram as capas das LowerLegs são as 3 do passo 15º
 
#7
snowbike said:
:bompost:

Excelente mesmo :yeah:

E como ficou o funcionamento da suspensão depois desse tratamento todo?
Coloco a mesma questão:

como ficou o desempenho da suspensão depois desta intervenção ??
 
#8
Mindo ,

Parabéns por este excelente post! :clap:

Surge-me no entanto uma pequena dúvida . O tipo de caixa que estás a trocar é uma semi-integrada , correcto ?

.:Lucky:.
 
#9
Boas
pintox said:
como ficou o desempenho da suspensão depois desta intervenção ??
Como já tinha dito anteriormente, ficaram a trabalhar como novas, já tinha saudades de sentir a sensibilidade da suspensão ao terreno.


LuckyCBR said:
Surge-me no entanto uma pequena dúvida . O tipo de caixa que estás a trocar é uma semi-integrada , correcto ?
.:Lucky:.
Também não percebi muito bem o tipo de caixa, ainda não pesquizei o suficiente para distinguir as caixas integradas das semi-integradas. Falei com um técnico da Vag, ele disse-me que o quadro leváva integradas, mas no entanto na factura aparece Semi-integrated GIX H114, portanto não sei te confirmar isso, mas vou pesquisar e digo-te.
 
#10
Boas novamente
LuckyCBR said:
Surge-me no entanto uma pequena dúvida . O tipo de caixa que estás a trocar é uma semi-integrada , correcto ?
.:Lucky:.
Conforme disse e após pesquisar no fórum (grande fonte de informação e espírito de entreajuda) o tópico http://www.forumbtt.net/index.php/topic,2018.0.html, mesmo já velhinho (2005) serve sempre para tirar dúvidas.

Segundo o ruca_zuca é:
"...
- externas (tipo aheadset normal) - rolamentos fora do quadro;
- internas (tb chamadas (mal) "semi-integradas") - rolamentos dentro do quadro (tipo Mondraker)
- integradas - rolamentos dentro do quadro e EM CONTACTO DIRECTO com o mesmo, ou seja quando os rolamentos se movem em consequência das forças aplicadas ao quadro, estes roçam directamente no quadro, em vez de serem ´amparados´ pela caixa de direcção.
..."

assim as caixas são semi-integradas, peço desculpa pelo erro que induzi.
 
#12
Há muita gente a chamar integradas a caixa semi-integradas.

Por exemplo, quando andei a procura de bike, em alguns sites em que vi a lista de componentes do modelo, vinha lá escrito integrada e só no catálogo da marca em papel é que vinha a informação correcta de que era caixa semi-integrada.

Como na altura não percebia nada disto não me fez qualquer diferença, só mais tarde é que vim a reparar neste pormenor... :wink:
 
#13
Caro mindo!!!

Tou maravilhado com a tua forma de trabalho...poupas-te alguns €€€€ com este serviço. Se fosses meu vizinho já te estava a pedir para fazeres o mesmo à minha...lol...

E eu que tenho lavado a minha MAKINA com rios de água...que asneira!!! :(...mas estamos sempre a aprender e eu sou novo nestas andanças!!

Um dia destes também vou fazer uma revisão à minha, mas se calhar não vai ser feita por mim porque não tenho material adequado para isso (nem capacidade de improviso como tu).

saudações betetistas!!!
 
#14
BikeBrother said:
...
E eu que tenho lavado a minha MAKINA com rios de água...que asneira!!! :(...mas estamos sempre a aprender e eu sou novo nestas andanças!!
Um dia destes também vou fazer uma revisão à minha, mas se calhar não vai ser feita por mim porque não tenho material adequado para isso (nem capacidade de improviso como tu).
...
Boas, pois o problema desta suspensão e muitas com o mesmo sistema, é que existem muitos locais por onde pode entrar água e nenhum por onde sair.
Junto às lowerlegs, enquanto que as suspensões hidraulicas têm retentores com uma mola (nas rock shox até se vê a mola do retentor), esta tem apenas as capas de protecção do pó e um o-ring em cada braço, para não falar do bloqueador e do ajuste de força da mola, pode não parecer, mas a água consegue entrar pelo buraquinho mais estreito possível, e se for projectada quer com mangueira, quer com máquina de pressão, pois de certeza que entrará na suspensão, e depois não sai. Podes colocar a bike virada ao contrário, que até sai alguma água, mas não sai toda. Aos poucos ficará lubrificada a água em vez de massa.

Quanto às ferramentas, apenas a ferramenta para sacar a mola do lado esquerdo é que foi inventada (provávelmente há à venda, eu também não a procurei muito), as restantes são ferramentas vulgares, o torno e a bancada são úteis, mas podes fazê-lo no chão ou na bike.

Se tiveres dúvidas, coloca aqui, estamos cá para ajudar...

Até breve...
 
#15
Já fiz uma pequena revisão á suspensão...mas não correu como desejava, nem fiz todo o procedimento como deve ser.

Não consegui retirar a tampa do regulador de força da suspenção, tentei com a chave de fendas como disses-te mas esta insistiu em não sair e acabei por desistir porque fiquei com receio de provocar algum dano em alguma coisa!!! Coisas de gajos inesperientes na coisa.

De qualquer forma acho que para já a situação não é preocupante porque a suspensão está a fazer um bom trabalho!!! A parte que retirei não tinha particamente àgua nenhuma...algo que me surpreendeu porque já levou uns bons banhos quer de jactos de água quer de lama...

Era para tirar ums fotos mas tava sempre com as mãos sujas e optei por não fazer isso...

Da próxima vou tentar ser mais profissional, seguindo melhor os teus conselhos...

Já agora a massa que utilizas-te foi recomendada ou foi uma mera escolha?

Cumprimentos!
 
#16
BikeBrother said:
...
Já agora a massa que utilizas-te foi recomendada ou foi uma mera escolha?
...
Boas,
A tampa do regulador de força sai com uma chave de fendas, se for com cuidado nem fica marcada. Depois dessa tampa, tens outra que aperta a mola, nessa foi com a tal chave HOMEMADE, é roscada tal como a outra do lado direito. A mola também convém ser limpa e lubrificada, assim ficas com a revisão incompleta. Ficas do lado direito a trabalhar bem e do lado esquerdo deficiente.

A massa era que estava à mão, nem procurei por produtos recomendados... Mas para a próxima vou utilizar uma que seja mais macia, achei esta massa um pouco rija para o trabalho.

Até breve...
 
#18
Tusmi said:
Boas Mindo um topico muito bom tendo eu uma unica duvida onde se pode comprar o material de desgaste desse tipo de suspensões ?
mindo said:
Boas
...O material das suspensões sr. suntour pode e deve ser comprado directamente à suntour europa, eles atendem logo e enviam à cobrança (segundo outras experiencias com pessoal aqui do fórum). ...
Espero ter esclarecido a tua dúvida :lol:
 
#19
Este tópico está muito bom, parabéns.

Eu precisava de fazer o mesmo à minha Manitou Slate. Acho que são semelhantes e eu até consegui um esquema (pdf) da suspensão, o que ajuda.

Entretanto, talvez os que já desmontaram suspensões me consigam esclarecer uma dúvida:

Do lado direito tem o bloqueio e do lado esquerdo um botão para regular a pressão. + dura para a direita (sentido dos ponteiros do relógio) e mais suave para a esquerda. Acontece que agora a suspensão está suave e apertei, apertei e apertei e não páro de apertar, e ela continua suave :oops:

Aparentemente, está alguma coisa solta. O esquema que tenho não mostra o detalhe do bloqueio ou do regulador. Alguém me sabe dizer se é possível que o regulador se tenha soltado??

Para verificar isto, ou reparar, bastará tirar os parafusos da base da suspensão ou é necessário desmontar tudo??