Ciclovias em território nacional ou a falta delas...

#1
À dias, na procura incessante de novos locais para a nossa prática, dei com este site:

http://www.ciclovia.com.pt/index.html

E vai daí, começo a explorar a coisa, quando me apercebo que a informação sobre aqui a minha zona se encontrava um pouco "adulterada". Por exemplo, quem tentar fazer a totalidade da ecopista que liga Évora a Mora, encontra aqui a informação de que apenas o troço referente a Mora está ainda em fase de construção. A realidade é no entanto um pouco diferente. Na realidade, apenas o troço de Évora está ciclável. A parte respeitante a Arraiolos está ainda em grande parte intransitável devido a cercas, valas e muros de pedra erguidos pelos proprietários das terras por onde ela passa, assim como mato que começa a invadir o espaço, e na parte de Mora praticamente ainda nem foram iniciados os trabalhos, nem se espera que o venham a ser para breve.
Sei ainda que estavam previstos outros projectos do género, como por exemplo uma outra Ecopista que faria a ligação Évora-Reguengos, mas que nunca passaram de pura propaganda política.
Por isso, pessoal pedia para fazerem aí pelas vossas zonas um levantamento do que está realmente activo, e do que apenas está no site, e para, ao mesmo tempo que prestavam valiosa informação a quem pretende utilizar esses percursos, estariam também a denunciar muita desta política do "promete que faz, e depois não faz", que tanto prolifera pelo nosso país e pelos nossos municípios...
 
#2
"Ciclovias em território nacional ou a falta delas... - ESCLARECIMENTO!"

Olá Barão Vermelho,

Muito obrigado pela referência ao site www.ciclovia.com.pt.
Eu sou o administrador do site Ciclovia que é um site que tem como objectivo divulgar as Ciclovias que existem por este país fora.
É apenas um site que pretende agregar num único espaço um acesso rápido a todas as Ciclovias existentes.
A idealização, concepção, criação e construção de cada Ciclovia é da inteira responsabilidade dos seus proprietários, regra geral, as Autarquias Locais.
A idealização, concepção, criação e construção do site www.ciclovia.com.pt é da minha inteira responsabilidade e não tenho qualquer benefício financeiro decorrente da existência de qualquer Ciclovia nem da sua divulgação.
Muitas Ciclovias não constam, ainda, do arquivo do site, mas tal deve-se ao simples facto de algumas Autarquias não disponibilizarem informação sobre as mesmas, como é o caso das Câmaras Municipas de Espinho, Peniche, Mora, Albufeira, Monção, Valença, Almada, Amadora, Beja, Funchal, Aveiro, Nazaré, Óbidos, Torre de Moncorvo, entre outras.
Com excepção da Ciclovia de Braga, todas as outras Vias Cicláveis apresentadas no site têm como fonte de informação a Autarquia, a Refer ou outra entidade responsável pelas mesmas.
Quanto ao Troço de Arraiolos da Ecopista de Mora, posso garantir-lhe que a Câmara Municipal de Arraiolos realizou um "Passeio pela Ecopista de Arraiolos" no passado dia 9 de Maio de 2009. Como facilmente compreenderá, não posso duvidar das informações prestadas pelas Autraquias Locais ou por outras entidades responsáveis.

Com os melhores cumprimentos,

Vítor Rodrigues
 
#3
Só mais um pequeno comentário...
Aceitando o desafio do Barão Vermelho "pedia para fazerem aí pelas vossas zonas um levantamento do que está realmente activo", faço minhas as palavras dele e desde já informo que toda e qualquer informação enviada para o site Ciclovia será tida em conta e o seu autor referenciado na página respectiva.

Vítor Rodrigues
 
#4
Muitas Ciclovias não constam, ainda, do arquivo do site, mas tal deve-se ao simples facto de algumas Autarquias não disponibilizarem informação sobre as mesmas, como é o caso das Câmaras Municipas de ... Albufeira
Contactaste esta câmara? Email? Ou viste só se tinham informação no site?
 
#5
Caro amigo Vítor, desde já deixe-me dar-lhe os parabéns pela exelente iniciativa. Nunca foi minha intenção colocar o seu trabalho em causa. Eu mesmo conheço pessoal ligado a Câmara com quem falo com alguma regularidade, e nem eles me sabem dizer ao certo em que ponto estão as coisas. O meu tópico pretendia mesmo era que a malta fosse aqui denunciando o que os municípios lhe disseram a si que que tinham feito, e que na realidade não fizeram, para que quem quer que fosse utilizar esses troços, não apanhasse surpresas desagradáveis como já me aconteceu a mim.
Continuação de bom trabalho...
 
#6
Olá Vitor,entra em contato com a câmara de Pombal,pois esta autarquia,tem feito um bom trabalho neste último ano com a conclusão da ciclovia para a Praia do Osso da Baleia e a ligação do Carriço à Praia do Pedrogão e por sua vês da Praia do Pedrogão à Praia da Vieira de Leiria,se bem que esta última penso que é da responsabilidade da autarquia da Marinha Grande.Para minha desilusão a autarquia a que pertenço (Figueira da Foz) é uma desgraça,nem aos 5km de ciclovia conseguem chegar,e ainda por cima nem são seguidos.
 
#7
Todas as Autarquias referênciadas aqui nesta discussão, entre outras, foram já contactadas pelo site Ciclovia, desde o ano de 2008, várias vezes por email e, pelo menos, uma vez por ofício enviado pelo correio (CTT). Algumas Autarquias nem se dignam responder aos emails, quanto mais aos ofícios. Por exemplo, a Câmara Municipal de Peniche tem várias Ciclovias no Concelho; no site da Câmara tem um link para o site Ciclovia, mas recusa-se a responder aos meus pedidos de informação.
Quanto ao Município de Albufeira foi contactado, por email em 01/09/2008, 01/10/2008, 28/10/2008 e 13/04/2010 e, por carta (CTT) em 13/04/2009. A estes emails, simplesmente, acusou a recepção de um email em 24/04/2009.
 
#8
Muito obrigado.
Concordo plenamente que denunciem as obras fantasma! Só peço que confrontem a entidade responsável pela Ciclovia.
Eu, enquanto site Ciclovia, tenho que divulgar a informação que me é disponibilizada oficialmente pela Câmara Municipal respectiva. Como é lógico, eu não consigo comprovar "in loco" tudo o que me é transmitido, pelo que devo publicar a informação tal qual ela me é fornecida.
 
#9
Olá salgado52,

Muito obrigado pela dica.
Por acaso, ainda recentemente tive acesso a tracks GPS sobre as Ciclovias do Pombal, pelo que brevemente devem constar no site.
Quanto à Autarquia Pombalense, no passado dia 23 de Novembro de 2009 fui contactado por um Técnico Superior da Câmara que me dizia que as Ciclovias estavam ainda em projecto. Vou contactá-los novamente.

Cumprimentos,

Vítor Rodrigues
 
#10
Ciclovia said:
Quanto ao Município de Albufeira foi contactado, por email em 01/09/2008, 01/10/2008, 28/10/2008 e 13/04/2010 e, por carta (CTT) em 13/04/2009. A estes emails, simplesmente, acusou a recepção de um email em 24/04/2009.
Obrigado.

Vou divulgar aqui pelo pessoal que mais uma vez a Câmara Municipal de Albufeira lá de cima do pedestal não quer saber de contactos com o comum dos mortais.
 
#13
Olá doc,

Tanto quanto sei, em Albufeira existem três Ciclovias, sendo todas parte integrante da Ecovia do Litoral.
São a Ciclovia da Balaia com 594 metros, a Ciclovia da Marina com 984 metros e, a Ciclovia da Avª dos Descobrimentos com 1800 metros. Acho que falta aqui essa tal da "linha azul" que já vi na net mas não sei onde fica.

Vítor Rodrigues
 
#14
O kmz que te enviei com essa ciclovia da Marina não é toda parte da Ecovia do Algarve. essa ciclovia da marina dá umas voltas na zona da marina que não pertencem à ecovia.
Pertencentes à ecovia são 780 metros, medidos agora no Google Earth, dos quais 300 metros são sempre inutilizáveis devido aos carros estacionados lá em cima.
 
#17
Em Sintra ... Nem ve-las !
Só uma, num concelho tão grande ! É a única que conheço em todo o concelho !
Um concelho, tão grande, com paisagens tão bonitas, considerado património mundial, penso que seria boa ideia a construção de algumas ciclovias ..
 
#19
Conheço o site ciclovia há bastantes anos e ainda fico admirado que muita gente não conheço. Para além do BTT gosto muito de efectuar férias de ciclo-turismo e este site é um bom começo par começar a planear trajectos. Existem apenas um reparo que gostaria de realçar. Existem muitas ciclovias que são na realidade a continuação umas das outras e no site como aparecem separadas não é fácil aperceber-nos disso.

Já com tantas ciclovias espalhadas pelo país seria bom o site ter a distribuição dos trajectos no mapa se necessidade de clicar sobre cada ícone. Assim poderíamos ter uma melhor noção do conjunto. Já fora do âmbito deste projecto seria útil termos um site com trajectos nacionais óptimos para ciclo-turismo mesmo que fora das ciclovias, mas englobando estas também. Os critérios seriam utilizar estradas secundárias asfaltadas ou em terra com boa qualidade (não para BTT) que i) tivessem pouco tráfego; ii) seguissem percursos de interesse histórico, patrimonial e/ou natural; iii) minimizassem os declives; iv) tivessem oferta de alojamento acessível ao longo do percurso. Duas rotas de norte-a-sul do país (uma litoral e outra interior) e talvez três de Oeste-Este (Norte (rio Douro?), Centro (ao longo do Tejo?) e Sul (já existe a Ecovia do Algarve)). Este poderia ser o começo de uma rede de rotas de ciclo-turismo nacional marcada à semelhança do que existe noutros países.