Canyon Spectral On 8.0 , Orbea Rise M10, Trek Rail 9.5 ou Orbea Wild FS M10 ?

#1
Boas malta sou novo aqui no forum mas estou a precisar de ajuda na escolha de uma bicicleta de BTT eléctrica. Faço BTT (XC) há 6 anos gosto bastante apesar de agora não haver tantos passeios e maratonas e gostaria muito de adquirir uma bike que me ajudasse a treinar diariamente tanto a nível de preparação física como a nível de evolução técnica e vejo na aquisição de uma elétrica a solução perfeita para que me possa sentir melhor quando pratico BTT(não-eléctrico) com os meus amigos mais leves.( Peso 88kg e meço 1.75m, acho que na escolha da bicicleta o peso e a altura tb serão importantes nomeadamente por causa da duração da bateria face ao peso global)
 
#2
Tens tambem a gama da KTM... e da Specialized, já que o teu orçamento é confortável.

Canhoto, e precisas mesmo de electrica, não é melhor treinar um pouco mais e perder uns 15kg ;) faz bem à carteira e também à saúde. Presumo que tenhas nascido em 1981, portanto. epá ainda é um moço jovem.
 

edununo

Well-Known Member
#3
Estive a ler um artigo sobre bikes electricas, nomeadamente a parte do exercicio fisico. Segundo alguns testes, a queima de calorias/hora é cerca de 75% da queima numa bike convencional. Como existe essa ajuda, o pessoal costuma fazer voltas maiores em kms e em tempo, pelo que o exercicio fisico acaba, em muitos casos, por ser semelhante.

Eu para já não me vejo a comprar uma electrica mas daqui a 10 anos, quem sabe?
 
#4
Tens tambem a gama da KTM... e da Specialized, já que o teu orçamento é confortável.

Canhoto, e precisas mesmo de electrica, não é melhor treinar um pouco mais e perder uns 15kg ;) faz bem à carteira e também à saúde. Presumo que tenhas nascido em 1981, portanto. epá ainda é um moço jovem.
Meu caro Pedro, sinceramente em relação à KTM acho-as todas horríveis, relativamente à specialized são caríssimas quando metemos na balança os mesmos materiais e componentes, ademais a Levo é um modelo com 6 anos está em fim de vida não creio que seja um bom negócio, já a Levo SL... epah aquilo não é uma e-bike é uma jogada de Marketing brilhante da specialized para vender mais uma bicicleta cara,
Contudo caro Pedro, relativamente 15 Kg é impossível para uma pessoa com a minha estrutura óssea, para teres uma noção quando vou aos 86kg já só tenho 11% de massa gorda. Portanto quando falamos de peso temos de ver que existem aqui inúmeras variáveis também em consideração. Não acho que e-bikes sejam para velhos nem para gordos, acho que uma e-bike é 300% mais divertida do que qualquer outra bike porque para além de fazer exercício a sério podes também chegar sítios onde não chegarás com uma bicicleta muscular a não ser que a leves às costas, e isto que te digo é uma certeza absoluta.
Ainda sobre preparação fisica, após falar com vários PT's foi-me dito que o intervalo de frequência cardíaca ideal para queimar e fazer preparação sem "estragar" é na ordem dos 145 a 160 bpm's portanto ir treinar com uma e-mtb faz-me todo o sentido porque para além de curtires muito mais e explorares muito mais ainda fazes muito melhor preparação física do que com uma bicicleta muscular.
 
#5
Estive a ler um artigo sobre bikes electricas, nomeadamente a parte do exercicio fisico. Segundo alguns testes, a queima de calorias/hora é cerca de 75% da queima numa bike convencional. Como existe essa ajuda, o pessoal costuma fazer voltas maiores em kms e em tempo, pelo que o exercicio fisico acaba, em muitos casos, por ser semelhante.

Eu para já não me vejo a comprar uma electrica mas daqui a 10 anos, quem sabe?
Eu tive duas E-bikes diferentes em dois fins de semana distintos para experimentar, e o meu comentário é precisamente esse mesmo. Consegui ir andar mais Km's e queimar o mesmo que queimaria em menos um terço dos Km's com a minha bike normal, por isso acho que para aqueles dias da semana em que uma pessoa vai andar sozinha e tem 2 horas para treinar é preferível fazer 50kms com 1300mts de alt. do que fazer 35km com 900mts de alt. Isto para não falar que com uma E-bike não terás tanto medo de te aventurares a explorar sítios que não conheces pois se tiveres de voltar atrás podes sempre utilizar a ajuda disponível.
De resto compreendo perfeitamente a tua perspectiva eu também não vou prescindir da minha Scalpel SI para andar com os amigos mas para andar sozinho prefiro e-bike sem duvida. Contudo continuo sem conseguir grande ajuda na escolha da bike... :(
 
#6
ão ser que a leves às costas, e isto que te digo é uma certeza absoluta.
Eu sei.. levo-a muitas vezes, até em sitios, que... seria impossivel se a bike for electrica ;) ( pular cercas, pular portões, escalar alguns dos trilho sque pro vezes é o unico caminho, escarpas... etc..)
São opções eu não condeno nada. Como é obvio cada um terá as suas razões. Se os TT, te dizem isso, na boa... Ate conseguir, é para usar um bike normal. Boas pedaladas e boas compras.
 
Last edited:
#7
Eu sei.. levo-a muitas vezes, até em sitios, que... seria impossivel se a bike for electrica ;) ( pular cercas, pular portões, escalar alguns dos trilho sque pro vezes é o unico caminho, escarpas... etc..)
Não concordo mas enfim... No dia que andares assim tipo um fim de semana numa e-bike a tua opinião vai mudar radicalmente. Eu também falava muito até experimentar. Agora vejo que a minha bike normal é excelente mas muito limitada no que toca aquilo que podes explorar a mais se tiveres uma elétrica.
 
#8
Depende por onde andas e o que faças com ela..As particularidades fisiológicas de cada um. E os objectivos pessoais. Não é uma questão de concordar ou não.
Eu ando em locais com alguns desafios orográficos... Com uma eléctrica estava lixado. Ainda mais, se for sozinho... Quem me ajuda com 20kg ou mais... Bem sei o que é, que tenho colegas de pedaladas com eléctricas...

Tb tenho 1.75m, mas 71kg. Segundo a balança, estou com 16 % de gordura corporal... Tenho de comer menos refogados
 
#9
Depende por onde andas e o que faças com ela..As particularidades fisiológicas de cada um. E os objectivos pessoais. Não é uma questão de concordar ou não.
Eu ando em locais com alguns desafios orográficos... Com uma eléctrica estava lixado. Ainda mais, se for sozinho... Quem me ajuda com 20kg ou mais... Bem sei o que é, que tenho colegas de pedaladas com eléctricas...
Compreendo, já eu aqui tenho mais é desafios GeoMorfológicos eu saio de casa de Bicicleta em qualquer direcção e ao fim de 35/40kms tenho sempre no minimo de 1000mts de altimetria. O mais normal aqui é fazeres 50kms e teres 1300 a 1600mts de altimetria, nunca tinha equacionado uma elétrica até vir morar para este sitio há um ano, e até achava do mais ridículo que existia aquela malta que ia fazer maratonas no Alentejo com e-bikes como o Alvalade-Porto Côvo ou a Maratona de Melides. (fazeres 60kms com 700 de Alt. de E-Bike ou 120kms com 1100mts de alt.)
Simplesmente não fazia sentido agora vejo as coisas de forma diferente, tudo depende de vários fatores um deles de facto é os sítios que frequentamos habitualmente quer do ponto de vista GeoMorfológico quer da composição do próprio terreno nos trilhos.

Tb tenho 1.75m, mas 71kg. Segundo a balança, estou com 16 % de gordura corporal... Tenho de comer menos refogados
Ainda em relação a isto, eu acho que tem a ver com a genética de cada um, na minha opinião não se pode é chegar aqui e simplesmente dizer para perder 15kg sem se saber de que tipo de genética é a pessoa com quem estamos a falar. Neste caso uma vez que tenho menos massa gorda do que tu e, por exclusão de partes, certamente mais massa muscular. Acrescento ainda que conheço gajos bem mais pesados do que eu com mais força, mais cadência e mais resistencia do que eu em cima de uma bicicleta. O peso para quem pratica BTT ou Ciclismo de forma amadora é uma falácia. Ah e tal a teoria de que os profissionais são todos secos... sim é verdade eles são muitos deles secos que nem um carapau muito porque passaram a adolescência em cima de uma bicicleta e o seu corpo formou-se desse modo fazendo-os melhores do ponto de vista aerodinâmico (até muitos ficam corcundas), não se pode é pedir a um adulto de 39 anos com uma genética e um corpo atlético que perca 10 kg de músculo e 5 de gordura para ver se este fica com melhor preparação física. Isso simplesmente não existe nem acontece. Se eu tivesse 35% de massa gorda podias falar assim mas este não é o caso.
 

Nande

Active Member
#10
Olá Canhoto
Não entendo nada de bikes eléctricas, mas entendo algo do mercado das bikes:
Como eventualmente saberás, Portugal é um dos principais players no fabrico de bicicletas, na zona que é agora chamada Águeda Valley. Muitos dos fabricantes nacionais estão a apostar muito fortemente no mercado das eléctricas, por ser o mercado com maior crescimento nos próximos anos.
Sugiro por isso que procures uma bike de fabrico nacional, pela simples razão de ser mais rápido e simples qualquer apoio que necessites no pós-venda... Algumas marcas internacionais muito conceituadas deixam-te pendurado no pós-venda... a título ilustrativo, estou à espera de uma roda MAVIC em garantia há 11 meses.


Nota: isto da estrutura óssea tem muito que se lhe diga! Tenho 1,68m, 64Kg e uma massa gorda de cerca de 18% :D
 
#11
Olá Canhoto
Não entendo nada de bikes eléctricas, mas entendo algo do mercado das bikes:
Como eventualmente saberás, Portugal é um dos principais players no fabrico de bicicletas, na zona que é agora chamada Águeda Valley. Muitos dos fabricantes nacionais estão a apostar muito fortemente no mercado das eléctricas, por ser o mercado com maior crescimento nos próximos anos.
Sugiro por isso que procures uma bike de fabrico nacional, pela simples razão de ser mais rápido e simples qualquer apoio que necessites no pós-venda... Algumas marcas internacionais muito conceituadas deixam-te pendurado no pós-venda... a título ilustrativo, estou à espera de uma roda MAVIC em garantia há 11 meses.


Nota: isto da estrutura óssea tem muito que se lhe diga! Tenho 1,68m, 64Kg e uma massa gorda de cerca de 18% :D
Obrigado pela resposta Nande, não é fácil achar uma marca portuguesa a fazer e-mtb's mas se conheceres alguma podes sugerir, estou aberto a sugestões. :)
Relativamente à parte do peso e da estrutura óssea concordo absolutamente contigo. Não se pode chegar aqui e dizer que um gajo é gordo e que devia perder 15 kg quando existem muitas outras variáveis em jogo e eu sei por experiência entre o meu grupo de amigos que o peso em nada quer dizer quando se trata de ciclismo amador. Eu tenho um amigo e colega com 89kg e 1.75mts com 25% de massa gorda e mesmo assim tem mais resistência, mais cadência e mais força em cima de uma bicicleta que eu.... e esta?!
 

Nande

Active Member
#13
Quanto às marcas... em Portugal fabricam-se quadros (e outro componentes) para muitas marcas internacionais também.
Como, no âmbito do meu negócio, tenho vários contratos de confidencialidade assinados com os fabricantes, admito que não sei distinguir correctamente o que são informações do domínio público e o que não são... espero que outros utilizadores do fórum ou mesmo os lojistas de possam esclarecer neste sentido.
 
#14
Não se pode chegar aqui e dizer que um gajo é gordo e que devia perder 15 kg quando existem muitas outras variáveis em jogo e eu sei por experiência entre o meu grupo de amigos que o peso em nada quer dizer quando se trata de ciclismo amador. Eu tenho um amigo e colega com 89kg e 1.75mts com 25% de massa gorda e mesmo assim tem mais resistência, mais cadência e mais força em cima de uma bicicleta que eu.... e esta?!
Lolo. Tens toda a razão.. mas isso não é o habitual/ regra!!! ;) Desculpa lá ter-te chamado"gordo"! ;)
 
#15
Lolo. Tens toda a razão.. mas isso não é o habitual/ regra!!! ;) Desculpa lá ter-te chamado"gordo"! ;)
Tranquilo Pedro, o objectivo da elétrica não é compensar o peso a mais para poder acompanhar com os outros mas sim treinar mais sozinho do ponto de vista técnico e fisico para poder ter melhor performance quando me junto com os meus colegas na minha Scalpel. Por isso acho que a Orbea Rise será aquilo que fica mais perto do que pretendo, uma bicicleta semelhante à minha de XC mas preparada para treinar em sítios de maior nível de dificuldade técnica podendo ao mesmo tempo beneficiar do seu baixo peso e não notar uma diferença tão grande quando passo da bike normal para a eléctrica no que diz respeito ao peso e agilidade das duas bikes.
 
#17
Acho que todos estranhamos a novidade de uma bike elétrica. Mas acaba por entranhar. Ao ver este video
, acabei por ver de outra forma o que é uma e-bike. Vai da necessidade de cada um
Sem dúvida eu depois de experimentar mais que uma por uns dias cheguei à conclusão que uma bike eléctrica tem várias funções pois não só pode ser um excelente complemento para a preparação física e para treinar durante a semana sozinho como nos leva a explorar sítios onde por exemplo uma bike de XC normal (que é o mais comum em Portugal) não nos consegue levar. Mas vou dar uma olhada pelo video. Obrigado Blackrider90 ;)
 
#18
A Rise pelo que já li e vi dela parece ser um canhãozinho e o mais perto que se pode ter duma versão sem-E . Acredito que não vai passar muito tempo sozinha no mercado :rolleyes: .

Eu quando vejo estes tópicos ( relacionados com E-Bikes ) não consigo evitar de pensar 6 ou mais anos no futuro. Será que ainda haverá peças suplentes ? Baterias , qual a vida útil ?
Corre-se o risco de ficar com um pisa papéis bem caro na garagem :(
 
#19
A Rise pelo que já li e vi dela parece ser um canhãozinho e o mais perto que se pode ter duma versão sem-E . Acredito que não vai passar muito tempo sozinha no mercado :rolleyes: .

Eu quando vejo estes tópicos ( relacionados com E-Bikes ) não consigo evitar de pensar 6 ou mais anos no futuro. Será que ainda haverá peças suplentes ? Baterias , qual a vida útil ?
Corre-se o risco de ficar com um pisa papéis bem caro na garagem :(
Porquê que não haveria de haver?
 

Daemon

Active Member
#20
As que mais me agradam são a Canyon e a Orbea Rise.
No entanto a Orbea Rise é como a Levo SL, bateria "pequena", requer que andes mais tempo em eco, mais esforço, o que até poderá ser bom para o treino que pareces querer fazer.
A Canyon já tem uma bateria mais "normal", o que te poderá levar mais longe.
Este fim de semana na volta que dei, 50km 1600D+, chegaram ao fim da volta já na reserva uma Cube (que julgo com bateria 625) e uma Rocky Mountain (que julgo com bateria 675). Nas elétricas, pelo que vejo, é preciso saber gerir muito bem a bateria (para voltas como a que falei).