BTT usada ou nova até 600€...750€... comprada por 1300€ xD

#1
Olá a todos

Sou novo nestas andanças e estou atualmente a procurar uma bicicleta BTT para dar uma volta com amigos e fazer acima de tudo voltas em serra/natureza, com algum asfalto mas espero que pouco.
Tenho 1.75m e altura de perna até ao assento de 0.78m.

Não me importo de comprar algo mais antigo, se for bom e estiver em condições. Já tive alguma opiniões mas queria mais algumas aqui dos "especialistas".

Tenho várias em vista, sendo uma delas que devo ir ver hoje, uma Bianchi caal 8400 XC FS ALU, salvo erro de 2010. Pelo que vi e me foi dito está toda original e nem 100km fez, vale o que vale mas é de um senhor que comprou agora uma elétrica.
Vou ver hoje e parece-me por todas as fotos que pedi e vi em muito bom estado, mas estou a contar que seja necessário gastar 100€ ou assim numa revisão decente às suspensões.
Sei que nova rondava ou 2200€ e consigo-a na ordem dos 350€. Acham que faz sentido?

É roda 26 e sei que o normal agora é 29 mas acho que para mim não é realmente um ponto crítico.

É igual a estas mas de outra cor:
https://www.cycleurope.co.jp/2005/C84.htm
https://www.adessopedala.com/show_modello.lasso?codice_modello=20031221134444

Penso que os detalhes mais certos não são 100% estes:
1617020907639.png

Mas sim estes:
CAÀL 8400
Frame: XC FULL SUSP ALUMINIUM DB MIS: 43-48-53
Rear Shock: SID XC REGOLABILE
Fork: AXEL ELITE 80MM NERO
Stem: BIANCHI COMPONENTI 4-VITI
Handlebar: BIANCHI COMPONENTI
Brakes: SHIMANO DEORE HYDRAULIC DISC
Brake Levers: SHIMANO DEORE DISC
Crankset: SHIMANO FC-M400-L 44/32/22
Rear Derailleur: SHIMANO LX
Front Derailleur: SHIMANO DEORE
Shifters: SHIMANO DEORE
Sprocket: SHIMANO DEORE 11/32
Wheel: MAVIC 117 ou XM117 ou M117 pas trés clair
Rear Hub: SHIMANO DEORE DISC 32F NERO
Front Hub: SHIMANO DEORE DISC 32F NERO
Rims: MAVIC XM 117 DISC 32F NERO
Tire: MICHELIN X-COMP 26"X1.95
Seatpost: BIANCHI SP-16 ALU
Saddle: FI'ZI:K NISENE
Pedals: VP-M31

Porque as rodas são as MAVIC e os pneus são os Michelin. Saíram segundo vi com marcas diferentes consoante a região.
Os pneus são os originais, portanto ou comprou iguais ou efetivamente a bike não fez mesmo 100km.

Pelo que vi nas fotos é material Shimano Deore, mudanças e travões hidráulicos. Suspensão é Manitou Axel de 80mm à frente e Rock Shox SID XC regulável atrás.
O que acham por 380€? Tenho alguma coisa muito melhor até 650€ que justifique a diferença? ou vou apenas ganhar roda 29 e ficar com equipamento mais fraco, ou manter roda 26 e ficar com bike mais recente?
Achariam preferível uma:
BERG Trailrock 5.5X por 450€?
Merida big nine 2016 por 650€?
Merida MAtts 100 TFS por 450€?

Agradeço desde já toda a ajudar que puderem dar.

Obrigado
 

dashskullsasq

Well-Known Member
#2
Minha opinião: Por esses valores, e se 29 não é uma exigência (que concordo contigo nesse ponto, prefiro material bom e + antigo ao invés de novo mas mais fraco), ia para essa 26 que por esse preço, parece-me bem! E com a diferença de preço para os 650, fazia umas boas revisões a suspensão + travões e ficavas com uma boa bike para iniciar. Além que o mercado está péssimo para comprar novo.

Digo iniciar, porque provavelmente daqui a uns anos pode dar te curiosidade em experimentar as rodas 29, que tem um andamento melhor (digo isto mas ando com 27,5, porque é a que mais gostei e a que havia para o meu tamanho quando comprei a bike).

Claro que podes comprar já uma 29, mas por esse preço, vai ser igualmente para iniciar, porque.. vais ter a 29, mas material fraco! E isso sente-se..

Quanto as outras opções que postaste, não da para opinar. Isso são rigidas, antigas também, e parece-me mais viradas para trail, é algo diferente do que uma FS como postaste. Depende do material, do estado....

Se o uso que disseste for o que imagino, e caso previligies o conforto/controlo, uma FS é bem melhor! Claro está, tens mais peso e mais uma suspensão para manter, nada é perfeito.

Claro está, tudo isto que disse depende de como essa bianchi estiver! Mesmo com 100km podem ser 100 km feitos aos trambolhões, ou 100 km em estrada. E são 11 anos guardada, em que condições? Numa garagem fechada, com pouca humidade, ou à chuva e ao sol?
 

Pedro Barradas

Well-Known Member
#3
Isso é um aBIANCHI de 2004-2008!? Full suspension... toma atenção.

Se calhar está toda assassinada ( suspesão, pivost, amortecedor... Não te metas nisso. Material velho, desactualizado, e concerteza com problemas de fiabilidade e manutenção, sem peças de reposição. 100€!?

Passa pela discussão das bikes de 500€ e ve o que haja em stock. comprar roda 29''
é a minha opinião.
Boa sorte.
 

DriveMe

Well-Known Member
#4
Concordo com as duas opiniões anteriores, o que pode ser contraditório. :)

Não sei até que ponto a Axel Comp vai ser melhor (depois de revisionada) do que as XCR 32 que já consegues encontrar nesses valores.
O SID é topo de gama, tenho mais fé nele. Contudo, peças para revisão (agora ou mais tarde; e provavelmente só vais saber se precisas depois de abrir) pode ser um problema, e podes acabar com dois pisa papéis à maneira.

De resto, o Deore depois de afinado e os travões revistos devem ficar bem. Não encontrei qualquer review a esse modelo.
Experimenta a bicicleta, não perdes nada.
 
#5
Minha opinião: Por esses valores, e se 29 não é uma exigência (que concordo contigo nesse ponto, prefiro material bom e + antigo ao invés de novo mas mais fraco), ia para essa 26 que por esse preço, parece-me bem! E com a diferença de preço para os 650, fazia umas boas revisões a suspensão + travões e ficavas com uma boa bike para iniciar. Além que o mercado está péssimo para comprar novo.

Digo iniciar, porque provavelmente daqui a uns anos pode dar te curiosidade em experimentar as rodas 29, que tem um andamento melhor (digo isto mas ando com 27,5, porque é a que mais gostei e a que havia para o meu tamanho quando comprei a bike).

Claro que podes comprar já uma 29, mas por esse preço, vai ser igualmente para iniciar, porque.. vais ter a 29, mas material fraco! E isso sente-se..

Quanto as outras opções que postaste, não da para opinar. Isso são rigidas, antigas também, e parece-me mais viradas para trail, é algo diferente do que uma FS como postaste. Depende do material, do estado....

Se o uso que disseste for o que imagino, e caso previligies o conforto/controlo, uma FS é bem melhor! Claro está, tens mais peso e mais uma suspensão para manter, nada é perfeito.

Claro está, tudo isto que disse depende de como essa bianchi estiver! Mesmo com 100km podem ser 100 km feitos aos trambolhões, ou 100 km em estrada. E são 11 anos guardada, em que condições? Numa garagem fechada, com pouca humidade, ou à chuva e ao sol?
Acho que me entendeste perfeitamente, não pelo facto de ires ao encontro daquilo que estou a idealizar na minha mente, mas pelos teus argumentos.
Tenho receio também de daqui a umas semanas ter a bike pendurada no suporte como aconteceu com a última que foi 200€... e correr o risco de ficar com 650-1200€ num suporte faz-me espécie à cabeça. Acredito que agora seja diferente, pois vou ter um grupo de malta para andar e isso puxa para aumentar o vício.

Sei que é uma bike antiga mas se estiver como estou a prever, prefiro gastar 150€ numa revisão em cima do valor e ficar com material mais antigo mas bom (segundo percebi).
 
#6
Isso é um aBIANCHI de 2004-2008!? Full suspension... toma atenção.

Se calhar está toda assassinada ( suspesão, pivost, amortecedor... Não te metas nisso. Material velho, desactualizado, e concerteza com problemas de fiabilidade e manutenção, sem peças de reposição. 100€!?

Passa pela discussão das bikes de 500€ e ve o que haja em stock. comprar roda 29''
é a minha opinião.
Boa sorte.
Obrigado pelo feedback! A bike é de 2010 segundo sei, pois a disposição do amortecedor traseiro variava.
São 11 anos, sim, mas se esteve sempre guardada em garagem e se fez efetivamente 100km, penso que uma revisão de 100-150€ no máximo poderia colocar tudo em condições. Os pneus ainda são os originais, não tem ferrugens pelo que vi das fotos, nem desgaste nos dentes dos carretos, ou calo nos discos. Agradeço imenso o teu aviso uma vez mais, mas vou ver pelo sim pelo não pois acho que poderá ter tudo para ser um bom negócio. Vou com olhos de gente porque não acredito no "pai natal" e não tenho qualquer pressa ou pressão, portanto não perco nada.
 

DriveMe

Well-Known Member
#7
Tenho ideia que a Axel é entrada de gama. Dentro disso, havia vários modelos.
Do que me lembre, a gama da Manitou teria (não necessariamente nesta ordem): Axel, Skareb, Minute.. dps havia a Sherman e Nixon, e a dupla coroa Dorado.
 
#8
Concordo com as duas opiniões anteriores, o que pode ser contraditório. :)

Não sei até que ponto a Axel Comp vai ser melhor (depois de revisionada) do que as XCR 32 que já consegues encontrar nesses valores.
O SID é topo de gama, tenho mais fé nele. Contudo, peças para revisão (agora ou mais tarde; e provavelmente só vais saber se precisas depois de abrir) pode ser um problema, e podes acabar com dois pisa papéis à maneira.

De resto, o Deore depois de afinado e os travões revistos devem ficar bem. Não encontrei qualquer review a esse modelo.
Experimenta a bicicleta, não perdes nada.
Estás como eu a concordar e perceber a mensagem de ambos xD
A suspensão frontal já li bom e já li mau, portanto vou à procura de babas, marcas nas bainhas, retentores ressequidos,etc.
Achas que não arranjo peças para revisionar o SID? ou a Axel Comp é isso?

Reviews é que está pior mesmo... e isso mete-me medo, mas sendo algo antiga tenho de dar o "desconto".
 
#9
Tenho ideia que a Axel é entrada de gama. Dentro disso, havia vários modelos.
Do que me lembre, a gama da Manitou teria (não necessariamente nesta ordem): Axel, Skareb, Minute.. dps havia a Sherman e Nixon, e a dupla coroa Dorado.
a que vem salvo erro é esta:
Manitou Axel Elite 80mm

pelo menos peças ainda se arranja para a Manitou (já não e mau xD)
vedantes

Vou falar daqui a pouco com um amigo que faz manutenção a bicicletas, deixa ver o que me diz.

Obrigado!
 
#10
Em resumo o que me disseram foi que para comprar roda 26, tem de ser um bom preço caso contrário não faz sentido. Ainda não consegui ir ver a Bianchi pelo confinamento, mas logo que possa irei ver essa e uma merida big nine roda 29 por 550eur, que me parece mais acertado mas serei o terceiro dono...
 
#11
Ainda não comprei nada e não está fácil.
A bianchi não tranca a suspensão traseira e era roda 26.
Já me decidi que no mínimo roda 27.5, desviadores deore no mínimo, travões deore se possivel e suspensão frontal, se possível com tranca no volante.
Tenho algumas em vista, vamos ver o que dá. Acho que 600 euros max para roda 27.5 e 750 euros para roda 29 já deve dar para algo usado.
 
#14
Minha opinião: Por esses valores, e se 29 não é uma exigência (que concordo contigo nesse ponto, prefiro material bom e + antigo ao invés de novo mas mais fraco), ia para essa 26 que por esse preço, parece-me bem! E com a diferença de preço para os 650, fazia umas boas revisões a suspensão + travões e ficavas com uma boa bike para iniciar. Além que o mercado está péssimo para comprar novo.

Digo iniciar, porque provavelmente daqui a uns anos pode dar te curiosidade em experimentar as rodas 29, que tem um andamento melhor (digo isto mas ando com 27,5, porque é a que mais gostei e a que havia para o meu tamanho quando comprei a bike).

Claro que podes comprar já uma 29, mas por esse preço, vai ser igualmente para iniciar, porque.. vais ter a 29, mas material fraco! E isso sente-se..

Quanto as outras opções que postaste, não da para opinar. Isso são rigidas, antigas também, e parece-me mais viradas para trail, é algo diferente do que uma FS como postaste. Depende do material, do estado....

Se o uso que disseste for o que imagino, e caso previligies o conforto/controlo, uma FS é bem melhor! Claro está, tens mais peso e mais uma suspensão para manter, nada é perfeito.

Claro está, tudo isto que disse depende de como essa bianchi estiver! Mesmo com 100km podem ser 100 km feitos aos trambolhões, ou 100 km em estrada. E são 11 anos guardada, em que condições? Numa garagem fechada, com pouca humidade, ou à chuva e ao sol?
Sinceramente não concordo com muito do que está aqui escrito nomeadamente:

" prefiro material bom e + antigo ao invés de novo mas mais fraco" isto depende muito da "esfrega" que o meterial levou, podes ter um xtr com 8 anos e preferires a um deore novo mas eu não, sei lá que tratamento já levou, que manutenção levou além de que material deore agora além de ser novinho tem muitas das coisas que só existiam no XTR à um tempo atrás.

"Além que o mercado está péssimo para comprar novo." diria antes que o mercado está péssimo é para comprar usado, é toda a gente a vender material completamente estragado, sem manutenção nenhuma porque anda tudo a querer comprar qualquer coisa sem ter o minimo de conhecimento do que está a comprar, apenas quer dar umas voltas tem x para gastar e compra as velharias que existem por aí.

O material novo é o que é, é preciso é encontrar em stock, mas o material é o mesmo.

Abaixo dos 650€ não há milagres, quem apenas tem isto para gastar e goste e queira continuar e evoluir daqui a um tempo está a gastar mais, seja 27.5 seja 29 não interessa, quem lhe ganha o gosto vais comprar outra por muito mais que 600€, quem não gosta não é por ser 27.5 ou 29 que faz diferença

A minha opinião é esta: quem não tem conhecimentos e experiencia em bikes mais vale comprar novo do que comprar uns chaços que não sabe ver se tem qualidade ou não, se foi feita manutenção, que material tem que trocar já, etc e também se sequer precisa de material de topo para evoluir, na minha opinião não


Mesmo que seja material mais "fraco" por estes valores e sem experiência: Novo, mas com a consciência que por 600€ não compra um maquinão, mas isto novo ou usado, o novo ao menos sabe que não existem surpresas, tem garantia, muitas vezes até a primeira manutenção tem
 
#15
Sinceramente não concordo com muito do que está aqui escrito nomeadamente:

" prefiro material bom e + antigo ao invés de novo mas mais fraco" isto depende muito da "esfrega" que o meterial levou, podes ter um xtr com 8 anos e preferires a um deore novo mas eu não, sei lá que tratamento já levou, que manutenção levou além de que material deore agora além de ser novinho tem muitas das coisas que só existiam no XTR à um tempo atrás.

"Além que o mercado está péssimo para comprar novo." diria antes que o mercado está péssimo é para comprar usado, é toda a gente a vender material completamente estragado, sem manutenção nenhuma porque anda tudo a querer comprar qualquer coisa sem ter o minimo de conhecimento do que está a comprar, apenas quer dar umas voltas tem x para gastar e compra as velharias que existem por aí.

O material novo é o que é, é preciso é encontrar em stock, mas o material é o mesmo.

Abaixo dos 650€ não há milagres, quem apenas tem isto para gastar e goste e queira continuar e evoluir daqui a um tempo está a gastar mais, seja 27.5 seja 29 não interessa, quem lhe ganha o gosto vais comprar outra por muito mais que 600€, quem não gosta não é por ser 27.5 ou 29 que faz diferença

A minha opinião é esta: quem não tem conhecimentos e experiencia em bikes mais vale comprar novo do que comprar uns chaços que não sabe ver se tem qualidade ou não, se foi feita manutenção, que material tem que trocar já, etc e também se sequer precisa de material de topo para evoluir, na minha opinião não


Mesmo que seja material mais "fraco" por estes valores e sem experiência: Novo, mas com a consciência que por 600€ não compra um maquinão, mas isto novo ou usado, o novo ao menos sabe que não existem surpresas, tem garantia, muitas vezes até a primeira manutenção tem
Primeiro que tudo, obrigado pela tua opinião.

Embora não perceba muito do tema, já tive bicicleta de btt antes, uma Team qualquer com uma Rockshox Judy e shimano acera.
Vendi porque andava pouco ou sem companhia e não era nada de especial a bicicleta para ser honesto.

Tenho 2 amigos que dominam bem o tema, e são eles que estão a dar umas dicas importantes, assim como este pessoal aqui do forum.

Respeito a tua opinião, mas sem dúvida que prefiro e concordo mais com "usado e melhor", sabendo bem os riscos que isso acarreta. Muita gente tal como eu, compra material e depois vende por não utilizar. Comprei muita coisa usada e nunca fui enganado, pois tento fazer bem o meu trabalho de casa e ouvir as recomendações que me vão dando. Espero não ser a primeira vez.

O problema é que não existe stock em lado nenhum para comprar novo, caso contrário teria várias opções, sendo as Coluer as que mais me agradam. Isto faria também a malta das usadas não se esticar no que pede.

Ainda ontem depois de ter negócio feito, acabei por deixar passar uma Coluer pragma 290 de 2016 com material bom, mas que me pareceu estae farta de bater. 600eur.
Suspensão Rock shox solo air, rodas mavic com pneus maxxis, deore xt... mas algo não batia certo com a história embora pelas fotos parece impecável. Uma coluer que saii com uma suspensão especial blablabla, no entanto nos catálogos não existe, deixa-me logo a pensar que me estão a "dar baile".

Provavelmente vou comprar uma MMR de 2015 ou 2016 com roda 27.5 por 600euros que tem tudo o que eu procuro, exceto roda 29, mas não espero milagres nesta altura.
Por roda 27.5 independentemente do material que tenha, não darei mais.
 
#16
Primeiro que tudo, obrigado pela tua opinião.

Embora não perceba muito do tema, já tive bicicleta de btt antes, uma Team qualquer com uma Rockshox Judy e shimano acera.
Vendi porque andava pouco ou sem companhia e não era nada de especial a bicicleta para ser honesto.

Tenho 2 amigos que dominam bem o tema, e são eles que estão a dar umas dicas importantes, assim como este pessoal aqui do forum.

Respeito a tua opinião, mas sem dúvida que prefiro e concordo mais com "usado e melhor", sabendo bem os riscos que isso acarreta. Muita gente tal como eu, compra material e depois vende por não utilizar. Comprei muita coisa usada e nunca fui enganado, pois tento fazer bem o meu trabalho de casa e ouvir as recomendações que me vão dando. Espero não ser a primeira vez.

O problema é que não existe stock em lado nenhum para comprar novo, caso contrário teria várias opções, sendo as Coluer as que mais me agradam. Isto faria também a malta das usadas não se esticar no que pede.

Ainda ontem depois de ter negócio feito, acabei por deixar passar uma Coluer pragma 290 de 2016 com material bom, mas que me pareceu estae farta de bater. 600eur.
Suspensão Rock shox solo air, rodas mavic com pneus maxxis, deore xt... mas algo não batia certo com a história embora pelas fotos parece impecável. Uma coluer que saii com uma suspensão especial blablabla, no entanto nos catálogos não existe, deixa-me logo a pensar que me estão a "dar baile".

Provavelmente vou comprar uma MMR de 2015 ou 2016 com roda 27.5 por 600euros que tem tudo o que eu procuro, exceto roda 29, mas não espero milagres nesta altura.
Por roda 27.5 independentemente do material que tenha, não darei mais.
Apenas uma pergunta (sincera não tem nada a ver com provocação) se não percebes muito do tema como é que sabes que o que estás a comprar é " usado ou melhor"? Recomendações de quem vai ver o material pessoalmente? Experimentar?

Mas claro, o dinheiro é teu, fazes o que bem entender com ele e o que achares melhor e se corresponder às tuas expectactivas melhor.
 
#17
Apenas uma pergunta (sincera não tem nada a ver com provocação) se não percebes muito do tema como é que sabes que o que estás a comprar é " usado ou melhor"? Recomendações de quem vai ver o material pessoalmente? Experimentar?

Mas claro, o dinheiro é teu, fazes o que bem entender com ele e o que achares melhor e se corresponder às tuas expectactivas melhor.
É uma pergunta absolutamente legítima da tua parte.

A ideia será ir ver com um dos meu amigos que domina o tema, dependerá da disponibilidade de cada um. Caso não possa utilizarei o meu bom senso e muita leitura, como faço sempre ao comprar algo usado.

Se for sozinho isto é o que vou fazer:
Procurar fissuras no quadro em zonas de maior tensão como na base dos pedais, e eventuais empenos noutros locais.
Desgaste dos discos para perceber se têm calo e se têm riscos anormais ou fissuras.
Testar os travões para perceber se a travagem é progressiva ou estanque e se roda não fica presa por exemplo devido às bombas não recolherem totalmente por alguma razão.
Carretos ligeiramente dobrados ou a ficar "afiados", sei que precisa de levar transmissão nova.
Tentar perceber se ao andar o desviador da frente e traseiro fazem barulho ao andar e ao trocar de mudança.
Verificar se as bainhas da suspensão estão a verter óleo, se têm riscos, se o curso está funcional e uniforme e se torna à posição original. Se estiverem 100% limpas é suspeito.
Ver se as rodas rolam normalmente, se têm algum empeno visível na jante ou raios.
Procurar por pontos de ferrugem, autocolantes não originais que possam esconder algo importante.

Não sei muito, mas o que sei aplicarei.
 

DriveMe

Well-Known Member
#18
Abaixo dos 650€ não há milagres, quem apenas tem isto para gastar e goste e queira continuar e evoluir daqui a um tempo está a gastar mais, seja 27.5 seja 29 não interessa, quem lhe ganha o gosto vais comprar outra por muito mais que 600€, quem não gosta não é por ser 27.5 ou 29 que faz diferença
...
Mesmo que seja material mais "fraco" por estes valores e sem experiência: Novo, mas com a consciência que por 600€ não compra um maquinão, mas isto novo ou usado, o novo ao menos sabe que não existem surpresas, tem garantia, muitas vezes até a primeira manutenção tem
Eu acho que encontras bicicletas (novas, na loja) bem capazes, nesses valores. A correr o risco de me tornar repetitivo, a Ascent e a Pragma 296 são bons exemplos disso. Talvez não para os standards da malta que anda nisto há mais tempo, mas para quem vai (re)começar. Não digo que é a escolha certa. Há alternativas, uns oferecem mais outras menos, uns custam mais outras menos, e o gosto pessoal tb tem de entrar na escolha. Este assunto está bem discutido aqui no forum.

Mas concordo com o que dizes. Comprar usado é necessário saber nas dores de cabeça que te podes vir a met€r.
Por outro lado, comprar novo e "barato" ( e quando digo barato não estou a dizer que é pouco dinheiro, mas refiro-me à gama do material que acompanha estas bicicletas ) é também necessário perceber que o material que estás a comprar tb é limitado.
 

DriveMe

Well-Known Member
#20
Procurar fissuras no quadro em zonas de maior tensão como na base dos pedais, e eventuais empenos noutros locais.
Desgaste dos discos para perceber se têm calo e se têm riscos anormais ou fissuras.
Testar os travões para perceber se a travagem é progressiva ou estanque e se roda não fica presa por exemplo devido às bombas não recolherem totalmente por alguma razão.
Carretos ligeiramente dobrados ou a ficar "afiados", sei que precisa de levar transmissão nova.
Tentar perceber se ao andar o desviador da frente e traseiro fazem barulho ao andar e ao trocar de mudança.
Verificar se as bainhas da suspensão estão a verter óleo, se têm riscos, se o curso está funcional e uniforme e se torna à posição original. Se estiverem 100% limpas é suspeito.
Ver se as rodas rolam normalmente, se têm algum empeno visível na jante ou raios.
Procurar por pontos de ferrugem, autocolantes não originais que possam esconder algo importante.
A meu, muito bem pensado SE for um bicicleta com poucas semanas ou meses fora da loja, e supostamente "com menos de 100km".

Se for uma bicicleta com mais anos a coisa pode ser diferente:
1. Quadro.. fissuras.. importante. Check. O quadro tem peças proprietárias para passagem de cabos ou semelhantes? Tudo la em condições? Boa.
É a base da compra. Se a ideia é pagar e sair com ela a pedalar, Check. Se for para dadora de peças, a historia é outra.

2. Baínhas das suspensões, amortecedores. Check. A suspensão tem eixo de 15 com aperto rápido e está mais que razoável? Double check! Tampas, peças móveis.. tudo ok? É a ar, confirmaste que consegues ajustar? Se for a mola sem ajuste de ar, a mola é para o teu peso? Check check check!!
Agora, aqui ponho o fator marcar e modelo. Tenho a Rockshox como uma marca que há alguma facilidade em encontrar material (uma pesquisa rápida na amazon . es, p.e.) e a Reba cm exemplo de uma suspensão sólida e que mantém o alto nível nos últimos anos (bom peso, variedade de curso, variedade de eixos..).
Tem comprovativo de revisão feita recentemente? Sim? Double double check. Não? Hope for the best, prepare for the worst. A meu ver, é uma suspensão que vale a pena manter. Um amigo meu meteu-se num negócio de uma que aparentemente estava OK mas qdo a abriu (bem, já que é tua vamos pô-la cm deve ser) acabou por também abrir mão duma quantia jeitosa. Ficou como nova, é certo, mas por perto de metade dos valores que já vi à venda nova, nas lojas do costume. Provavelmente, conseguia vender no OLX (usada, baínhas impecaveis, comprovativo de revisão em casa especializada), pagava a despesa e comprava uma Suntour XCR 32 novinha (mas não o fez, é mais um que já está no vício).
E se for uma suspensão com um valor baixo de mercado, e/ou com manutenção incerta, e/ou com um custo de revisão elevado (não sei até que ponto é que há malta a aceitar este tipo de serviços), e/ou com um desempenho OK? Bom, se calhar aqui é mesmo perceber o estado geral, e se não há marcas de óleo. É rolar como está até trocar. A seu tempo, um upgrade por algo novo e mais recente é a melhor opção (riscos nas baínhas, se forem mínimos - teste da unha? -, deixava passar). Encaixava aqui aquela Axel da Bianchi (não me recordo de ter experimentado uma - Black Air sim, Sherman sim -, é apenas com base na gama da mesma).

3. Travões. Travam? Check. A loja da esquina sangra isto sem problema (tens aí um exemplo recente de uns Magura Louise)? Check.
Rotores e pastilhas tem o seu desgaste, e assume a troca a curto médio prazo. O rotor pode ter passado por aquecimento excessivo, e deformou. O dono meteu-o ao sítio, chega bem para um test drive, mas qdo passar pelo mesmo volta a deformar. Por outro lado, se o material for de entrada de gama, um rotor maior e/ou melhor, e/ou pastilhas melhores vão dar um vida nova à travagem por uma quantia relativamente baixa.

4. Transmissão. Material aparentemente sem pancadas ou danos? Check. Nada de marcas de chainstuck? Boa.
E acho que ficava por aqui. Podes testar a transmissão, vês que entra. Ok. Qdo estiveres no trilho e em movimento, a coisa pode ser outra. Consegues perceber se os dentes da k7, pratos pedaleiro e/ou desviador não estão em fim de vida? Apesar do dono dizer que praticamente não andou. Aqui tb entra a questão dos anos da mesma.. se for algo 3x9 ou 2x10, o mais certo é que a seu tempo optes por algo mais atual, e o importante é que dê para andar. Por outro lado, se as modernices do 1xNN não te dizem nada, então interessa que o materal esteja acima da média.

5. Rodas. A traseira está alinhada? Ok, isto tb pode ser importante para saber o estado do dropout do quadro. De resto, vista geral à procura de marcas mais salientes, raios soltos.. e o estado geral dos pneus, claro. Jà vem com tubeless? Espetaculo. Quando é que foi feita a montagem, e qual o selante que foi usado?

6. Barulhos. É uma bicicleta, só não vai fazer barulhos quando estiver na garagem à tua espera. Tens ideia do que procurar?

Tudo isto, junta-lhe o preço.
Vais pagar o que pagares, mas o valor é baixo e deixa-te margem para um transmissão e uns travões? Boa.
Vais pagar o que pagares mas estouras praticamente o orçamento máximo? Há risco.
Por fim, tens a certeza que não é material roubado?

Provavelmente estou a esquecer-me de alguma coisa.