[Análise/Teste] RCZ Race White

Kamoes

Active Member
#21
Boas! :D


Ivo, belo peso na bicha! :D

Tanta especulação, e eu não me enganei! :D ...

Então, e a forqueta? Já esqueceste isso? O que é que achaste, é assim tão "nervosa"?

Abração ;)
 
#22
Marco, de facto não andou muito longe do que foi calculado, o que é muito bom!:D

Deixo aqui uma versão da RCZ com forqueta rígida.







A forqueta rígida já estava nos planos desde que comecei a montar a bike, uma vez que a minha antiga suspensão, com o seu maravilhoso funcionamento a braços, me tinha habituado a algo semelhante a uma forqueta rígida, pois se afundasse um centímetro era muito bom! Assim, quando passei para a MZ, notei uma grande diferença, no que toca a pequenos drops sobretudo, enquanto que com a minha suspensão/forqueta antiga não precisava de "droppar", passava uma roda de cada vez sem saltar, se tentasse fazer isto com a MZ era OTB certo! No que toca ao conforto, é claro que a MZ não se pode comparar minimamante à antiga suspensão/forqueta.

Como um grande amigo, Bola7, tinha lá a forqueta parada na sua SS, perguntei-lhe se ele não se importava de me ceder a mesma, de modo a tirar algumas impressões, e rapidamente me deu uma resposta afirmativa. Obrigado!

Digamos que podia ter escolhido outro dia para testar a forqueta rígida, porque em prova é só dar ao pedal, não tirando as conclusões necessárias, e além disso as minhas horas de sono não estavam em dia, dado os trabalhos de escola.

Passando às poucas impressões retiradas do uso da forqueta, tenho a dizer que é precisa muita concentração, concentração para ver onde se coloca a roda e anteceder qualquer impacto com um pequeno amortecimento de braços. A pressão dos pneus também é importante, tendo eu utilizado cerca de 30 psi's na roda da frente, mais coisa menos coisa.

A prova começou logo mal. Ma primeira transição de alcatrão para mato, quase que ia por completo ao "tapete", valeu-me tirar rapidamente o pé do pedal para evitar grandes danos, a curvar, a frente da bike fugiu-me literalmente. Como se não bastasse, esqueci-me de que era preciso fazer um pouco de trabalho de braços, e mais à frente numa pequena subida em que pedalava de pé a forqueta saltou numa irregularidade qualquer e a coroa bateu-me no joelho. Quatro dias com o joelho inchado, que é para aprenderes! E com episódios destes se processou toda a prova, quedas que aparentemente não tinham como se entender. Caí mais vezes numa prova do que em todas que fiz até agora, apesar de terem sido poucas as provas que fiz. Se a minhas quedas fossem filmadas, eram um autêntico regozijo para todos os que a observassem..:fpalm::cool::mrgreen:

Mas nem tudo é mau, como é obvio. Nos ganchos onde é preciso alterar constantemente o ritmo, a forqueta permite impor um ritmo muito mais elevado e mais rapidamente de recupera a velocidade anterior. É incrível a facilidade com que se acelera. Nos singletracks onde a pedra não é muita, também se rola a uma velocidade incrível! Nas subidas e percursos rolantes é só dar aos pedais, que a bicicleta até vai endiabrada!

Cheguei ao fim da prova com uma pequena dor de braços como era de esperar, mas nada de grave, tendo quebrado totalemte o ritmo também já para o final, dado o cansaço não só causado pela forqueta, mas também pelas poucas horas de sono e pelo calor que se fazia sentir.

Conclusão, gostei bastante da forqueta, apesar de todas as peripécias, e estou mesmo tentado a adquirir uma, não versão alumínio, como testei desta vez, mas sim uma em versão carbono, dada a suposta maior absorção de vibrações, e face à suspensão, a ausência de manutenções, que dada a minha condição de "pelintra sem cheta", não calham mesmo nada bem. Quem colocar uma forqueta só pelo factor peso, sem que o seu andamento não tenha nada de semelhante às diferenças proporcionadas pela forqueta, rapidamente se arrependerá, e voltará para a suspensão.

É uma questão de descoberta, por assim dizer, em que quem aderir por moda, rapidamente se arrepende!;)

Fica aqui uma foto em acção:

Ainda deu para um 6º lugar mesmo justíssimo...

Quanto ao setup 1x9, ainda ando a ver se engenho alguma coisa para servir de guia, dado os preços exorbitantes de uns simples guias...

Abraço!

Agora a questão que a mim se coloca, é o que fazer com 175 pontos...
 
#23
Mais uma excelente RCZ!
Parabéns pela maquina Ivo.

Já agora, onde é que tens a tal analise ao teu selim ?
Adorei o aspecto 'clean' ... e ando a pensar fazer o mesmo ao meu :lol:

Abraço
 
#24
Obrigado Fábio!:D

O meu feedback encontrava-se algures por aqui. Passo a citar:

Ora após alguns/muitos kms percorridos com este selim, deixo aqui o meu feedback.

Desde já, é um selim em que o conforto apenas dura nas 2 a 3 primeiras horas de cada utilização.

Pontos positivos:
- O seu peso, 189grs (confirmados por mim);
- O seu preço, geralmente inferior a 45€;
- O seu conforto, que é algo relativo...
-(...)

Pontos negativos:
- Sensibilidade da cobertura, embora não seja nada de grave, já se começa a revelar;
- A película que envolve os carris é um pouco sensível, pelo que se recomeda moderação no aperto..(eu já danifiquei essa película :oops: :mrgreen:)
- Quando necessitamos de recuar na bike para fazer uma curva, ou até mesmo tirar o rabo do selim numa descida, o perfil traseiro do selim por vezes agarra os calções;
- Não é dos melhores, quando necessitamos de "atacar" uma subida, ou seja, não nos permite chegar muito à frente;
-(...)

Impressões sentidas:
- É um selim que assenta, e massacra um pouco, mesmo nos "ossos"
- Para mim é impossível andar nivelado, um pouco inclinado para a frente resolve a situação
- Demora um pouco a habituar, mas depois disso nada afecta..
- (...)

Deixo aqui um pequeno clip que fiz, acerca da sua flexão:
[video=youtube;aBUkA_UpBVE]http://www.youtube.com/watch?v=aBUkA_UpBVE&feature=player_embedded[/video]



Cumpz^^,
Ivo Azenha
Agora anda sem cobertrura, o conforto manteve-se igual e a estética quanto a mim melhorou. Aliás, o selim parece que dobra mais um pouco sem cobertura, mas é indiferente. O peso está nos 150gr:D No entanto andou a fazer pipocas há uns tempos, ouviam-se uns estalitos no encaixe dos carris, mas após umas lavangens lá se calou. Melhor assim.

A bike recebeu uns pequenos mimos:


Saíram as antigas câmaras de ar CST com "nhanha" laranja e entraram estas Kenda SuperLite com 150 gramas cada uma. Coloquei-lhe um pouco de NoTubes lá para dentro. Vamos ver se aprova. O peso retirado não foi muito, cerca de 150 gramas no total.


Vieram estes punhos, os ESI Grips Chunky. Ainda não estão montados na bicicleta, porque por enquanto queria ver se "acabava" com estes Bontrager XXX lite. Tenho os punhos,ainda por cortar, montados cá noutra bicicleta, e do pouco que andei, gostei muito. São muito suaves, por assim dizer, e a mão vai muito bem acomodada.

Muito obrigado ao Stôr Girão por me ter trazido estes punhos, uma vez que na minha zona, poucas ou nenhumas são as entidades que os comercializam.

De resto a RCZ continua a bombar pelos trilhos fora. Fiz o meu primeiro treino de duatlo, e dei-me bastante bem com a RCZ na parte do BTT, super ágil, adequada ao meu tamanho. No final do treino, verifiquei que o regulador do Rebound no fundo da perna fez greve:mrgreen: . Está a precisar de uma ida ao doutor:fpalm:.

Fica uma foto do treino de hoje:

Armado em Danny MacAskill, mas Skill é o que não abunda para os meus lados, de certeza...:mrgreen::lol: Foi mais um treino em que reinou sobretudo o espírito de "Ride 4 Fun"!:D

Força!
 
#25
Ivo, obrigado pela resposta!
Eu pensava era que tinhas colocado algures no forum um post a falar do selim ja sem cobertura.. tipo tuturial ou assim :lol:

Estou tentado a fazer isso ao meu BBB, mas tenho receio que a coisa corra mal e estrague o selim.
O meu outro receio é em relação ao conforto, mas acerca disto já vou estando mais descansado porque o pessoal todo que 'decapa' os selins diz que o conforto fica igual :p

Obrigado e boas pedaladas :)

Cumpz
 
#26
Por acaso, foi até bastante simples. Comecei por retirar os agrafes. Depois, cuidadosamente, pois poderia vir a precisar da cobertura posteriormente, comecei a arrancá-la a numa ponta até chegar à outra, de modo a que nada ficasse agarrado ao plástico, devagar devagarinho. No final fiquei com a cobertra inteirinha, e se precisar dela tenho-a ali.

Mas claro, eu já tinha visto um ASpide sem cobertura, o que ajudou. O do user Rui Marreiros.

Tenta encontrar um BBB sem cobertura, poderá ajudar de certo modo! Acho que andava aqui pelo fórum um sem cobertura...

Força!
 
#27
Não sei como é que podem gostar de andar sentados num pedaço de pau:fpalm:!!ui ui, será tendências :confused::hehe:eheheh. Agora fora de brincadeiras, aquilo de conforto não tem nada.Mas gostos são gostos.......Não se esqueçam é que daqui a uns anitos as costas dão sinais......doh.ah pois!!
Abraço.
Ps.Não estragues muito as silveiras :rotfl:eheh
 
#28
Luisv, falas com conhecimento de causa?
É que eu já me sentei em cima de um slr sem cobertura e acho que nunca tinha exprimentado um selim tão confortavel :D

Opiniões precisam-se, eheheh :lol:

Cumpz
 
#29
Eu tenho um Selim igualizinho a esse Selle San Marco ASPide, sem cobertura, acusou 124 gramas, e não acho muito desconfortável.

Logo posto aqui uma imagem dele;)
 
#30
Oh Varanda, então tu andas na RCZ 500m e dizes que é desconfortável? Isto requer um pouco de hábito, tal como a maioria dos selins. Lembro-me de que quando o comprei achava-o desconfortável e andava com a cobertura. Agora, sem a cobertura e com alguns kms, não me causa qualquer incómodo!:cool:

Quanto às dores de costas, essas não existem!! Após vários kms e ajustes, a bicicleta está mesmo à minha maneira! Tu querias é que o teu tractor subisse como a RCZ! Xiça, é preciso tomar um pequeno almoço reforçado para subir com aquilo :twisted::twisted:

MeridaBikes excelente peso! Tenho medo de começar a tirar algum peso ao selim, dado que ele já é um poucoo flexível e depois possa partir tanto por uso normal como fruto de uma queda..

Fábio, fala com o MarceloBTT, que ele é capaz de te ser útil, dado que também tem um BBB sem cobertura.

A RCZ recebeu os ESI Grips Chunky. Os Bontrager já rodavam um pouco, aliás, saíram do guiador à mão, sem recurso a ar ou álcool.





Andei pouco com os punhos, pois só os coloquei na RCZ no Sábado. Apenas noto que o tacto é diferente, em comparação com os punhos de espuma que experimentei até à data, que foram poucos. São um pouco mais flexíveis, "amortecem" mais que os punhos de espuma que testei, fazendo com que as pequenas irregularidades sejam praticamente imperceptíveis. Quanto à humidade/suor, eu que não uso luvas, notei que eles ficam pouco escorregadios, pouca coisa.

No entanto, devo ter um problema ou qualquer coisa do género, dado que com todos os punhos que testei até agora, três/quatro dedos da mão esquerda "adormecem" quando faço uns kms valentes de alcatrão..:(

Utilizando com os Gripshifts, apenas se notam salientes as pequenas pregas de borracha dos mesmos, não havendo grande diferença de diâmetros, o que para mim é indiferente, pois os Bontrager eram mais finos e não me causava perturbação.

Força!
 
Last edited:
#31
Por acaso também ouço uns Estralitos no Encaixe do meu.

E fiz da seguinte maneira:

Tirei com muito cuidado, da frente para trás, tirando todos os agrafos, removi a esponja que fazia com que ficasse mais confortável, lixa 200, 600, 800, 1000, e ficou espectacular, ainda lhe vou fazer uns 3 Buraquinhos para dar um Ar mais Estiloso, eu depois coloco fotos;)


PS:Adoro a posição da tua Bike, estou a começar a montar um Quadro da 8XC, com umas peças interessantes, para ficar com uns meros 9200gr, mais ou menos, mas irei talvez colocar com essa Montagem Um Selle Italia SLR Kit Carbonio.


Cumps!
 
#32
Isto requer um pouco de hábito, tal como a maioria dos selins. Lembro-me de que quando o comprei achava-o desconfortável e andava com a cobertura. Agora, sem a cobertura e com alguns kms, não me causa qualquer incómodo!:cool:
Pois pois!!!!!!!Já tens é o cú calejado eheheheh e como na "axarrua" que andavas antes desta, também não tinhas lá nada , acabaste por te habituar a estar sentado em coisas duras:confused:

Quanto às dores de costas, essas não existem!!
Não existem agora!!!!!!!!!!!Mas daqui a uns anitos, quando tiveres a idade aqui do "je":fpalm: depois falamos....

Abraço
 
#34
Ricardão, obrigado, não só pelo elogio, mas também pelos travões!:D
(No campo do amortecimento, esperam-se novidades para o fim desta semana ou para o inicio da próxima..)


A RCZ continua sem qualquer problema! A transmissão não desafina, os travões são mais do que suficientes para o que faço, só o rebound da MZ é que está a destoar..

Coloquei outra vez os Kenda Karma, o 2.0 à frente e 1.95 atrás, e experimentei várias pressões. Os pneus dão mesmo muita confiança a curvar, e agora com este tempo seco e compacto são excelentes! O pneu da frente anda com menos pressão do que o detrás, e para mim está no ponto.

Como perdi algum peso, dado alguns problemas, também retirei um pouco de ar à suspensão, e coloquei-lhe 28/29 psi's. Anteriormente utilizava 39/40 psi's. Está boa! Noto que utiliza todo o curso disponível, existindo um bom equilíbrio entre esgotar completamente e amortecer normalmente. Quanto ao SAG e esses pormenores acho que está com 20%, assim a olhómetro..



Na foto: Eu, Bola e Varanda;
Local: Coimbra, 6º Passeio Convívio Amigos do Ricardo;
Foto by Kabazuk
 

Kamoes

Active Member
#35
Oh Ivo, campeão!

Tens a mesma mania que eu rapaz :mrgreen:

Meter o polegar do lado de fora dos gripshift! :mrgreen:


Abraço ;)


PS: Novidades na parte de amortecimento? Mau, que não me disseste nada! :D
:rotfl:
 
#36
Deve ser uma mania de todos então :lol:

Que tal os Esi ? Para andar sem luvas é do best... só tenho pena de suar das maos que nem um cavalo (?) LOL.
(Eu sei que já desde feedback no post em colocas-te a fotos, mas pronto !)

Continua com os tunings na RCZ ... e vê lá se a metes mais levezinha! ehehe

Cumpz
 
#37
Já é uma mania desde que tenho a VAG, já com os triggers era a mesma coisa, polegar do lado de dentro do guiador:D:cool:

Os ESI valem bem o dinheiro investido! Em compração com os Ritchey, que foram os punhos mais confortáveis que experimentei, os ESI "amortecem" mais, transmitem menos vibrações às mãos, e são muito, mas mesmo muito cómodos. Eu pensava que aquilo me ia "assar" as mãos, mas estava enganado. Quanto ao transpirar não noto nada, porque a andar de bike só transpiro na parte do tronco..(?) Em tempo molhado ainda não os experimentei, por isso não posso opinar.

Fábio, os tunnings vão continuar eheh:D:twisted:

Vai ficar mais leve, mas não posso adiantar nada, porque ainda não tenho a certeza absoluta. Talvez ficará sub-10.5 kg:confused:

Marco, nada de desvendar o assunto:assobio: (ehehe)

Força
 
#38

Na foto: Eu, Bola e Varanda;
Dois sofás atrás dum cavalo pau eh eh eh;)

Temos é de ir fazer novamente o trajecto do Eiras Single Tracks, agora os trilhos devem estar fantásticos. Isso é que era um bom teste para a RCZ

Abraço

Ps: O Bola é o da esquerda.....lol (se ele vê isto!!!!!!!!!!!!!)
 
#39
(No campo do amortecimento, esperam-se novidades para o fim desta semana ou para o inicio da próxima..)
Aqui fica a "novidade":



Alguns pormenores:


A pequena rolha de plástico, para evitar que entre muita sujidade..:mrgreen:





Vista geral:





Ainda só fiz uns 50 kms com a forqueta, portanto não posso dizer grande coisa. Não a pesei, pois não era prioridade o peso. O objectivo foi dar um ar mais "clean" à bike, e ir de encontro ao meu tipo de utilização. A descer, como é óbvio, fiquei a perder, pois ando mais devagar, o que tambem é bom, a probabilidade de cair e contrair algo grave diminui de certo modo. Gosto bastante das sensações que a bike está a proporcionar com a forqueta! Rápida e bastante nervosa! Comparando-a com a forqueta de alumínio que testei há uns tempos, para já torna a frente ainda mais leve, e depois estou a começar a perceber a história do carbono absorver de certo modo as vibrações, que tanta gente fala. Estas deixam de ser tão "secas" e penosas para os braços e ombros.

Peço desculpa, mas é a única coisa que posso dizer neste momento sobre a forqueta...

Ficam mais umas "plingrafias" da "bricandeira" de hoje:





E a fera cá de casa, que indirectamente, pedia para que eu lhe tirasse uma foto, enquanto fotografava a bicicleta:



Força!
 
#40
Acho que a nível estético a forqueta rígida é bem mais bonita do que a Marzocchi, não sei é se será tão bonita para os pulsos e braços:lol::lol::lol:. Está muito bonita a tua RCZ;).

A tua "fera" tem um aspecto temível:mrgreen::mrgreen::mrgreen:!