2015 Giant Trance 3 27.5

#21
Ainda não tinha visto essa prima, e que bom aspecto ela tem!

Em relação a upgrades, o que devo fazer mais depressa será a substituição dos pedais, mas ainda estou a fazer estudo de mercado :D

O espigão foi coisa que nunca pensei, também porque nunca experimentei e nesse ponto acho que antes de investir 300€ num convêm dar uma voltinha numa bike que tenha. Nesse dia em que foi feito o video tinha dado jeito que quase dei cabo do tomate esquerdo à conta do selim...

Sempre chegaste a trocar a suspensão? E sabes-me dizer se a minha ainda tem o problema do avanço como a tua?

Obrigado
 
#22
Ora seguem então mais umas novidades:

Os pedais já rangiam por todo o lado e quando fiz a conversão para tubeless o mecânico aconselhou que fossem trocados.

Andei a fazer alguma pesquisa. Sabia que queria de plataforma mas estava indeciso se seriam de alumínio ou de nylon. Depois de ver demasiadas fotos de 'pedalbyte' decidi optar pelos de alumínio :twisted::twisted::twisted:

E foi assim que chegaram uns Sixpack Menace 2





Com um peso de 441g tem um peso digamos intermédio para um pedal de plataforma de aluminio.

Esta segunda geração dos Menace emagreceu cerca de 10% e é um pouco mais côncava que a primeira. Cada pedal tem 8 pinos M4 para uma melhor tracção e facilidade de aperto e arranjar substitutos se assim for necessário e rolamentos selados.

Agarram o quanto baste. Eu gosto pouco de pedais que me mantenham demasiado preso e que me seja difícil ajustar a meio de um trilho por exemplo. Assim sendo estou por enquanto satisfeitíssimo com estes.

Aproveitei para poupar nos portes mandei vir também umas joelheiras 661:




No dia seguinte a encomendar os pedais consegui arranjar alguns produtos El Gallo a preços bastante bons e pombas lá abri os cordões à bolsa.

Avanço NDR 45mm





São menos 3cm no avanço que se faziam sentir bastante. Este El Gallo tem um corpo bem mais largo e por isso mesmo, apesar de ter menos 30mm pesa mais 32g com um total de 182g.

Para juntar ao avanço veio o guiador AM 710 Carbon



O peso é metade do que vinha de origem






Não havia balança então siga de ser pesado na Bimby:D:D



E depois siga de ir dar mais uma volta.

Só para terem noção do que anda por esta zona:






São cerca de 4m de altura e 2m de gap:shock::exacto:

Boas pedaladas!
 
#23
Epah, ganda avanço... curiosamente andava de olho no ONOFF, ou outro que já não me lembro da marca por isso mesmo... por ser mais largo

Embora pesadito... tem material para justificar o peso

Quanto valeu o bicho? De onde se manda vir?

Ficou do power esse cockpit. :podio:

Abraço
 
#24
Boas Tinric,

O avanço encheu-me o olho e como andava à procura de mais pequeno foi de aproveitar

Vou ver se ainda encontro o link e envio-te por pm, mas posso-te dizer que o preço normal ronda os 50/60€ e que me ficou por 30 ;)

Ficou bem melhor o cockpit e sinto muito menos vibrações, creio que o facto de o guiador ser de carbono deve ajudar.

Abraço
 

SeteGu

Active Member
#27
Acho que é o dropout e o eixo...

Não percebo é porque não vem logo com o eixo de 12... na gama de 2016 é igual e, salvo erro, é o único modelo da Giant em que tal acontece.

Por curiosidade... estás a pensar trocar o eixo?

EDIT: Esse avanço é um "must".
 
Last edited:
#28
Não sei ao certo.

De momento não devo alterar mas futuramente não sei. Tenho de tentar perceber em que preço fica isso.

Nas de 2015 só a partir da Trance 1 vinha os 12x142, o modelo das rodas era outro.

O avanço é bastante porreiro mesmo ;)
 

SeteGu

Active Member
#29
Ah sim, tens razão.

Na gama deste ano é que as rodas são sempre as mesmas... e é tudo com eixo de 9mm.

Mas as rodas também permitem eixo de 12 ou não?
 
#30
Como te disse creio que sim. Já li um tópico de um gajo que queria fazer a conversão e tinha até as referências das peças para se pedir à Giant.

Mas já agora está a pensar fazer tal coisa? Que ganhos te trás para além de uma maior rigidez e robustez?
 

SeteGu

Active Member
#31
É um modelo que gostava de ter e que um rapaz que conheço está a pensar em comprar.

Eu pessoalmente nunca usei outro eixo para além do tradicional de 9mm (à excepção de meia dúzia de pedaladas em bikes de amigos meus).
 

edununo

Well-Known Member
#33
Os normais QR são 9x100mm à frente e 10x135mm atrás, apesar de nas specs da Mavic aparecer 9.5x135mm.

Além da maior rigidez e segurança (já abri um QR da roda de trás numa zona tecnica e em força) faz a centragem da roda. Não há cá discos a roçar pelo simples tirar e colocar novamente a roda.
 

SeteGu

Active Member
#34
10x135mm?

Nunca medi... mas sempre os conheci por 9/135 mm... aliás é essa a referência que aparece em muitos sítios.

EDIT: Nos QR creio que isso também não acontece se a roda for apertada e desapertada pelo mesmo lado... mas sim... é mais uma vantagem.
 
Last edited:

SeteGu

Active Member
#36
Obrigado pela correção edununo. No site da pro bike shop (por exemplo) só aparece 9/135 em tudo o que é lado... é estranho.

Curioso como, assim, tradicionalmente o maior (mais largo) eixo era atrás e atualmente a tendência é para ser o da frente (15/12 | 20/12) e por uma larga margem.
 
#39
Mais uns updates

Ora então o que chegou cá a casa:









Conjunto de cubos Hope Pro Evo 2 e aros DT Swiss EX 471.

Dificilmente retirei algum peso, uma vez que o conjunto anterior pesava 2170g e este não deve estar muito longe. Com a cassete este estava em 2470g e creio que a cassete pese 381g de acordo com os sites.

No entanto, isso não é tão relevante. A diferença entre as rodas é muito mais importante. Apesar de terem o mesmo peso sensivelmente, estas aguentam muito mais tareia...

Uma tirada hoje: