Search results

  1. Joseelias

    como iniciar a prática de BTT

    Essa sempre foi a minha postura. Fui atleta de competição federado em canoagem, competi inclusive em campeonatos nacionais e algumas provas com participação internacional e obtive classificações interessantes e o meu objectivo sempre foi dar o meu melhor. Os resultados seriam a compensação do...
  2. Joseelias

    como iniciar a prática de BTT

    São os tais passeios a que me referi. Percursos guiados, em grupo, onde não há pressão competitiva e se pode aprender ao ver outros e a receber conselhos. De há uns anos para cá dá-me impressão que tudo é classificado de "provas". Talvez para encher o ego de alguns em dizerem que foram a uma...
  3. Joseelias

    como iniciar a prática de BTT

    Começar logo com uma prova parece-me má ideia. Tive amigos, experientes em Btt, que até em locais planos e a circular a baixa velocidade se magoaram a sério. Bem como pessoal com pouca experiência que se limitou a seguir outros mais batidos no Btt e acabaram por se meter em situações para as...
  4. Joseelias

    Kona Unit 2015

    Boa sorte e diverte-te! Também fiz no passado uma viagem de três dias sozinho e o mais duro é estar-se... sozinho. Quando se vai a andar não faz diferença, mas nas paragens para alimentação ou repouso ficava com a sensação que depois de fazer o que tinha a fazer, não fazia sentido estar parado...
  5. Joseelias

    Kona Unit 2015

    Realmente não é o melhor local para ter um bidon. Mas há uns em que o bocal fica protegido por uma tampa e isso pode resolver a questão. Penso que seria uma opção melhor.
  6. Joseelias

    Intervalo entre troca de corrente.

    Mais um a favor do Squirt. É o melhor lubrificante que usei desde que comecei a andar de bike. Sem a mais pequena dúvida. A corrente fica lubrificada entre os 75 a100km, totalmente limpa e sem o mais pequeno vestígio de óleo e areias. Toda a transmissão mantém-se branca até nova lubrificação...
  7. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    Num dos links, para uma review do site road.cc, confirma uma das coisas que tinha pensado que é anular a necessidade de se sangrar os travões como nos sistemas hidráulicos totais. Claro que perde em algumas coisas, mas simplifica noutras, mantendo mesmo assim uma boa performance.
  8. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    Quando refiro que é mais um elemento, estou a referir-me que é mais um objecto no conjunto. No conjunto hidraulico ou mecânico ou híbrido temos duas manetes e duas pinças, e com o sistema tipo Parabox ou a versão da Giant soma-se um quinto objecto. Com a desvantagem de ser uma peça protuberante...
  9. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    A introdução de um terceiro elemento, como aquele cartucho introduz mais complexidade. Mais que não seja porque é mais um componente a precisar de manutenção ou a poder-se estragar. Tanto o sistema hidráulico, o mecânico ou o híbrido limita tudo ao conjunto manetas+pinças. Como estamos a...
  10. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    O sistema nessa Giant parece-me diferente do que mostrei. A TRP também tem um sistema semelhante (Parabox) mais antigo que o mostrado acima. Essencialmente, tem a caixa do sistema hidráulico abaixo do avanço onde se ligam as manetas mecânicas. Ou seja o sistema é todo hidráulico do avanço até...
  11. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    E deu alguma explicação para tal? Não sou a melhor pessoa para falar de travões de disco, mas a ideia de eventualmente não se ter problemas com o sangrar dos travões, e toda a simplicidade mecânica dos cabos de aço e das manetas para esse uso para mim é muito interessante já que gosto de...
  12. Joseelias

    Prós e contras de travões mistos hidráulicos/mecânicos vs hidráulicos puros

    Se estás a falar do TRP HyRd parece ser uma coisa virada para o ciclocross. https://www.cxmagazine.com/trp-unveils-hyrd-hybrid-hydraulic-mechanical-hybrid-cyclocross-disc-brakes-nahbs-2013 Acho que a vantagem está na simplicidade mecânica dos sistema de cabos, com a vantagem do auto-ajuste das...
  13. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Encontrei o artigo original de onde a critica no vídeo foi buscar a imagem do desgaste do Suntour SP-12 NCX: https://www.touronabike.com/sr-suntour-sp12-ncx-suspension-seat-post-review/ Um dos pontos negativos que o ciclista aponta é que o selim Brooks que usa foi uma montagem à justa. Isto é...
  14. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Tudo vai depender de que tipo de desempenho necessitas e de quanto estás disposto a pagar, porque diversas opções tens. Mesmo que excluas os espigões telescópicos e prefiras os de paralelogramo do género Cane Creek. Uma coisa me parece consensual, os da Cane Creek funcionam bem e são...
  15. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    JARBAS83, o 27,2 é tradicionalmente a medida mais padrão, daí a Decathlon a ter escolhido. De certeza que o teu espigão de selim tem escrito a medida na parte de baixo, não precisas de andar a medir. Se for o espigão que veio com a bicicleta em principio não escolheram uma medida errada na...
  16. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Percebo o que queres dizer com a questão da direcção do movimento do espigão relativamente à direcção da força de impacto. E os da Cane Creek não são gabados por acaso. Eles funcionam transformando a força vertical em horizontal o que em principio será melhor para afastar os impactos das costas...
  17. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    A marca USE que referi antes tem um espigão que podes ver mais abaixo. É muito semelhante ao da RockShox em termos de conceito e peso. Não sei se se mantém ao mesmo nível do passado, mas a USE era a marca referência dos espigões de selim com amortecedor. Depois surgiu a Cane Creek com os...
  18. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Como não conheço na prática o espigão da Decathlon não direi se é lixo ou não para Btt. Só vendo se está declarado como apto para isso. Até porque um espigão de selim com amortecedor não é ciência espacial e se for construido com um mínimo de qualidade funcionará correctamente. Desde que as...
  19. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Como é que é aquela de uma imagem valer o quê?
  20. Joseelias

    Espigão de Selim c/ amortecedor

    Podem ir dos 20€ da Decathlon aos 150€ da Cane Creek. Tudo depende para que fim se destina (passeio, estrada, btt), qualidade de construção, peso, ajustes, etc. Os bons nunca foram baratos (surpresa! :p ). O meu RockShox Post custou-me para aí 100€ há 20 anos atrás. Mas para muita gente é o...